Colíder

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Colíder
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Colíder
Bandeira
Brasão de armas de Colíder
Brasão de armas
Hino
Gentílico colidense
Localização
Localização de Colíder em Mato Grosso
Localização de Colíder em Mato Grosso
Mapa de Colíder
Coordenadas 10° 48' 19" S 55° 27' 18" O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso
Municípios limítrofes Carlinda, Itaúba, Nova Canaã do Norte, Nova Guarita e Terra Nova do Norte
Distância até a capital 650 km
História
Fundação 7 de maio de 1973 (47 anos)
Emancipação 18 de dezembro de 1979 (40 anos)
Aniversário 18 de dezembro
Administração
Prefeito(a) Noboru Tomiyoshi (PSD, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 3 038,249 km²
População total (estimativa IBGE/2017[2]) 32 298 hab.
Densidade 10,6 hab./km²
Clima equatorial
Altitude 315 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [3]) 0,75 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 322 707,172 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 10 165,93
Outras informações
Padroeiro(a) São João Batista

Colíder é um município do estado de Mato Grosso.

Dados gerais[editar | editar código-fonte]

  • Dependência genealógica - O município de Cuiabá deu origem ao município de Chapada dos Guimarães, do qual originou-se o município de Colíder.
  • Eleitores - 23.467 (fonte: Cartório Eleitoral)
  • Padroeiro - São João Batista
  • Distritos - Sede.
  • Limites - Carlinda, Itaúba, Nova Canaã do Norte, Nova Guarita e Terra Nova do Norte.
  • Comarca - Colíder
  • Altitude - 315 m. (Altitude da sede da prefeitura)
  • Relevo - Planalto Residual Norte de Mato Grosso, Serra do Cachimbo.
  • Distância da Capital - 650 km
  • Coordenadas - l0º 48’ 19” latitude sul, 55º 27’ 27” longitude oeste Gr. (Coordenada da sede da prefeitura)
  • Extensão Territorial - 3.093,173 Km2 (IBGE)
  • Densidade demográfica 9,94 hab/km²

História[editar | editar código-fonte]

A ocupação das terras da região ocorreu no tempo dos incentivos fiscais e projetos do Governo Federal da década de setenta. Quando os soldados do 9º BEC (Batalhão de Engenharia de Construção Cuiabá) ainda rasgavam a BR 163, Raimundo Costa Filho decidiu colonizar a região, nela entrando no sentido leste-oeste.

Raimundo Costa Filho já tinha experiência em colonização no Estado do Paraná, e em 1973 chegou a Mato Grosso. Sobrevoou a região e adquiriu extensa área de terras. Seguiu o picadão do 9º BEC, acompanhado de topógrafos e iniciou a medição da área. Luiz Marques da Silva mudou-se então para o lugar da futura cidade de Colíder, que inicialmente foi denominada de Cafezal.

A criação oficial do patrimônio de Cafezal se deu a 07 de Maio de 1973, considerando o dia do aniversário de Colíder, com o erguimento de um ranchão, que passou a servir de dormitório, armazém, enfermaria e pensão.

Era tal a procura de terras que, em 1974, quase toda a Gleba Cafezal já havia sido ocupada. Programou-se, então, a cidade.

A povoação cresceu, passando à denominação de Colíder, utilizou-se das iniciais da palavra Colonizadora Líder (Co + líder), cujo significado descrevia que ali nascia uma unidade social de grande importância ao lado de outra, pois na época, Ênio Pipino já desenvolvia uma colonização de vulto naquela região, estabelecendo Sinop como sede dos empreendimentos. Colíder vinha a ser, então, uma outra Sinop. Os colonizadores tencionavam criar uma estrutura tal que justificasse o seu nome de liderança.

Em 18 de Dezembro de 1979, através da Lei Estadual nº. 4.158, foi criado o município de Colíder, que se tornou famoso devido à produção agropecuária e também aos garimpos nas décadas de 80 a 90; passando pelo processo de extração de madeiras e, por conseguinte a pecuária e a industrialização através de frigoríficos e curtume, atividades do comércio e prestação de serviços.[1]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2017 era de 32.298 conforme dados do IBGE.[2]

Formação Geológica[editar | editar código-fonte]

Coberturas não dobradas do Fanerozoico - Formação Prainha. Coberturas dobradas do Proterozoico com granitoides associados, Formação Iriri. Complexos metamórficos arqueanos pré-cambriano indiferenciado. Faixa móvel Rio Negro e Juruena.

Bacia Hidrográfica[editar | editar código-fonte]

Grande Bacia do Amazonas. Para esta bacia contribui a Bacia do Teles Pires, que recebe pela direita o Rio Peixoto de Azevedo.

Clima[editar | editar código-fonte]

Equatorial quente e úmido, com 3 meses de seca, de junho a agosto. Precipitação anual de 2.500mm, com intensidade máxima em janeiro, fevereiro e março. Temperatura média anual de 24 °C.

Economia[editar | editar código-fonte]

A pecuária divide espaço com culturas diversas, como a soja, milho e feijão em algumas áreas de grande porte. O comércio tem significativa participação na arrecadação de divisas. O extrativismo mineral faz parte da economia municipal.

A cidade tem grande poder turístico na região em que se encontra, contando com belezas naturais como a conhecida Cachoeira Mercúrio e a Igreja Matriz do município, que possui o quadro da representação da Santa Ceia, o maior da Brasil com 11,50 m x 3,65 m.

Administração[editar | editar código-fonte]

  • Prefeito: Noboru Tomiyoshi, PSD (2017-2020)
  • Vice-Prefeito: Dr. Ono

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. a b «Estimativa populacional 2017 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 30 de agosto de 2017. Consultado em 6 de dezembro de 2017 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.