Alta Floresta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Alta Floresta
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Alta Floresta
Bandeira
Brasão de armas de Alta Floresta
[[Brasão|Brasão de armas]]
Hino
Lema Nada resiste ao trabalho[1]
Gentílico altaflorestense ou florestense[2]
Localização
Localização de Alta Floresta em Mato Grosso
Localização de Alta Floresta em Mato Grosso
Alta Floresta está localizado em: Brasil
Alta Floresta
Localização de Alta Floresta no Brasil
Mapa de Alta Floresta
Coordenadas 9° 52' 32" S 56° 05' 10" O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso
Municípios limítrofes Norte: Estado do Pará; Sul: Tabaporã, Nova Canaã do Norte e Juara; Leste: Guarantã do Norte e Carlinda; Oeste: Nova Monte Verde e Paranaíta
Distância até a capital 800 km
História
Fundação 19 de maio de 1976 (43 anos)
Administração
Prefeito(a) Asiel Bezerra de Araújo (MDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [3] 8 947,069 km²
População total (estimativa IBGE/2019[4]) 51 782 hab.
Densidade 5,79 hab./km²
Clima tropical chuvoso (Awi)
Altitude 283 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,714 alto
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 517 937,683 mil
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 10 128,63

Alta Floresta é um município brasileiro do norte do estado de Mato Grosso.

História[editar | editar código-fonte]

No início da década de 1970, durante a intensa atividade seringueira na Amazônia, o empresário Ariosto da Riva adquiriu uma grande área no norte de Mato Grosso, com a intenção de instalar um novo projeto de colonização.

Abrir caminhos no meio da floresta tropical foi uma árdua missão, porém, em um processo arrojado e com a força e determinação de famílias vindas em sua maioria do sul do País, no dia 19 de maio de 1976 fundou-se a município de Alta Floresta com o propósito de ter uma economia baseada na agricultura. A emancipação político-administrativa se deu em 18 de dezembro de 1979. O nome "Alta Floresta" foi escolhido por um concurso realizado por uma emissora de rádio da capital, "A Voz do Oeste" e jornais cuiabanos, organizada pelo coronel José Meirelles, para a escolha do nome de uma “futura cidade”. A então professora Nelza Luci Asvolinsque Faria foi a ganhadora do concurso, que recebeu um prêmio simbólico em dinheiro, além de uma entrevista na rádio.

No entanto, com a febre do ouro, nos anos 80, a economia do município volta-se para a atividade garimpeira (Nesse período Alta Floresta chegou a ter mais de 100.000 (cem mil) habitantes, não muito tempo depois veio a sofrer um grande revés com a posterior queda do valor do metal - tal como ocorreu com muitos outros novos municípios dessa região amazônica.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Alta Floresta possui uma área de 8 947,07 km² e está localizado no extremo norte do estado de Mato Grosso, a 830 km da capital do estado, Cuiabá. Fica a 283 metros de altitude.

Contava, em 2010, com uma população de 49 164 habitantes, segundo o Censo 2010, e estimada em 51 782[4] em 2019, conforme estimativas do IBGE.

O relevo do município pode ser dividido em unidades geomorfológicas; depressão, interplanáltica da Amazônia Meridional, planaltos dos Apiacás-Sucunrudi, planalto Dissecado da Amazônia e planaltos Residuais do Norte de Mato Grosso.

O quadro florístico no município de Alta Floresta, fundamentalmente, é constituído por Floresta ombrófila aberta e densa, Floresta estacional e Cerrado.

