Confresa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde dezembro de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Município de Confresa
Bandeira de Confresa
Brasão de Confresa
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 20 de dezembro
Fundação 20 de dezembro de 1991
Gentílico confresense
Prefeito(a) Rônio Condão Barros Milhomem (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Confresa
Localização de Confresa em Mato Grosso
Confresa está localizado em: Brasil
Confresa
Localização de Confresa no Brasil
10° 38' 38" S 51° 34' 08" O10° 38' 38" S 51° 34' 08" O
Unidade federativa Mato Grosso
Mesorregião Nordeste Mato-Grossense IBGE/2008 [1]
Microrregião Norte Araguaia IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Vila Rica, Santa Terezinha, Porto Alegre do Norte, São José do Xingu e Santa Cruz do Xingu.
Distância até a capital 1,180 km
Características geográficas
Área 5 801,945 km² [2]
População 25 124 mil hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade O numerador (dividendo) tem que ser um número! hab./km²
Altitude 240 m
Clima Equatorial
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,668 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 213 853,624 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 641,73 IBGE/2008[5]

Confresa é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 10º38'38" sul e a uma longitude 51º34'08" oeste, estando a uma altitude de 240 metros.

História[editar | editar código-fonte]

Fundação[editar | editar código-fonte]

A Primeira denominação do núcleo de povoação que originou o município de Confresa foi Vila Tapiraguaia, uma fusão dos termos Tapirapé e Araguaia. Tratava-se de referência geográfica aos Rios Tapirapé e Araguaia, tributários formadores da Bacia do Tocantins.O termo Confresa é referência à Colonizadora Frenova Sapeva. Esta empresa era proprietária das Fazendas Reunidas Nova Amazônia, que abrangiam inúmeras propriedades agropecuárias, além de uma destilaria. Atualmente a empresa denomina-se Frenova Agropecuária Ltda. A Colonizadora Confresa era dirigida por José Carlos Pires Carneiro e José Augusto Leite de Medeiros, mineiros estabelecidos em São Paulo. Vislumbraram, na década de setenta, o surgimento de uma cidade na região. Com o passar dos tempos, a Vila Tapiraguaia foi mudando de nome. As pessoas chamavam o local de Confresa, numa alusão à colonizadora, consolidando essa denominação, que posteriormente foi acatada oficialmente.


Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Distrito criado com a denominação de Confresa, pela lei municipal n.º 92, de 17-04-1990, subordinado ao município de Santa Terezinha. Elevado à categoria de município com a denominação de Confresa, pela lei estadual nº 5908, de 20-12-1991, desmembrado dos municípios de Santa Terezinha, Luciara e Porto Alegre do Norte. Sede no atual distrito de Confresa (ex-localidade). Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1993. Em divisão territorial datada de 1995, o município é constituído do distrito sede. Pela lei nº 76, de 19-03-1997, é criado o distrito de Veranópolis e anexado ao município de Confresa. Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído de 2 distritos: Confresa e Veranópolis. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009. 20 de dezembro de 1991 (26 anos)

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada pelo IBGE em 2018 é de aproximadamente 30.347 habitantes, sendo o município mais populoso da Microrregião Norte do Araguaia. No ano de 2013 segundo pesquisa realizada pelos dados da saúde, a população era de 35.000 habitantes. Possui uma área de 5.801,945 km², o que resulta numa densidade demográfica de 5,23 hab./km². De acordo com os estudos demográficos feitos pela UFMT - Universidade Federal do Mato Grosso, o município possui uma das maiores taxas de crescimento urbano do estado, cerca de 4,7% ao ano.

Relevo[editar | editar código-fonte]

Depressão Araguaia. Planície Bananal. A região é formada por grandes planaltos suaves, com declividade próxima a zero; algumas áreas revelam relevo ondulado.

Clima[editar | editar código-fonte]

Equatorial quente e úmido, com 3 meses de seca, de junho a agosto. Precipitação anual de 2.000  mm, com intensidade máxima em janeiro, fevereiro e março. A temperatura média atinge 28 °C, sendo a máxima 41 °C e a mínima 15 °C.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Área de transição entre o Cerrado e a Floresta Amazônica.

Aeroporto[editar | editar código-fonte]

Atende as demandas da população, principalmente na área da saúde, nos casos de urgências. Foi construído em 14 de Setembro de 1999 e entrou em operação em 23 de maio de 2005. Possui pista de terra firme, com 1.120 metros, adequada para aeronaves de pequeno porte. O aeroporto tem voos regulares para Cuiabá - MT, com escalas em São Félix do Araguaia -MT e Água Boa - MT, operado pela a Asta Linhas Aéreas.

Comunicação[editar | editar código-fonte]

A televisão, telefones, celulares, o rádio e a internet são os principais meios de comunicação de Confresa.

TV com programação local[editar | editar código-fonte]

TV repetidora de sinal de Cuiabá[editar | editar código-fonte]

Rádios FM[editar | editar código-fonte]

  • Rádio Confresa (FM 87.9).
  • Rádio Conti (FM 88.5).
  • Rádio Big (FM 90.3).

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

O município abriga um campus do IFMT (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso), o qual oferece dois cursos técnicos (Técnico em Agroindústria e Técnico em Agropecuária) e cinco cursos superiores (Agronomia, Licenciatura em Química, Licenciatura em Ciências Agrícolas, Licenciatura em Biologia, Licenciatura em Física). Possui também 12 escolas municipais (Central, Tapiraguaia,Vida e Esperança, Agamenon Magalhães, Valdemiro Nunes, Santa Marta, Branca de Neve, Nova Bridão, Jacaré Valente, Tancredo Neves, Novo Planalto, Pau Brasil) e 9 estaduais (29 de Julho, Teotônio Carlos da Cunha, Waldir Bento, Sol Nascente, Antonio Alves Dias, Santo Antonio ) e a Escola Creuslhi de Souza Ramos que no período matutino e vespertino funciona a Escola em tempo integral já no período noturno abriga o Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) o município também foi contemplado no ano de 2017 com a Escola Militar Tiradentes. Também conta em atividade com 03 CMEI's. Além das escolas conta também com um campus da UNEMAT- Universidade do Estado de Mato Grosso.

Saúde[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com o HMC - Hospital Municipal de Confresa com referência regional (atende toda a região do Norte Araguaia) e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ainda em fase de construção.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município é ligada ao agronegócio, agricultura pecuária, serviços e comércio. Sedia uma unidade frigorifico do Grupo JBS, Unidades de Armazenamento de cereais. Nós últimos anos tem se instalado no município unidades de multinacionais do agronegócio que originam soja e milho e exportam para outros continentes. Possui uma extrema relação comercial com a cidade de Goiânia, visto que, a maioria da população procura a capital goiana, por ser mais próximo do que a capital mato-grossense, Cuiabá.

Entre 1995 e 2013, o município registrou 1392 trabalhadores libertados de situações análogas à escravidão, o maior índice de todo o Brasil.[6] O município também registrou a maior libertação de escravos da história do Brasil numa única operação, com mais de 1,2 mil pessoas sendo resgatadas em 17 de junho de 2005.[7]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Trabalho escravo contemporâneo». Escravo, nem pensar! - Uma abordagem sobre trabalho escravo contemporâneo na escola e na comunidade. [S.l.]: Repórter Brasil. 2015. ISBN 8561252235. Consultado em 3 de maio de 2015 
  7. Sakamoto, Leonardo (17 de junho de 2005). «1.200 escravos são libertados no MT; Severino fez lobby pela destilaria». Repórter Brasil. Consultado em 27 de maio de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.