Querência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Querência (desambiguação).
Querência
  Município do Brasil  
Igreja Católica de Querência
Igreja Católica de Querência
Hino
Gentílico querenciano
Localização
Localização de Querência em Mato Grosso
Localização de Querência em Mato Grosso
Mapa de Querência
Coordenadas 12° 35' 49" S 52° 11' 59" O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso
Municípios limítrofes Canarana, Ribeirão Cascalheira, São Félix do Araguaia, Alto Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia, Gaúcha do Norte, Feliz Natal (Mato Grosso), Paranatinga
Distância até a capital 927 km
História
Fundação 19 de dezembro de 1991 (29 anos)
Aniversário 19 de dezembro
Administração
Prefeito(a) Fernando Gorgen[1] (Democratas, 2021 – 2024)
Vereadores 9
Características geográficas
Área total IBGE/2019[2] 17 786,195 km²
População total (estimativa IBGE/2020[3]) 17 937 hab.
Densidade 1 hab./km²
Clima subtropical (Aw)
Altitude 350 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
CEP 78643-000
Indicadores
IDH (PNUD/2000[4]) 0,75 alto
PIB (IBGE/2018[5]) R$ 1 651 884,09 mil
PIB per capita (IBGE/2018[5]) R$ 97 089,70
Sítio www.querencia.mt.gov.br (Prefeitura)
www.querencia.mt.leg.br (Câmara)

Querência é um município brasileiro do estado de Mato Grosso, situado no nordeste do Estado, na Grande Bacia Amazônica. Dentro de seus grande limites encontra-se parte da Reserva Indígena do Xingu, e uma imensa área virgem, formada pelo Cerrado Mato-grossense, Floresta Amazônica e uma larga área de transição. Possui uma área de 17.786,195 km², esta a uma altitude de 350 metros e sua população em 2020 era de 17 937 habitantes, conforme estimativa do IBGE.[3]

A denominação de Querência foi escolhida para marcar o cunho gaúcho da migração, pois é nome típico das estâncias sulinas, ligado à tradição cultural dos primeiros moradores do lugar, os gaúchos.

História[editar | editar código-fonte]

A denominação de Querência foi escolhida para marcar o cunho gaúcho da migração, pois é nome típico das plagas sulinas, ligado à tradição cultural dos primeiros moradores do lugar, os gaúchos.

As origens do município de Querência vem da Cooperativa Mista de Canarana, fundada pelo pastor Norberto Schwantes, que adquiriu 180 mil hectares da Fazenda Betis, de propriedade da família Peres Maldonado.

O projeto fez parte de uma colonização da região compreendida entre os municípios de Barra do Garças e São Félix do Araguaia. Abrangia vasta região. A finalidade da cooperativa era melhorar as condições dos migrantes gaúchos e mesmo formar uma cidade.

A data de fundação, 8 de dezembro de 1985. No ano seguinte chegaram as primeiras famílias de gaúchos no local da futura cidade. Se bem que a formação de Querência contasse com a base logística de Canarana, os primeiros dias foram de improvisação e falta de material. Sempre a Amazônia ofereceu dificuldades de toda a ordem, em especial pelo clima, para os que nela se aventurassem.

Querência recebeu status de município pela Lei Estadual nº 5895 de 19 de dezembro de 1991, com território desmembrado dos municípios de Canarana e São Félix do Araguaia.[6][7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tem um clima tropical. Há muito mais pluviosidade no verão que no inverno. 25º C é a temperatura média anual. Pluviosidade média anual de 1696mm[8]. Possui duas estações bem definidas: verão chuvoso de outubro a março e, inverno seco de maio a setembro.

Gráfico climático para Querência
JFMAMJJASOND
 
 
300
 
30
22
 
 
264
 
29
22
 
 
230
 
29
22
 
 
119
 
30
21
 
 
25
 
31
20
 
 
6
 
31
18
 
 
2
 
33
18
 
 
8
 
35
21
 
 
49
 
37
24
 
 
148
 
35
24
 
 
214
 
32
23
 
 
303
 
30
22
Temperaturas em °CPrecipitações em mm

Economia[editar | editar código-fonte]

A principal fonte de renda de Querência está na atividade agropecuária, com o extrativismo madeireiro em segundo plano. No que se refere à atividade agropecuária, a cultura da soja, milho e do arroz, e a criação de gado de corte merecem destaque nacional. De acordo com o Sindicato Rural do município, Querência conta com aproximadamente 300 mil hectares agricultáveis e estabelece recordes anuais de produção (no biênio 2005-2006 o crescimento da produção foi de 16%). Em 2006 foi responsável pela 24ª maior produção agrícola do país, com 489.113 t, e a 14ª maior produção de soja, com 461.100 t.[9] Empresas de grande porte como Cargill, Bunge, Caramuru, Amaggi, ADM, Agrex, entre outras, assim como a indústria de adubos Fertilizantes Tocantins, estão instaladas em Querência e apostam na crescente expansão da produção da oleaginosa. A pecuária também apresenta números expressivos. Ela dispõe de aproximadamente 200 mil hectares em pastagens e possuia, em 2008, 201.808 cabeças de gado.

