Saltar para o conteúdo

Querência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Para outras cidades com este nome, veja Querência (desambiguação).
Querência
  Município do Brasil  
Igreja Católica de Querência
Igreja Católica de Querência
Igreja Católica de Querência
Hino
Gentílico querenciano
Localização
Localização de Querência em Mato Grosso
Localização de Querência em Mato Grosso
Localização de Querência em Mato Grosso
Querência está localizado em: Brasil
Querência
Localização de Querência no Brasil
Mapa
Mapa de Querência
Coordenadas 12° 35' 49" S 52° 11' 59" O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso
Municípios limítrofes Canarana, Ribeirão Cascalheira, São Félix do Araguaia, Alto Boa Vista, Bom Jesus do Araguaia, Gaúcha do Norte, Feliz Natal (Mato Grosso), Paranatinga
Distância até a capital 927 km
História
Fundação 19 de dezembro de 1991 (32 anos)
Administração
Prefeito(a) Fernando Gorgen[1] (UNIÃO [2], 2021–2024)
Vereadores 9
Características geográficas
Área total IBGE/2019[3] 17 786,195 km²
População total (Prévia da população Censo Demográfico 2022[4]) 29 280 hab.
Densidade 1,6 hab./km²
Clima subtropical (Aw)
Altitude 350 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
CEP 78643-000
Indicadores
IDH (PNUD/2000[5]) 0,75 alto
PIB (IBGE/2018[6]) R$ 1 651 884,09 mil
PIB per capita (IBGE/2018[6]) R$ 97 089,70
Sítio www.querencia.mt.gov.br (Prefeitura)
www.querencia.mt.leg.br (Câmara)

Querência é um município brasileiro do estado de Mato Grosso, localizado na Grande Bacia Amazônica. Em seu território, encontra-se parte da Reserva Indígena do Xingu e uma imensa área de Cerrado, Floresta Amazônica e sua área de transição. O município tem área de 17.786,195 km², uma população de 26.769 habitantes (em 2022).[7] Está 350 metros acima do nível do mar.

Como o município foi colonizado por muitos gaúchos, seu nome foi dado em referência às estâncias da região sul do Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Querência tem seu povoamento ligado à Cooperativa Mista de Canarana, que foi fundada pelo pastor Norberto Schwantes. Norberto comprou 180 mil hectares da Fazenda Betis dos Peres Maldonado. A Cooperativa era voltada para a migração de gaúchos e atuou nas áreas dos atuais municípios de Barra do Garças e São Félix do Araguaia.

Querência foi fundada em 8 de dezembro de 1985 e as primeiras famílias chegaram no ano seguinte. Mesmo com o auxílio logístico da Cooperativa, o estado inicial do município foi marcado pelo improviso e pela falta de material de construção.

Querência foi elevada a município em 19 de dezembro de 1991, englobando pedaços desmembrados de Canarana e São Félix do Araguaia.[8][9]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tem um clima tropical. Há muito mais pluviosidade no verão que no inverno. 25 °C é a temperatura média anual. Pluviosidade média anual de 1696mm[10]. Possui duas estações bem definidas: verão chuvoso de outubro a março e, inverno seco de maio a setembro.

Gráfico climático para Querência
JFMAMJJASOND
 
 
300
 
30
22
 
 
264
 
29
22
 
 
230
 
29
22
 
 
119
 
30
21
 
 
25
 
31
20
 
 
6
 
31
18
 
 
2
 
33
18
 
 
8
 
35
21
 
 
49
 
37
24
 
 
148
 
35
24
 
 
214
 
32
23
 
 
303
 
30
22
Temperaturas em °CPrecipitações em mm

Problemas socioambientais[editar | editar código-fonte]

Devido aos altos índices de devastação florestal, em 9 de novembro de 2023, o município de Querência foi incluído na relação de municípios situados no bioma Amazônia considerados prioritários pelo governo federal para ações de prevenção, controle e redução dos desmatamentos e degradação florestal.[11]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia de Querência está embasada na agropecuária e no extrativismo madeireiro. A cultura da soja, do milho e do arroz, e a criação de gado de corte são destaque em nível nacional. São 300 mil hectares agricultáveis, que vêm gerando recordes de produção (no biênio 2005-2006 a produção cresceu 16%). Em 2006, Querência produziu 489.113 toneladas de grãos, sendo 461.100 toneladas de soja.[12] Algumas das empresas instaladas na cidade são: Cargill, Bunge, Fogos Caramuru, Amaggi, ADM, Agrex e Fertilizantes Tocantins. Em 2008, os 200 mil hectares de pastagens serviram para 201.808 cabeças de gado.

Em 2008, a produção agrícola de Querência foi de 150 toneladas de banana, 2.954 toneladas de borracha / látex coagulado, 700.000 unidades de abacaxi, 55.014 toneladas de arroz, 1.500 toneladas de Cana-de-açúcar, 5.200 toneladas de Mandioca, 44.880 toneladas de Milho, 534.240 toneladas de Soja, sendo o 14° maior produtor nacional deste grão.

