São Mateus do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de São Mateus do Sul
"Capital do Xisto, Capital Polonesa do Paraná, Capital da Erva-Mate"
Bandeira de São Mateus do Sul
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 21 de setembro
Fundação 21 de setembro de 1908
Gentílico são-mateuense
Prefeito(a) Clovis Genésio Ledur (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de São Mateus do Sul
Localização de São Mateus do Sul no Paraná
São Mateus do Sul está localizado em: Brasil
São Mateus do Sul
Localização de São Mateus do Sul no Brasil
25° 52' 26" S 50° 22' 58" O25° 52' 26" S 50° 22' 58" O
Unidade federativa  Paraná
Mesorregião Sudeste Paranaense IBGE/2008[1]
Microrregião São Mateus do Sul IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Paulo Frontin, Mallet, Rio Azul, Rebouças, São João do Triunfo, Antônio Olinto, Três Barras-SC e Canoinhas-SC
Distância até a capital 121 km
Características geográficas
Área 1 342,633 km² [2]
População 41 257 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 30,73 hab./km²
Altitude 835 m
Clima Subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,766 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 551 097,106 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 13 510,26 IBGE/2008[5]
Página oficial

São Mateus do Sul é um município brasileiro do estado do Paraná.

História[editar | editar código-fonte]

O povoado de São Mateus do Sul surgiu como pouso e setor de apoio às bandeiras militares lançadas pelo governador da capitania de São Paulo, Dom Luiz de Souza Botelho e Mourão, visando a conquista de Guarapuava. Foi o Tenente Bruno da Costa Filgueiras, chefe da Quarta Expedição, com 25 homens, que se destinava a Tibagi, quem primeiro pisou nas terras de São Mateus do Sul, em 1769. O primeiro assentamento humano estabelecido nessas terras foi constituído em 1877.

Posteriormente tentou-se formar uma colônia de imigrantes espanhóis que, por não se adaptarem à região, dispersaram-se, à exceção de alguns poucos remanescentes. Em 1855, chegaram os alemães, atraídos pela notícia da existência de petróleo na região, entre eles Rudolph Wolff e Gustavo Frederico Thenius. Inicialmente, a colônia recebeu o nome de Porto Santa Maria, em homenagem à protetora das esposas e filhos dos fundadores. Mais tarde, foi denominada Maria Augusta, em honra à esposa do engenheiro-chefe José Carvalho Sobrinho, um dos administradores da nova colônia. Finalmente, recebeu o nome de São Mateus.

Em 1890, chefiados por Sebastião Edmundo Woss Saporski, chegaram os poloneses, em número de 2000 famílias, estabelecendo-se nas colônias Iguaçu, Canoas, Cachoeira, Taquaral, Água Branca e Rio Claro (hoje município de Mallet). No início a economia da colônia baseava-se na agricultura e no extrativismo, principalmente da madeira e erva-mate, principais riquezas da região. Com o advento da navegação a vapor no Rio Iguaçu, São Mateus transformou-se no mais importante porto e centro comercial da região. Tornou-se município pela lei 763 do dia 2 de abril de 1908, instalado oficialmente em 21 de setembro do mesmo ano. Em 1909 foi constituído em Termo Judiciário e, em 1912, em Cabeça de Comarca, sendo a sua sede elevada à categoria de cidade. A partir de 1943, por decreto estadual, o município passou a chamar-se São Mateus do Sul.

Com o final do ciclo da navegação do Rio Iguaçu, nos anos 1950, iniciou-se um período de estagnação econômica que atingiu toda a região sul. A retomada do crescimento ocorreu no final da década de 1960, quando a Petrobrás decidiu implantar uma usina experimental para o aproveitamento do xisto existente no município. Com a exploração industrial desse minério, São Mateus do Sul recebeu um grande impulso em seu desenvolvimento industrial. O município conta hoje com mais de 40 mil habitantes, a maioria descendente dos imigrantes poloneses do século XIX, sendo um dos 40 municípios mais populosos do estado.

