Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá
Localização
Localização da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá
Unidade federativa  Mato Grosso
Lei LCE 359/2009
Data da criação 28 de maio de 2009 (13 anos)
Número de municípios 4
9 (colar metropolitano)
Cidade-sede Cuiabá
Características geográficas
Área 21 545 km²[1]
População 1 060 703 hab. (25º) estimativa IBGE/2021[2]
Densidade 49,23 hab./km²
IDH 0,767 – alto PNUD/2010[3]
PIB R$ 31.932.687,06 mil IBGE/2017[4]
PIB per capita R$ 31 931,34 [4]

A Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá foi instituída em 2009, pela lei complementar estadual nº 359, sendo composta pelos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento e Santo Antônio de Leverger. A lei também define o entorno metropolitano, formado pelos municípios de Acorizal, Barão de Melgaço, Chapada dos Guimarães, Jangada, Nobres, Nova Brasilândia, Planalto da Serra, Poconé e Rosário Oeste. Atualmente conta com uma população de mais de um milhão habitantes na região metropolitana,[5] sendo a 3ª maior região metropolitana do Centro-Oeste do Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

A região Metropolitana do vale do Rio Cuiabá surgiu da extinção da aglomeração urbana de Cuiabá e Várzea Grande que havia sido instituída pela lei complementar nº 83/2001[6] e que foi extinta pela lei complementar nº 359/2009, que criou a região metropolitana.

Municípios[editar | editar código-fonte]

Município Área (km²)[7] População (2021)[2] PIB (mil R$) (2017) [4]
Cuiabá 3 538,167 623 614 21 220 587,11
Várzea Grande 938,057 290 383 6 267 239,18
Santo Antônio de Leverger 12 260,081 17 188 445 303,83
Nossa Senhora do Livramento 5 192,568 13 093 157 923,57
Total 21 928,87 944 278 31 932 687,06

Entorno Metropolitano[editar | editar código-fonte]

Município Área (km²)[7] População (2021)[2] PIB (mil R$) (2005)
Acorizal 841,166 5 309 49 542,892
Barão de Melgaço 11 182,846 8 165 53 184,703
Chapada dos Guimarães 6 206,573 22 521 159 712,353
Jangada 1 021,939 8 420 70 847,659
Nobres 3 859,509 15 332 199 377,696
Nova Brasilândia 3 266,215 3 656 39 632,731
Planalto da Serra 2 454,108 2 637 29 746,008
Poconé 17 260,861 33 386 221 335,185
Rosário Oeste 8 802,047 16 999 169 017,651
Total 54 895,300 116 425 992 415,84

Referências

  1. «Área territorial oficial — Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02)». Consultado em 5 de dezembro 2010 
  2. a b c IBGE, IBGE (27 de agosto de 2021). «Estimativas da população residente no Brasil e Unidades da Federação com data de referência em 1º de julho de 2021» (PDF). ibge.gov.br. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M das regiões metropolitanas do Brasil». Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 29 de agosto de 2018 
  4. a b c «Estimativa Populacional 2019». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2019. Consultado em 13 de maio de 2020 
  5. «Estimativa Populacional 2019» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2019. Consultado em 13 de maio de 2020 
  6. «Banco de Experiências de Planos Diretores Participativos» (PDF). IPDU-Cuiabá e SEPLAN-VGrande. Consultado em 31 de outubro de 2008 
  7. a b «Área territorial oficial». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 5 dez. 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.