Alto Garças

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Alto Garças
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 10 de dezembro
Fundação 10 de dezembro de 1953
Gentílico alto-garcense
Lema "Ordem e Paz"
CEP 78770-000
Prefeito(a) Claudinei Singolano (DEM)
(2017–2020)
Localização
Localização de Alto Garças
Localização de Alto Garças no Mato Grosso
Alto Garças está localizado em: Brasil
Alto Garças
Localização de Alto Garças no Brasil
16° 56' 38" S 53° 31' 40" O16° 56' 38" S 53° 31' 40" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Sudeste Mato-Grossense IBGE/2008 [1]
Microrregião Alto Araguaia IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Araguainha, Alto Araguaia, Itiquira, Pedra Preta, Torixoréu, Ponte Branca e Guiratinga.
Distância até a capital 357 km
Características geográficas
Área 3 660,387 km² [2]
População 10,655 hab. Censo IBGE/2012[3]
Densidade 0 hab./km²
Altitude 754 m
Clima Tropical subsequente e úmido com 3 meses de seca de junho a agosto. Precipitação de 1.950mm, com intensidade máxima em dezembro, janeiro e fevereiro. Temperatura média anual de 22°C, sendo a máxima já registrada de 38º e a mínima de 0º.
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,795 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 297 085,300 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 31 454,24 IBGE/2008[5]
Página oficial

Alto Garças é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se a uma latitude 16º56'38" sul e a uma longitude 53º31'41" oeste, estando a uma altitude de 754 metros. Sua população estimada em 2007 era de 9.445 habitantes. Possui uma área de 3672,22 km².


História[editar | editar código-fonte]

O município é de origem bastante recente, o desbravamento, propriamente dito de suas terras e a sua consequente formação populacional está intimamente ligada à atividade garimpeira, a qual começou a se desenvolver na região a partir de 1919, com a chegada dos primeiros aventureiros do garimpo, sedentos de valiosíssima pedra ali existente: o diamante.

Entretanto, o desenvolvimento do município, que no decorrer de sua história evolutiva passou pela denominação de São Vicente do Bonito, São Vicente e finalmente, Alto Garças, não se limitou apenas à extração mineral, mas baseou-se também no florescimento da agropecuária, que proporcionou um grande impulso à região e hoje graças ao cultivo da soja, do algodão, da brachiaria entre outros cultivos, o município encontra-se em pleno desenvolvimento.

Em 3 de fevereiro de 1933, o município foi elevado à categoria de distrito, pertencente ao município de Santa Rita do Araguaia, durante este período, o seu progresso foi marcante, muito embora a sua duração tenha sido uma tanto efêmera, devido a um incidente ocorrido por questões de terras, fato este que provocou o êxodo de sua população e consequentemente, a estagnação de seu desenvolvimento. Desta forma, somente em 1953, Através da Lei nº 1660, no dia 10 de dezembro, que Alto Garças passou a figurar como município.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município tem belas cachoeiras como a do São Vicente, a do ribeirão da Onça e a do Cafezinho. Todos os anos no período do carnaval há o Garçafolia, o carnaval da cidade. No dia 12 de outubro acontece na região do Arara uma festa tradicional em homenagem a Nossa Senhora de Aparecida. No município há também grandes fazendas que figuram como atrativos para a população e visitantes, como a Fazenda da Mata, Fazenda Joselena e a Casa de Pedra.

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

Alto-garcenses ilustres[editar | editar código-fonte]

Relevo[editar | editar código-fonte]

Planalto Taquari-Itiquira, Serra do Bonito

Formação Geológica[editar | editar código-fonte]

Coberturas não dobradas do Fanerozóico, sub-bacia ocidental da Bacia do Paraná

Bacia Hidrográfica[editar | editar código-fonte]

Grandes Bacias do Araguaia-Tocantins e a grande Bacia do Prata

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.