Geografia[editar | editar código-fonte]

São Mateus do Sul tem uma área de 1.342,633 km², tendo sua população estimada em mais de 40 mil habitantes. Estima-se que a maioria, cerca de 58% vivem na sede urbana e 42% na área rural, distribuídos em cerca de 5 mil pequenas propriedades. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral, atualmente, o município possuiu mais de 29 mil eleitores. São Mateus do Sul faz limites com as cidades de Antonio Olinto, São João do Triunfo, Mallet, Paulo Frontin, Rebouças e Rio Azul, no estado do Paraná; e com Canoinhas e Três Barras, no estado de Santa Catarina. A água é abundante no município, cortado pelos rios Iguaçu e Potinga, e banhado ao sul pelo Negro, na fronteira com Santa Catarina. O clima do município é descrito como subtropical úmido mesotérmico, tendo seus verões frescos, invernos com ocorrência de geadas severas e frequentes.

A área do município é coberta ainda em mais de 50%, por vegetação original da mata atlântica. A sede do município está a uma distância de 150 km de Curitiba, 120 km de Ponta Grossa, 90 km de União da Vitória e 240 km do Porto de Paranaguá.

Economia[editar | editar código-fonte]

Situado ao sul do estado, distante 140 quilômetros da capital Curitiba, o município de São Mateus do Sul destaca-se na área industrial, pela usina de xisto da Petrobrás, uma inesgotável fonte de insumos energéticos e matérias primas (óleo, nafta, gás industrial e enxofre) para os mais diversos setores da indústria e pela produção de revestimentos cerâmicos de alta qualidade, produzidos pela Incepa.

O município conta hoje com cerca de 100 indústrias nos mais diversos ramos. A indústria ervateira é outra atividade de destaque, demonstrando o interesse do mercado na erva-mate do município, considerado um dos maiores produtores brasileiros, com 50% de sua área de florestas e ervais nativos ainda preservados. As empresas de maior destaque são: Baldo S/A, Vier, Elizabeth, Maracanã, São Mateus e Rei Verde.

A produção agropecuária também tem uma importante participação na economia do município, registrando-se 6.300 propriedades no território municipal que é de 1340 km2. A produção agropecuária do Município ocupa o 23º lugar no ranking estadual, segundo dados da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (SEAB). Destacam-se como principais produtos: batata, milho, feijão, erva-mate, soja e fumo. Suínos, bovinos e aves e seus derivados também apresentam crescimento.

São Mateus do Sul destaca-se pela forte contribuição à arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) estadual ocupando a 19ª posição entre os 399 municípios, tendo atualmente a atividade econômica dividida em 40% relativos à agricultura e serviços e 60% relativos à indústria.

A vocação turística deriva das raízes culturais na imigração europeia de predominância polonesa, da memória do ciclo da navegação fluvial, da existência de rios e lagos e, nos seguimentos executivo e técnico, dos negócios e tecnologias ligados ao xisto. O município é detentor de Selo Turístico conferido pela EMBRATUR.

Feriados Municipais[editar | editar código-fonte]

A Lei Municipal nº. 398/67, de 12 de setembro de 1.967 define os feriados municipais:

  • 15 de agosto – Padroeira do Município
  • 21 de setembro – Aniversário do Município

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010 População total: 41 257 hab. IBGE/2010 Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,766

  • IDH-M Renda: 0,696
  • IDH-M Longevidade: 0,731
  • IDH-M Educação: 0,871

Administração[editar | editar código-fonte]

Esporte[editar | editar código-fonte]

No passado a cidade de São Mateus do Sul teve um representante no Campeonato Paranaense de Futebol, o Clube Atlético Sãomateuense [6], Associação Desportiva Independente e Clube Vila Prohmann [7]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. RSSSF - The Rec. Sport. Soccer Statistics Foundation. Paraná 1990 -2ª Divisão
  7. RSSSF - The Rec. Sport. Soccer Statistics Foundation. Paraná State League 2001 - Fourth Level (Série A-3) First Phase

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.