Sinop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Maio de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Sinop (desambiguação).
Município de Sinop
"Capital do Nortão"
Bandeira de Sinop
Brasão de Sinop
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 14 de setembro
Fundação 14 de setembro de 1974 (41 anos)
Emancipação 17 de dezembro de 1979 (36 anos)
Gentílico sinopense
Padroeiro(a) Santo Antônio
Prefeito(a) Juarez Costa (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Sinop
Localização de Sinop no Mato Grosso
Sinop está localizado em: Brasil
Sinop
Localização de Sinop no Brasil
11° 50' 53" S 55° 38' 57" O11° 50' 53" S 55° 38' 57" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Norte Mato-grossense IBGE/2008[1]
Microrregião Sinop IBGE/2008[1]
Região metropolitana não há
Municípios limítrofes Sorriso, Vera, Santa Carmem, Tapurah e Cláudia
Distância até a capital estadual: 505 Km
federal: 1,634 km
Características geográficas
Área 3 194,339 km² (BR: 482º)[2]
Área urbana 17 km² (BR: 169º) – est. Embrapa[3]
Distritos Bandeirantes-Sinop-MT
População 130 985 (MT 4º) hab. IBGE/2015[4]
Densidade 36 318 hab/km² hab,/km²
Altitude 384 m[5]
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,807 muito alto PNUD/2000[6]
Gini 0 430 est. IBGE 2003[7]
PIB R$ 1 733 747,248 mil (BR: 248º) – IBGE/2008[8]
PIB per capita R$ 15 688,17 IBGE/2008[8]
Página oficial

Sinop é um município brasileiro do estado do Mato Grosso. Sendo a quarta maior cidade deste estado, sua população em 2015 é estimada em 130 985 habitantes, o que coloca Sinop em 224º lugar no Brasil, 114º lugar entre os municípios interioranos e 4º lugar no estado. Possui uma área de 3.194,339 km². É conhecida como a Capital do Nortão, sendo atualmente polo de referência em todo o norte mato-grossense.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Sua denominação deriva-se do acrônimo de Sociedade Imobiliária Noroeste do Paraná, nome da empresa responsável pela colonização do norte de Mato Grosso por agricultores do norte do Paraná.[9]

História[editar | editar código-fonte]

Colonização e povoamento[editar | editar código-fonte]

O processo que ocupou a área na qual atualmente se localiza a área urbana do município de Sinop, se iniciou em 1972, na época da aquisição de outros cidadãos pela Colonizadora Sinop S.A. em mais de 500 mil hectares de solo fértil, que situam-se numa distância de 500 km de Cuiabá na BR-163 (Cuiabá-Santarém), quando foi criada a Gleba Celeste.[10]

Assentamento SINOP, Julho de 1973, às margens da BR-163. Foto aérea Acervo Fotográfico TenCelJaimeRibeiro.

Quando o projeto foi implantado e executado por Roberto Brandão, 400 homens e máquinas, cruzaram, de início, o rio Verde, sendo abertas as primeiras picadas na selva, para a plantação de quatro cidades (Sinop, Vera, Santa Carmem e Cláudia), 1.400 quilômetros de estradas vicinais, campos experimentais, centros comunitários, escolas, infraestrutura de apoio para o atendimento aos novos habitantes, brasileiros de todas as regiões do País que, num fenomenal processo de crescimento da população, afluíram para vivenciar o enfrentamento das dificuldades que os impediam de ocupar o norte de Mato Grosso; e a "mística do Nortão" foi forjada pelos compatriotas.[10]

Inicialmente, as primeiras ruas de Sinop foram abertas em maio de 1972 e por pouco tempo as primeiras famílias de pioneiros vieram à cidade.[10]

À época, o tempo de demora do viajante entre o interior do Paraná e Sinop era de 7 dias. Porém, embora seja um caminho muito difícil, crescia a migração direcionada para Oeste, pela qual era acompanhada a fronteira agrícola que adentrava o Norte de MT. E não seria possível resultar em outra coisa: no dia em que foi fundada, em 14 de setembro de 1974, a cidade de Sinop era, de verdade, um canteiro de obras, com cerca de 20 quadras.[10]

Formação administrativa e história recente[editar | editar código-fonte]

Tudo foi feito com grande rapidez. Numa época anterior a dois anos após, no dia 24 de julho de 1976, a Lei 3.754/76 foi assinada pelo então governador José Garcia Neto, declarando Sinop elevada à categoria de distrito municipal de Chapada dos Guimarães. Não foram passados quatro anos e, em 17 de dezembro de 1979, a Lei 4.156/79 foi assinada pelo governador Frederico Campos, declarando Sinop elevada à categoria de município.[10]