Em 2017 Querência foi o 3º maior exportador do estado, US$ 792,41 milhões. Em 2018, estima-se o plantio de 400 mil hectares de soja.

Querência foi o primeiro município do Vale do Araguaia que atingiu a marca de R$ 1 bilhão de PIB em 2017, com R$ 1,24 bilhão, além de possuir o maior PIB per capta do leste mato-grossense.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Na área turística, as festas são o principal atrativo:

  • Baile do Chopp: festa no final de maio de inspiração na cultura alemã
  • Festa do Colono e Motorista: festa no final de julho com desfile de máquinas (caminhões, tratores, colheitadeiras e outros) pelo centro da cidade
  • Festival da Canção: evento em julho promovido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC)
  • EXPOQUER: realizado em agosto, o maior evento municipal que concentra Shows sertanejos, uma exposição de máquinas agrícolas e um rodeio sobre touros

Administração[editar | editar código-fonte]

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

  • 1993-1996: Denir Perin (PMDB) - 1° Prefeito
  • 1997-2000: Hélio Vitorino Silva (PMDB)
  • 2001-2004: Denir Perin (PMDB)
  • 2005-2008: Fernando Görgen (PR)
  • 2009-2012: Fernando Görgen (PR)
  • 2013-2016: Gilmar Wentz (PMDB])
  • 2017-2020: Fernando Görgen (PSB)
  • 2021-2024: Fernando Görgen (PSB)

Educação[editar | editar código-fonte]

Escola Estadual 19 de Dezembro

No Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2007, as escolas de Querência obtiveram índices acima das médias estadual e nacional.[13]

A sede do município conta com três escolas estaduais:

  • Escola Estadual Querência
  • Escola Estadual Militar Tiradentes Coronel PM Jorge Luis de Magalhães
  • Escola Estadual 20 de Março

Nove escolas municipais:

  • Escola Municipal Alegria do Saber
  • Escola Municipal Família Agrícola de Querência
  • EMEB Bela Vista
  • EMEB Parque Imperial
  • EMEB Prof. Lúcia Marcondes Machado Penido.[14]
  • EMEB Agropecuária Tanguro
  • EMEB Fazenda Liberdade
  • EMEB Passinhos para o Futuro
  • EMEB Brasil Novo

Quatro pré-escolas e Creches:

  • CMEI Crescer e Aprender
  • CMEI Mundo Encantado
  • CMEB Pequeno Príncipe
  • CMEI Parque das Torres

Duas escolas privadas:

  • CEFIQUE - Centro de Formação Integrada de Querência
  • Colégio Província de São Pedro, com Educação Infantil e 1º ao 5º anos do Ensino Fundamental.

E acesso a extensőes de cursos da Universidade Norte do Paraná (UNOPAR).

Comunicações[editar | editar código-fonte]

Emissoras de Rádio FM[editar | editar código-fonte]

Freq. Nome
87.9 Rádio Alternativa FM[15][16]
97.9 Rádio Interativa FM[17]

Emissora de TV[editar | editar código-fonte]

Ana. Emissora Afiliação
12 TV Querência RecordTV
15 TV Líder SBT

Referências

  1. Prefeito e vereadores de Querência tomam posse Portal G1 - acessado em 2 de fevereiro de 2021
  2. «Representantes». União Brasil. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  3. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2019). «Área da unidade territorial - 2019». Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  4. «Censo Demografico 2022» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 25 de dezembro de 2022. Consultado em 2 de abril de 2023 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2018». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 2 de fevereiro de 2021 
  7. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome IBGE_Pop_2021
  8. «História de Querência». Mato Grosso e Seus Municípios. Consultado em 23 de abril de 2013 [ligação inativa]
  9. «Querência Mato Grosso – MT Histórico» (PDF). IBGE. 11 de novembro de 2010. Consultado em 23 de abril de 2013 
  10. «Clima Querência: Temperatura, Tempo e Dados climatológicos Querência - Climate-Data.org». pt.climate-data.org. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  11. Ministério do Meio Ambiente e da Mudança do Clima (10 de novembro de 2023). «PORTARIA GM/MMA Nº 834, DE 9 DE NOVEMBRO DE 2023». Diário Oficial da União. Consultado em 12 de novembro de 2023 
  12. «Produção Agrícola Municipal - Cereais, Leguminosas e Oleaginosas 2006» (PDF). IBGE. Consultado em 14 de agosto de 2008 
  13. «Querência obteve melhoria de 25% no resultado do Enem». SEDUC-MT. Consultado em 13 de agosto de 2008. Arquivado do original em 8 de abril de 2010 
  14. «Escola Municipal Prof. Lúcia Marcondes Machado Penido». Escola Municipal Prof. Lúcia Marcondes Machado Penido. Consultado em 15 de novembro de 2016 
  15. «Rádio Alternativa FM». www.radioalternativafm87.com.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  16. «Rádio Alternativa FM 87.9». Radios.com.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  17. «Radio Interativa FM 97.9». Radios.com.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]