Região Metropolitana de Cascavel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Região Metropolitana de Cascavel
Localização
Localização da Região Metropolitana de Cascavel
Unidade federativa  Paraná
Lei 402/2012
Data da criação 14 de janeiro de 2015 (2 anos)
Número de municípios 23 [1]
Cidade-sede Flag of Cascavel.jpg Cascavel
Características geográficas
Área 10 562,37 km²
População 512 651 hab. (41º) Estimativa IBGE/2016 [2]
Densidade 48,54 hab./km²
PIB R$ 9.344.858,47 mil 2010
PIB per capita R$ 18.687,33 2010

A Região Metropolitana de Cascavel compreende 23 municípios da Mesorregião Oeste do estado brasileiro do Paraná, que se encontram em processo de conurbação. [1][3]

Cascavel é o município sede.

Dados históricos[editar | editar código-fonte]

Aprovada pela Assembleia Legislativa do Paraná em 16 de dezembro de 2014, pelo projeto de lei 402/2012 e sancionada pelo governador Beto Richa em 14 de janeiro de 2015, atendendo assim uma antiga reivindicação local.[4]

Aspectos gerais[editar | editar código-fonte]

Segundo o IBGE, a população estimada no ano de 2017 era de 519 532 habitantes.[5]

De uma colonização recente, os componentes da Região Metropolitana de Cascavel nasceram da exploração da madeira, principalmente da araucária, abundante no período, o que trouxe migrantes de todo o Brasil, notadamente dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Os municípios mais antigos foram emancipados em 14 de novembro de 1951 (65 anos) e os mais novos em 01 de janeiro de 1993 (24 anos).

A partir da década de 1970 o aproveitamento das terras férteis fez prosperar a agricultura e a pecuária, que baseiam a economia regional até os dias atuais.

Em sua área está parte do Parque Nacional do Iguaçu, primeira reserva florestal nacional, localizado em vários municípios paranaenses e conhecido mundialmente pelas Cataratas do Iguaçu.

Economia[editar | editar código-fonte]

Indústria de ônibus em Cascavel

Com um PIB de 9,45 bilhões, a economia regional é baseada no agronegócio, comércio e prestação de serviços. Sede de várias cooperativas agroindustriais e indústrias do ramo alimentício, a Região Metropolitana de Cascavel vêm experimentando um rápido crescimento em outros setores, como a metalurgia e a confecção.

Destaca-se que em 2014 Cascavel ficou em 68° lugar entre os municípios brasileiros (6° do Paraná) no IFDM - Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal[6] - estudo do Sistema FIRJAN que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego e renda, Educação e Saúde, criado em 2008 e baseado em estatísticas públicas oficiais dos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.[7]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Rodovia das Cataratas (BR 277) em Matelândia

Rodoviário

Rodovia Tipo Início Fim
BR 277 Federal Paraná Paranaguá Paraná Foz do Iguaçu
BR 467 Federal Paraná Cascavel Paraná Toledo
BR 369 Federal Minas Gerais Oliveira (MG) Paraná Cascavel
BR 163 Federal Pará Santarém Rio Grande do Sul Tenente Portela
PR 180 Estadual São Paulo Euclides da Cunha Paulista Santa Catarina Campo Erê
PR 182 Estadual São Paulo Rosana Santa Catarina Palma Sola
PR 590 Estadual Paraná BR 277 Paraná Ramilândia
PR 488 Estadual Paraná Vera Cruz do Oeste Paraná Santa Helena
PR 317 Estadual Paraná Pirapozinho Paraná Santa Helena
PR 585 Estadual Paraná Vera Cruz do Oeste Paraná São Pedro do Iguaçu
PR 575 Estadual Paraná Corbélia Paraná Braganey
PR 471 Estadual Paraná Mamborê Paraná Enéas Marques
PR 474 Estadual Paraná Campo Bonito Paraná Anahy
PR 364 Estadual Paraná São Mateus do Sul Paraná Guaíra
PR 484 Estadual Paraná Quedas do Iguaçu Paraná Capitão Leônidas Marques

Ferroviário

Ferroeste, com sede em Cascavel, liga o município a Guarapuava, onde se integra à malha ferroviária brasileira em parceria com a América Latina Logística, ligando a região ao Porto de Paranaguá.

Porto Seco, que consiste em um terminal alfandegado de uso público, sendo um importante instrumento de desembaraço aduaneiro de produtos importados e exportados do Brasil, Argentina, Paraguai e Chile, além de um facilitador do comércio exterior das indústrias e agroindústrias da região, via Porto de Paraguá e Aeroporto Afonso Pena.[8]

Ferrovia Norte-Sul - O traçado da ferrovia estatal federal, construída e administrada pela Valec e que ligará o país de um extremo ao outro, tem como objetivo passar por Cascavel, integrando-se com a Ferroeste, que tem ligação com a capital, litoral e portos do estado.[9]

Aéreo

Aeroporto de Cascavel (IATA: CACICAO: SBCA), que serve as regiões metropolitanas de Toledo e Umuarama, a Região Sudoeste Paranaense e alguns municípios do estado de Santa Catarina. Em processo de ampliação e modernização, é o sétimo aeroporto regional brasileiro com maior potencial econômico, segundo pesquisa da Urban Systems.[10]