Dados do IBGE, referentes ao ano de 2008, dão conta que a produção agrícola de Querência nesse ano atingiu os seguintes resultados: banana (150 toneladas), borracha / látex coagulado (2.954 toneladas), abacaxi (700.000 frutos), arroz (55.014 toneladas), cana-de-açucar (1.500 toneladas), mandioca (5.200 toneladas), milho (44.880 toneladas), soja (534.240 toneladas - 14ª maior produção de soja do Brasil), entre outros.

Em 2017 Querência foi o 3º maior exportador do estado, US$ 792,41 milhões. Em 2018 estima-se o plantio de 400 mil hectares de soja.

Querência foi o primeiro município do Vale do Araguaia que atingiu a marca de R$ 1 bilhão de PIB em 2017, com R$ 1,24 bilhão, além de possuir o maior PIB per capta do leste mato-grossense.

Turismo[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com algumas festas que movimentam o turismo local:

  • Baile do Chopp: é uma festa de cunho alemão realizado no final do mês de maio.
  • Festa do Colono e Motorista: tendo em vista a vocação agropecuária de Querência, costuma iniciar com um grande desfile de máquinas (caminhões, tratores, colheitadeiras, entre outros) que percorre o centro da cidade. Realiza-se no final do mês de julho.
  • Festival da Canção: é um evento promovido pelo SEMEC (Secretaria Municipal de Educação e Cultura) e acontece no mês de julho.
  • EXPOQUER: é o maior evento do calendário querenciano, pois concentra Shows de músicos (geralmente duplas sertanejas famosas), Exposição de máquinas agrícolas e rodeio sobre touros (que faz parte do circuito mato-grossense de rodeio). A primeira edição ocorreu em 2006. Realizava-se durante quatro dias no mês de agosto.

Administração[editar | editar código-fonte]

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

  • (1993/1996) Denir Perin (PMDB) - 1° Prefeito
  • (1997/2000) Hélio Vitorino Silva (PMDB)
  • (2001/2004) Denir Perin (PMDB)
  • (2005/2008) Fernando Görgen (PR)
  • (2009/2012) Fernando Görgen (PR)
  • (2013/2016) Gilmar Wentz (PMDB])
  • (2017/2020) Fernando Görgen (PSB)

Educação[editar | editar código-fonte]

Escola Estadual 19 de Dezembro

O empenho, tanto dos professores quanto das autoridades competentes, em oferecer um ensino de qualidade para os estudantes querencianos tem surtido bons resultados. No Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2007 as escolas do município de Querência obtiveram índices acima da média nacional e estadual, o que fez com que a cidade fosse um dos destaques estaduais no exame.[10]

A sede do município conta com várias instituições de ensino.

3 (três) escolas estaduais

  • Escola Estadual Querência
  • Escola Estadual de Educação Básica 19 de Dezembro
  • Escola Estadual 20 de Março

4 (quatro) escolas municipais:

  • Escola Municipal Alegria do Saber
  • Escola Municipal Família Agrícola de Querência
  • Escola Municipal Mundo Encantado - (pré-escola)
  • Escola Municipal de Educação Básica Prof. Lúcia Marcondes Machado Penido.[11]

1 (uma) creche municipal:

  • Creche Municipal Pequeno Príncipe

2 (duas) escolas privadas:

  • CEFIQUE - Centro de Formação Integrada de Querência
  • Colégio Província de São Pedro, com Educação Infantil e 1º ao 5º anos do Ensino Fundamental.

Além disso, os querencianos têm acesso a extensőes de cursos da:

Comunicações[editar | editar código-fonte]

Emissoras de Rádio FM[editar | editar código-fonte]

Freq. Nome
87.9 Rádio Alternativa FM[12][13]
97.9 Rádio Interativa FM[14]

Emissora de TV[editar | editar código-fonte]

Ana. Emissora Afiliação
12 TV Querência RecordTV
15 TV Líder SBT

Referências

  1. Prefeito e vereadores de Querência tomam posse Portal G1 - acessado em 2 de fevereiro de 2021
  2. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019). «Área da unidade territorial - 2019». Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  3. a b IBGE (28 de agosto de 2020). «Estimativa populacional 2020 IBGE». Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2018». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  6. «História de Querência». Mato Grosso e Seus Municípios. Consultado em 23 de abril de 2013 [ligação inativa]
  7. «Querência Mato Grosso – MT Histórico» (PDF). IBGE. 11 de novembro de 2010. Consultado em 23 de abril de 2013 
  8. «Clima Querência: Temperatura, Tempo e Dados climatológicos Querência - Climate-Data.org». pt.climate-data.org. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  9. «Produção Agrícola Municipal - Cereais, Leguminosas e Oleaginosas 2006» (PDF). IBGE. Consultado em 14 de agosto de 2008 
  10. «Querência obteve melhoria de 25% no resultado do Enem». SEDUC-MT. Consultado em 13 de agosto de 2008. Arquivado do original em 8 de abril de 2010 
  11. «Escola Municipal Prof. Lúcia Marcondes Machado Penido». Escola Municipal Prof. Lúcia Marcondes Machado Penido. Consultado em 15 de novembro de 2016 
  12. «Rádio Alternativa FM». www.radioalternativafm87.com.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  13. «Rádio Alternativa FM 87.9». Radios.com.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  14. «Radio Interativa FM 97.9». Radios.com.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]