Tapurah

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tapurah
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Tapurah
Bandeira
Hino
Lema Trabalho e justiça
Gentílico tapuraense
Localização
Localização de Tapurah em Mato Grosso
Localização de Tapurah em Mato Grosso
Tapurah está localizado em: Brasil
Tapurah
Localização de Tapurah no Brasil
Mapa de Tapurah
Coordenadas 12° 46' 19" S 56° 33' 14" O
País Brasil
Unidade federativa Mato Grosso
Região intermediária[1] Sinop
Região imediata[1] Sorriso
Municípios limítrofes Lucas do Rio Verde, Sorriso, Nova Mutum, Itanhangá, Ipiranga do Norte, Nova Maringá.
Distância até a capital 450 km
História
Fundação 4 de julho de 1988
Aniversário 4 de julho
Administração
Prefeito(a) Iraldo Ebertz (DEM, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 4 489,391 km²
População total (est. IBGE/2019[3]) 13 705 hab.
Densidade 3,1 hab./km²
Clima Tropical úmido
Altitude 393 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [4]) 0,763 alto
PIB (IBGE/2015[5]) R$ 664 312 581 mil
 • Posição MT: 33º BR: 951º
PIB per capita (IBGE/2015[5]) R$ 53 987,21

Tapurah é um município brasileiro do estado de Mato Grosso. Localiza-se na Mesorregião do Norte Mato-Grossense e na Microrregião de Alto Teles Pires. Sua população estimada em 2019 é de 13.705 habitantes. É considerada a capital da suinocultura de Mato Grosso.

História[editar | editar código-fonte]

Tapurah recebeu status de município pela Lei Estadual nº 5.316 de 4 de Julho de 1988, com território desmembrado de Diamantino.[6][7]

A instalação de madeireiras criou as primeiras oportunidades de emprego e atraiu novos moradores. Em 30 de novembro de 1981, pela Lei Estadual nº 4.407, foi criado o distrito de Tapurah, no município de Diamantino.  A criação do município se deu em 4 de julho de 1988,  por meio  da  Lei  Estadual que desmembrou nº  5.316, sancionada  pelo  então  governador  Carlos Gomes Bezerra. O autor do projeto de lei de Diamantino e criou o município foi o então deputado estadual Hermes de Abreu. Em 2000, as localidades de Ipiranga do Norte e Itanhangá, oriundas de assentamento de reforma agrária, foram desmembradas do município de Tapurah, pelas leis estaduais 7.265 e 7.266, respectivamente, ambas datadas de 29 de março de 2000. Os dois novos municípios foram efetivamente instalados em 2005.

Economia[editar | editar código-fonte]

Segundo o IBGE 2015[8] Tapurah possui um PIB de R$: 664.312 mil reais, dos quais segue dividido abaixo:

O valor adicionado bruto da Agropecuária, a preços correntes foi de 315.710 mil; da Indústria, a preços correntes 39.791 mil; dos Serviços, a preços correntes 196.255 mil; Administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social 65.877 mil, dos Impostos, líquidos de subsídios, sobre produtos, a preços correntes foi de 46.677 mil reais.

O salário médio mensal de 2.4 salários mínimos. Renda per capita R$ 53.987,21.

Sua economia é baseada na agricultura, produzindo soja, milho, arroz, feijão. Grande produtor aves e de suínos o que lhe rendeu o título de Capital da Suinocultura de Mato Grosso.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Tapurah map.jpg

Localiza-se a uma latitude 12º47'06" sul e a uma longitude 56º32'30" oeste, estando a uma altitude de 393 metros. Possui uma área de 11645,1 km².

Pertence a grande Bacia Amazônica, para essa bacia contribui a Bacia do Juruena, que recebe os rios Arinos e Teles Pires. Por sua vez, o Arinos recebe, pela esquerda, os rios São Wenceslau. São Miguel e Souza Azevedo. Já o Teles Pires, também recebe, pela esquerda, o Rio Verde.

Clima[editar | editar código-fonte]

Clima predominante é Equatorial quente e úmido com 4 meses de seca, de maio a agosto. Precipitação anual de 2.000 mm. Com intensidade máxima em janeiro e março, a temperatura média anual de 24ºC, máxima 40ºC, e menor mínima 4ºC.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «IBGE Cidades. Estimativa populacional de 2019». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 01 de julho de 2019. Consultado em 13 de setembro de 2019  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010-2015». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2017 
  6. «Tapurah Mato Grosso - MT Histórico» (PDF). IBGE. 23 de novembro de 2010. Consultado em 23 de abril de 2013 
  7. «História». Prefeitura Municipal de Tapurah. Consultado em 23 de abril de 2013 
  8. IBGE. «IBGE | Biblioteca | Detalhes | Produto interno bruto dos municípios : 2010-2015». biblioteca.ibge.gov.br. Consultado em 22 de julho de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.