Clima[editar | editar código-fonte]

Clima tropical chuvoso, com duas estações bem definidas: verão chuvoso e inverno seco. Temperaturas entre 20° a 38 °C, tendo em média 26°C. As temperaturas podem beirar os 40°C nos dias mais quentes em alguns pontos do município. Nos meses chuvosos, sua pluviosidade pode atingir médias muito elevadas, algumas vezes superiores a 2.750mm.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura máxima já registrada em Alta Floresta foi de 37,8 ºC, observada dias 7 de setembro de 2010 e 19 de setembro de 2011. O maior acumulado de chuva registrado na cidade em 24 horas foi de 182,0 mm, em 10 de janeiro de 1980.[7]

Solo[editar | editar código-fonte]

O solo predominante é o grupo de podzólico (amarelo e vermelho-amarelo), e em pequenos percentuais, Latossolos e Hidromórficos. De modo geral são solos de baixa fertilidade de macro e micro nutrientes, com baixo teor de fósforo e médio teores de potássio, cálcio magnésio e matéria orgânica. Assim os solos necessitam de fertilização, para incrementar a produtividade agropecuária.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Na área de Saúde possui 1 Hospital Regional, 4 Hospitais particulares, Clínicas particulares, vários postos de saúde, uma Policlínica, está em fase de conclusão uma Unidade de Pronto Atendimento - UPA. Na área de segurança pública conta com um Comando de Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar. No varejo possui grandes supermercados, com destaque para o Del Moro Supermercados, sendo que a matriz da rede é no município. Entre lojas de móveis possui a Móveis Gazin, Rio Móveis, Romera, Martinello e City Lar, e ainda a empresa local Imperial Móveis. No setor de Materiais de Construção destaque para a Daparé Home Center, Beira Rio, Ronta Materiais para Construção e a empresa Pantera Materiais para Construção. Entre as franquias se destacam as lojas O Boticário, Água de Cheiro, L'acqua di Fiori, Localiza, Chiquinho Sorvetes, Subway, CVC Cacau Show, Lojas Americanas.

Atualmente o município conta com dois voos diário da empresa Azul para Cuiabá e outras regiões do país.

Possuindo também, 3 frigoríficos, sendo eles: JBS S/A, Frigorífico Alvorada e Frigorífico Bonanza, ambos os dois últimos do mesmo grupo.

Educação[editar | editar código-fonte]

O município de Alta Floresta-MT possui um Campus da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), o mesmo foi criado no de 1992 e atualmente oferece os cursos de graduação em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas, Bacharelado em Agronomia, Bacharelado em Engenharia Florestal e Bacharelado em Direito, também oferta turma única de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (turma fora de sede Campus de Alto Araguaia). O Campus de Alta Floresta também oferece dois mestrados, Mestrado em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos e Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas, este Multi Campi tendo suas aulas em Alta Floresta, Cáceres e Tangará da Serra.

O município vive a expectativa de implantação de um Campus do IFMT, o terreno para a construção do Campus já foi doado, as aulas devem iniciar em local alugado pela prefeitura, o MEC vistoria área para construção do e as obras devem iniciar em breve.

A cidade também possui uma Faculdade privada, Faculdade de Alta Floresta-FAF, Faculdade de Direito de Alta Floresta-FADAF que oferece os cursos de graduação em Administração, Ciências Contábeis, Direito, Pedagogia, Letras/Espanhol e Turismo, além de um curso de Tecnologia em Gestão Comercial.

No município existem polos de educação à distância da UNOPAR, UNIGRAN e UNIP.

No município também existe uma unidade da Escola Técnica Estadual da SECITEC que oferta diversos cursos de nível técnico e de aperfeiçoamento.

Também está previsto para iniciar em breve a construção de uma unidade do SENAI no município.

Possui atualmente 16 Escolas Estaduais, 5 Escolas Municipais além de escolas particulares de educação infantil e ensino básico.

Referências

  1. «Símbolos Municipais». Prefeitura Municipal de Alta Floresta. 2010. Consultado em 5 de junho de 2019. Cópia arquivada em 30 de abril de 2011 
  2. Histórico de Alta Floresta no site do IBGE
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. a b «Estimativa populacional 2019 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2019. Consultado em 18 de setembro de 2019 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 15 de janeiro de 2017 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. Sistema de Monitoramento Agrometeorológico (Agritempo). «Dados Meteorológicos - Mato Grosso». Consultado em 13 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 14 de outubro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikcionário Definições no Wikcionário
Commons Categoria no Commons


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.