Rosana (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Rosana
UNESP em Rosana

UNESP em Rosana
Bandeira de Rosana
Brasão de Rosana
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 5 de novembro de 1990 (28 anos)
Fundação 28 de fevereiro de 1964 (55 anos)
Gentílico rosanense
Prefeito(a) Silvio Gabriel (PSD)
(2017 – 2020)
Localização

{{#if:SaoPaulo Municip Rosana.svg|

Rosana está localizado em: Brasil
Rosana
Localização de Rosana no Brasil
22° 34' 48" S 53° 03' 32" O22° 34' 48" S 53° 03' 32" O
Unidade federativa São Paulo
Mesorregião Presidente Prudente IBGE/2008[1]
Microrregião Presidente Prudente IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Teodoro Sampaio, Euclides da Cunha Paulista, Diamante do Norte, Nova Londrina, (PR), Bataiporã (MS), Anaurilândia (MS)
Distância até a capital 755 km[2]
Características geográficas
Área 741,216 km² [3]
Distritos Primavera (distrito)
População 19 691 hab. (SP: 249º) –  Censo IBGE/2010[4]
Densidade 26,57 hab./km²
Altitude 236 m[5]
Clima Subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,815 (SP: 87º) – muito alto PNUD/2000[6]
PIB R$ 691 693,772 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 35 602,93 IBGE/2008[7]

Rosana é um município brasileiro no interior do estado de São Paulo. Alí encontra-se o famoso encontro do Rio Paraná com o Rio Paranapanema. A pesca é uma das culturas mais realizadas do município.

História[editar | editar código-fonte]

O distrito de Rosana foi criado em 28 de fevereiro de 1964, pela Lei no 8092,[8][9] com território pertencente ao município de Presidente Epitácio. Em 27 de janeiro de 1966, ocorre a instalação do distrito e, através de um plebiscito, o distrito de Rosana passa a pertencer ao município de Teodoro Sampaio. Foi emancipada em 9 de janeiro de 1990.[8] Em 1992 é criado o distrito de Porto Primavera que foi construído a partir dos trabalhadores da construção da Usina Hidrelétrica Porto Primavera e da Usina Hidrelétrica de Rosana. O município só foi instalado em 1º de janeiro de 1993, com a posse do primeiro prefeito.[10]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 22°34'47" sul e a uma longitude 53°03'33" oeste, estando a uma altitude de 236 metros. Tem a distinção de ocupar o extremo ocidental do estado. Sua população estimada em 2004 era de 26.023 habitantes. Possui uma área de 740,67 km².

Rosana é limitada ao norte pelo Rio Paraná, ao sul pelo Rio Paranapanema, a leste pelo córrego de Guaná e Ribeirão Grande e a oeste pela confluência dos rios Paraná e Paranapanema, ponto de grande atração turística do município. A cidade possui duas usinas hidrelétricas, que movimentam a economia local: a usina de Rosana, em funcionamento e a de Primavera, que funciona desde 2006, com Eclusa que possibilita o transporte fluvial e futuramente ligará o município ao MERCOSUL. Desde agosto de 2003, Rosana conta com um Campus experimental da UNESP (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho), onde foi implantando o antigo curso de Turismo com Ênfase em Meio Ambiente, atualmente chamado apenas por Turismo.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Balneário de Rosana[editar | editar código-fonte]

Há um balneário localizado nas margens do Rio Paraná, inaugurado em março de 1998, o balneário é importante área de lazer e diversão. Oferece lanchonetes e barcos para passeio.

Porto Primavera[editar | editar código-fonte]

A Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta, também chamada de Usina Hidrelétrica Porto Primavera, pertencente ao município de Rosana, próxima à divisa com Mato Grosso do Sul e Paraná, possui aproximadamente 10 000 habitantes. O distrito foi planejado e construído pela Cesp (Companhia Energética de São Paulo) para alojar os trabalhadores da construção da Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta (Porto Primavera) uma das maiores do estado e a maior em extensão do país. Primavera tornou-se distrito de Rosana, conforme Lei Municipal n.º 215/94 de 8 de abril de 1994, e dista da sede aproximadamente 12 km. Nas eleições de 2016, será realizado um plebiscito para a criação do distrito.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010

População total: 19.691

Fonte: IPEADATA)

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade era atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[11], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[12], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[13] para suas operações de telefonia fixa.

Transporte[editar | editar código-fonte]

  • Aeroporto asfaltado

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 24 de janeiro de 2011 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. Embrapa. «São Paulo». Consultado em 22 de junho de 2011 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  8. a b História de Rosana (IBGE]
  9. [1]
  10. Aspectos da Fundação de Rosana
  11. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  12. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  13. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.