Está sofrendo uma grande remodelação e já teve sua pista ampliada em tamanho e resistência do piso. Encontra-se em construção um novo terminal de passageiros. Em agosto de 2016, o aeroporto foi selecionado pelo Governo Federal e será contemplado, dentro do Programa de Aviação Regional, com 50 milhões de reais. Esta verba está destinada a uma nova expansão da pista, para 2 430 metros, além de instalação de equipamentos de segurança, como um ILS.[11][12]

Municípios[editar | editar código-fonte]

Município Área (km²)
[13]
População
(2017)[2][14]
PIB em R$
(2008)[15]
Anahy 102,648 2 901 37 039,382
Boa Vista da Aparecida 256,296 7 911 102 020,552
Braganey 343,321 5 687 84 112,670
Cafelândia 271,724 17 175 377 893,575
Campo Bonito 433,836 4 162 75 714,571
Capitão Leônidas Marques 275,748 15 850 592 985,620
Cascavel 2 100,831 319 608 6 180 636,000
Catanduvas 581,754 10 451 138 091,709
Céu Azul 1 179,442 11 764 279 026,119
Corbélia 529,385 17 193 260 881,442
Diamante do Sul 359,945 3 555 26 297,393
Guaraniaçu 1 225,607 13 641 174 539,036
Ibema 145,442 6 396 56 728,304
Iguatu 106,937 2 304 31 536,359
Iracema do Oeste 81,538 2 462 34 739,515
Jesuítas 247,496 8 861 100 331,151
Lindoeste 361,368 5 071 62 193,738
Matelândia 639,746 17 640 212 450,402
Nova Aurora 474,011 11 300 343 446,000
Santa Lúcia 116,857 3 955 35 940,506
Santa Tereza do Oeste 326,917 10 471 120 139,304
Três Barras do Paraná 504,172 12 256 122 437,118
Vera Cruz do Oeste 327,084 8 918 108 087,904
Total 10 889,121 519 532 9 452 946,374
Gnome globe current event.svg
Esta seção se refere ou tem relação com um evento atual.
Erro: «{{{tema}}}» não corresponde a nenhum dos parâmetros aceitos. Consulte a listado de parâmetros disponíveis para inserir um correto.

A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (Editado pela última vez em 12 de setembro de 2017.)

Projeto para a Região Metropolitana do Oeste do Paraná[editar | editar código-fonte]

Com a instituição do Estatuto da Metrópole, a vizinha Região Metropolitana de Toledo, criada na mesma data, não poderá mais ser considerada uma região metropolitana, pelo fato de não se enquadrar à lei 13.089/2015, já que não conta com uma capital regional, segundo o conceito do IBGE, mas sim uma aglomeração urbana. [16] [17]

Por este motivo, iniciaram-se discussões acerca da criação da Região Metropolitana do Oeste do Paraná, que se daria com a fusão com a Região Metropolitana de Cascavel e a inclusão dos municípios da Microrregião de Foz do Iguaçu. [18] [19]

Referências

  1. a b «Governador assina criação das regiões metropolitanas de Apucarana, Cascavel, Campo Mourão e Toledo». O Diário. 14 de janeiro de 2015. Consultado em 15 de janeiro de 2015 
  2. a b «IBGE Estimativa populacional 2016». IBGE. 30 de agosto de 2016. Consultado em 30 de agosto de 2016 
  3. «Governador Beto Richa sanciona lei que cria quatro novas regiões metropolitanas no Paraná». Agência Estadual de Notícias. 14 de janeiro de 2015. Consultado em 15 de janeiro de 2015 
  4. CGN (16 de dezembro de 2014). «CGN». CGN. Consultado em 16 de dezembro de 2014 
  5. «IBGE | Cidades | Paraná | Cascavel». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 1 de setembro de 2017 
  6. - Texto IFDM - Firjan
  7. Página do IFDM - FIRJAN
  8. CODAPAR - Porto Seco de Cascavel
  9. «Valec - Ferrovia Norte-Sul» 
  10. «Gazeta do Povo - Economia». Gazeta do Povo. 5 de outubro de 2014 
  11. «Temer corta programa que previa ampliação de aeroportos regionais - 24/08/2016 - Mercado - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 27 de agosto de 2016 
  12. «Governo garante investimentos no aeroporto». Consultado em 27 de agosto de 2016 
  13. «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  14. IBGE (28 de agosto de 2015). «IBGE - Estimativa Populacional 2015» (PDF) 
  15. «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  16. «L13089». www.planalto.gov.br. Consultado em 15 de novembro de 2015 
  17. «Conheça os sete conceitos principais do Estatuto da Metrópole | CAU/BR». www.caubr.gov.br. Consultado em 15 de novembro de 2015 
  18. «Duas regiões metropolitanas no Oeste são inviáveis, diz Cabrini». jornaldooeste.com.br. Consultado em 15 de novembro de 2015 
  19. «Portal do Município de Cascavel | Assembleia da Amop discute criação da região metropolitana Oeste». www.cascavel.pr.gov.br. Consultado em 15 de novembro de 2015 

Ver também[editar | editar código-fonte]