Chapada dos Guimarães (município)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o parque nacional do Brasil, veja Parque Nacional da Chapada dos Guimarães.
Chapada dos Guimarães
  Município do Brasil  
Cidade de pedra.JPG
Hino
Apelido(s) "Cidade Alta"
Gentílico chapadense
Localização
Localização de Chapada dos Guimarães em Mato Grosso
Localização de Chapada dos Guimarães em Mato Grosso
Chapada dos Guimarães está localizado em: Brasil
Chapada dos Guimarães
Localização de Chapada dos Guimarães no Brasil
Mapa de Chapada dos Guimarães
Coordenadas 15° 27' 39" S 55° 45' O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso
Região metropolitana Cuiabá
Municípios limítrofes Nobres, Rosário Oeste, Campo Verde, Cuiabá, Santo Antônio do Leverger, Nova Brasilândia
Distância até a capital 64 km
História
Fundação 31 de julho de 1954 (65 anos)
Administração
Prefeito(a) Thelma de Oliveira (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 6 206,573 km²
População total (estimativa IBGE/2017[2]) 19 049 hab.
Densidade 3,07 hab./km²
Clima tropical (Aw)
Altitude 798 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [3]) 0,801 muito alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 159 712,353 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 8 883,77

Chapada dos Guimarães é um município brasileiro no estado de Mato Grosso, pertencente a Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá. Contando com uma área de 6 250 km², foi considerado o maior município do mundo em extensão territorial, devido ao seu território anterior com cerca de 270 mil km² ter sido desmembrado para origem de municípios como Alta Floresta, Colíder, Sinop, Nova Brasilândia, Paranatinga e outros. [5] Possui vários pontos turísticos como, por exemplo, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, com cachoeiras, cavernas, lagoas e trilhas em meio a uma natureza típica de cerrado, vegetação predominante na cidade.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Chapada dos Guimarães tem vários atrativos turísticos: 46 sítios arqueológicos; dois sítios paleontológicos; 59 nascentes; 487 cachoeiras; 3.300 km² de Parque Nacional; 2.518 km² de Área de Proteção Ambiental; duas reservas estaduais; dois parques municipais; duas estradas-parque; 157 km de paredões; 42 imóveis tombados pelo Iphan; 38 espécies endêmicas.

O artesanato local é uma das referências na cidade, com vários artesãos locais que chegaram ou nasceram na cidade e, que ali, foram crescendo e vivendo do artesanato, que é exposto em praça pública de terça-feira a domingo para os habitantes e turistas. Existe um projeto de uma "Rua do Artesanato", que visa criar um local específico para os artesãos, mas o projeto ainda não foi efetuado Além de todas estas opções, o município conta com o turismo nos dias mais frios do ano, quando a temperatura pode chegar até 12°C para menos.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade surgiu como aldeamento de índios Chiquitos fundada por Antônio Rolim de Moura Tavares, em 1750, e administrada pelo padre jesuíta Estevão de Castro, até ser expulso por ato do Marquês de Pombal. Durante muitos anos o povoado ficou conhecido como "Serra Acima", mas, oficialmente, o seu nome a partir de 1769 foi de Santa Anna da Chapada dos Guimarães Miramar, sendo elevada a freguesia em 1775. Havia na região até o início do século XIX 20 engenhos que fabricavam aguardente (o total em Mato Grosso era de 34) o que fez com que Portugal estipulasse o tributo de 1/2 oitava de ouro por engenho para custear a pensão anual de 110$000 réis dados aos estudantes mato grossenses na Metrópole. O então pujante povoado começou a declinar em 1867 devido a varíola advinda da Guerra do Paraguai, sem contar o encarecimento dos escravos, a mortandade dos animais de carga, os constantes ataques de cerca de trezentos índios Coroados que a força de cinquenta homens não conseguiu conter, e, por fim, a Abolição da Escravatura selou o declínio do povoado.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 15º27'38" sul e a uma longitude 55º44'59" oeste, estando a uma altitude de 811 metros. Sua população estimada em 2017 era de 19.049 habitantes. Possui uma área de 6249,44 km². É o segundo município mais alto de Mato Grosso.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima de Chapada dos Guimarães é o tropical (Aw). No início da primavera começa o período chuvoso que se estende até o início de abril, que é o período de calor. A partir deste período, no outono, inicia-se gradativamente a estiagem, que se fortifica no inverno. São nestas duas estações que as frentes frias e incursões polares mais significativas do ano chegam à região. O clima passa a ser frio à noite e ameno/pouco quente durante o dia. As geadas são raras, registrando-se a cada cinco anos. Temperaturas negativas são muito raras, em média uma a cada dez anos. Chapada dos Guimarães possui o recorde de segunda menor temperatura do estado de Mato Grosso , -4,6°C no dia 18 de julho de 1975, atrás apenas de Cáceres.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Localidades mais visitadas dentro do parque.

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Estimativas da população 2017». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 30 de agosto de 2017. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Chapada dos Guimarães celebra 64 anos hoje». caumt. caumt. 16 de março de 2019. Consultado em 16 de março de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Chapada dos Guimarães
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.