Atualmente, o crescimento de Sinop não encontra-se descontinuado. Em 1974, ninguém teria capacidade de imaginação que, numa época anterior a três décadas após, a estimativa da população é de aproximadamente 100 mil habitantes naquele lugar — uma cidade que hoje é pólo de referência na totalidade do Norte de Mato Grosso, no que concerne à saúde, à educação, à indústria, ao comércio, ao lazer e a demais áreas.[10]  

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sinop está localizada no noroeste da região Centro-Oeste do Brasil, no Norte Mato-grossense, na Microrregião de Sinop. Localiza-se na latitude de 11º50’53” Sul e longitude de 55°38’57” Oeste. Dados geográficos de Sinop:

  • Formação Geológica: coberturas não-dobradas do Fanerozoico e Bacia Quaternária do Alto Xingu
  • Relevo e altitude: Planalto Residual Norte de Mato Grosso e Planalto do Parecis. Altitude de 384 metros acima do nível do mar.
  • Hidrografia: Bacia Hidrográfica do Amazonas. Rio Teles Pires, importante afluente do Rio Tapajós.
  • Clima e pluviosidade: equatorial, com cerca de seis meses de seca e precipitação anual de 2.500 mm. Temperatura média anual de 24°C (entre 40 °C e a mínima abaixo de 20 °C).
  • Área: 3.194,339 km²[11] e urbana de 17 km².[12]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Saúde[editar | editar código-fonte]

O município possui três hospitais e um pronto atendimento. Na cidade está instalado a única Ala de Oncologia da região norte do Estado, com vinte leitos.

Segurança Pública[editar | editar código-fonte]

Sistema de ensino[editar | editar código-fonte]

Sinop conta com mais de 27.000 estudantes matriculados nas escolas públicas e privadas segundo o IBGE em 2009. Em Sinop existem diversas escolas de ensino básico e médio. O município é também conhecido por ser uma cidade universitária, pois possui diversas instituições de ensino superior, tais como:

Panorama Região Central da Cidade
A cidade tem 24 escolas que atendem o ensino infantil
  • 12 escolas públicas municipais
  • 12 escolas privadas
Mais de 40 que atende o ensino fundamental
  • 11 escolas públicas estaduais
  • 21 escolas públicas municipais
  • 9 escolas privadas
E 13 escolas para o ensino médio
  • 7 escolas públicas estaduais
  • 6 escolas privadas

Existem na cidade várias escolas de ensino de línguas estrangeiras, sendo algumas dessas: CNA, Fisk e Wizard.

Comunicações

A cidade possui os principais operadores de telefonia, móvel e fixa; onze provedores de internet banda larga; quatro emissoras de rádio; oito canais abertos de televisão.

Emissoras de rádio AM:

Rádio MAIS AM - 550 KHz

Rádio Celeste AM - 610 KHz

Emissoras de rádio FM:

Hits FM - 87,9 MHz

Meridional FM - 98,9 MHz

Emissoras e retransmissoras de TV:

Transportes[editar | editar código-fonte]

Por via aérea o acesso ao município é realizado pelo Aeroporto de Sinop vindo principalmente das cidades de Cuiabá, Campinas e Brasília. O aeroporto está localizado a 13,4 km do centro da cidade; tendo uma pista com 1.630 metros de extensão e 30 metros de largura. Atualmente, três empresas atuam na prestação de serviços de voos regulares: Passaredo Linhas Aéreas, e Azul Linhas Aéreas.

Por via terrestre o acesso ao município é feito principalmente pela rodovia BR-163, que no perímetro urbano está duplicada.

Em Sinop não há transporte por ferrovia e nem por hidrovia.

Oito empresas fazem o transporte intermunicipal e uma atua no transporte coletivo urbano.

 frota - 2014[editar | editar código-fonte]

Automóvel - Tipo de Veículo 30.595 automóveis
Caminhão - Tipo de Veículo 3.565 caminhões
Caminhão trator - Tipo de Veículo 1.539 caminhões Trator
Caminhonete - Tipo de Veículo 10.685 caminhonetes
Camioneta - Tipo de Veículo 1.757 camionetas
Micro-ônibus - Tipo de Veículo 121 micro-ônibus
Motocicleta - Tipo de Veículo 26.375 motocicletas
Motoneta - Tipo de Veículo 13.553 motonetas
Ônibus - Tipo de Veículo 198 ônibus
Outros - Tipo de Veículo 4.531 veículos
Total de Veículos 93.604 veículos
Trator de rodas - Tipo de Veículo 5 tratores de rodas
Utilitário - Tipo de Veículo 680

utilitários[editar | editar código-fonte]

ECONOMIA

produto interno bruto dos municípios - 2012 ( PIB )[editar | editar código-fonte]

Impostos sobre produtos líquidos de subsídios a preços correntes 337.464 mil Reais

PIB a preços correntes 2.632.196 mil Reais

PIB per capita a preços correntes 22.150,38 mil reais

Valor adicionado bruto da agropecuária a preços correntes 220.813mil reais

Valor adicionado bruto da indústria a preços correntes 317.072 mil reais

Valor adicionado bruto dos serviços a preços correntes 1.756.847mil reais

Estatísticas do cadastro central de empresas - 2013[editar | editar código-fonte]

Número de empresas atuantes 4.400 Unidades
Número de unidades locais 4.570 Unidades
Pessoal ocupado assalariado 33.847 Pessoas
Pessoal ocupado total 39.985 Pessoas
Salário médio mensal 2,4 Salários mínimos
Salários e outras remunerações 696.695 Mil Reais

Urbanismo[editar | editar código-fonte]

Com população atual de 126 817 habitantes,[13] Sinop é uma cidade planejada, observando critérios urbanísticos modernos, com traçado regular e quadras interligadas por mais de quatrocentos quilômetros de ruas e avenidas. E possui 27,00 m² de área verde por habitante (a ONU recomenda um mínimo de 12,00 m²/habitante).

As áreas residenciais são limitadas por avenidas de até cinquenta metros de largura, com calçadas de até sete metros. As ruas têm vinte metros de largura, com calçadas de cinco metros. Existem praças, reservas naturais e áreas de lazer. As avenidas e ruas levam nomes de árvores e flores, como Acácias, Sibipirunas, Jequitibás, Tarumãs, Palmeiras, Orquídeas, Avencas, Azaleias, Lírios e Violetas.

Turismo e cultura[editar | editar código-fonte]

Catedral de Sinop

O município é banhado pelo Rio Teles Pires, afluente do Rio Tapajós, que deságua no Rio Amazonas. O Teles Pires permite diversificadas atividades esportivas, tais como: pesca amadora e esportiva, canoagem, rafting, dentre outras. Também no mesmo rio há a Praia do Cortado, importante opção de lazer do município.

Na parte urbana encontra-se o Parque Ecológico de Sinop, situado no Jardim das Primaveras.[14] [15]

Locais[editar | editar código-fonte]

O município possui também:

Estrutura esportiva[editar | editar código-fonte]

A cidade possui o Estádio Gigante do Norte, popularmente conhecido como “Gigantão”, que está estruturado para receber até 13 mil pessoas, onde joga o Sinop Futebol Clube, o time oficial da cidade, onde foi revelado o atual goleiro do São Paulo FC, Rogério Ceni. Nesse estádio já ocorreram partidas de times grandes como Santos e São Paulo contra o local Sinop FC.

Outra agremiação de futebol local é a Associação Atlética Sinop.

Na cidade existe ainda um Complexo Esportivo de Sinop e o Memorial Rogério Ceni, (onde encontra-se pertences, como luvas, camisas e prêmios do capitão são paulino, que cresceu na cidade).

Existe também na cidade os Jogos Olímpicos de Sinop, com várias modalidades esportivas entre estudantes. Sinop é também é a cidade natal do piloto de Motocross Freeestyle Gilmar Flores (conhecido também como "Joaninha")

Personalidades nascidas e radicadas em Sinop[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Raízes da História de Sinop, Luiz Erardi F. Santos

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Urbanização das cidades brasileiras». Embrapa Monitoramento por Satélite. Consultado em 30 de Julho de 2008. 
  4. «Estimativa populacional 2014 IBGE». Estimativa populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014. 
  5. «Mato Grosso do Sul». Embrapa. Consultado em 19 de julho de 2011. 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  7. «Indice GINI». Cidade Sat. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2000. Consultado em 06 de agosto de 2011. 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  9. IBGE. «Histórico» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 5 de maio de 2015. 
  10. a b c d e f João Carlos Vicente Ferreira. «Histórico». Coisas de Mato Grosso. Consultado em 5 de maio de 2015. 
  11. "IBGE_Área_2002"
  12. "Dados_Embrapa"
  13. "IBGE_pop_2014"
  14. cidades.com.br. «SINOP». Consultado em 21 de fevereiro de 2013. 
  15. Região Portal da Amazônia. «Parque Ecológico de Sinop». Consultado em 21 de fevereiro de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikisource Textos originais no Wikisource
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.