Rio Branco (Mato Grosso)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Rio Branco
Bandeira indisponível
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Aniversário 22 de maio
Fundação 13 de dezembro de 1979 (37 anos)
(emancipação)
Gentílico rio-branquense
Prefeito(a) Antonio Xavier de Araújo(Totonho) (PSC)
(2013–2016)
Localização
Localização de Rio Branco
Localização de Rio Branco no Mato Grosso
Rio Branco está localizado em: Brasil
Rio Branco
Localização de Rio Branco no Brasil
15° 14' 27" S 58° 06' 57" O15° 14' 27" S 58° 06' 57" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Sudoeste Mato-Grossense IBGE/2008 [1]
Microrregião Jauru IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Cáceres
Municípios limítrofes São José dos Quatro Marcos, Araputanga, Lambari d'Oeste, Salto do Céu, Reserva do Cabaçal
Distância até a capital 336 km
Características geográficas
Área 501,496 km² [2]
População 5 061 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 10,09 hab./km²
Altitude 180 m
Clima Tropical subúmido Aw
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,698 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 56 251,261 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 815,47 IBGE/2008[5]
Página oficial

Rio Branco é um município brasileiro do estado de Mato Grosso.

História[editar | editar código-fonte]

Os primitivos habitantes da região foram os Índios Cabaçais, termo popular dado ao povo indígena Bororó que era encontrado no local. Posteriormente os poaieiros, extrativistas que retiravam das matas a ipeca ou poaia, planta medicinal com nome cientifico de Psychotria Ipecacuanha marcaram aquele chão com suas passadas de alpercatas e botinas, retirando das matas as raízes cobiçadas pelos estrangeiros. Na década de cinquenta, quando Mato Grosso deu curso à colonização com a ocupação de terras devolutas, atraindo para o Estado brasileiros de todo país, nasceu a Colônia Rio Branco. Homens sem terras corriam para a nova região, sedentos e com fome, quase sem nenhuma quantia nos bolsos, mas com a vontade indômita de arregaçar as mangas, pegar nos apetrechos de agricultura e vencer juntamente com a povoado que nascia. De todos os quadrantes chegaram caminhões apinhados de homens, mulheres e crianças, popularmente chamados paus-de-arara. A viagem de Cáceres até Rio Branco era comum demorar de três a quatro dias de caminhão na época da seca. O desafios e as dificuldades eram enormes, pois não havia nenhuma estrutura ou apoio ao colonos que com ousadia se aventuravam na região. Através das trilhas, nas quais os colonos seguiam a pé, carregando suas mercadorias e pertences nas cangalhas sobre burros, demorava-se sete a oito dias. A travessia do Rio Cabaçal era feita em canoas. Desafiando um mundo desconhecido e abrindo clareiras, homens de excepcional têmpera, pouco a pouco foram construindo a aprazível e bela cidade de Rio Branco. A denominação do Município de Rio Branco é em homenagem ao Rio Branco, curso d’água que banha a cidade e também referência à Colônia Rio Branco, implantada pelo governo do Estado numa área de 200 mil hectares, através do Decreto Lei nº 1.598, de 22 de maio de 1953. A colônia começou a partir de ações desenvolvidas por João Augusto Capilé, da Comissão de Planejamento da Produção, que buscava assentar colonos que tiveram problemas em Dourados e Jaciara. O Rio Branco que deu nome à cidade e ao projeto Colônia Rio Branco, banha o território municipal e desenha a paisagem regional com seus serpenteios e belas quedas d’águas. O Distrito de Paz de Rio Branco foi criado em 4 de abril de 1978, jurisdicionado ao município de Cáceres. A Lei Estadual nº 4.151, de 13 de dezembro de 1979, criou o Município de Rio Branco.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 15º14'27" sul e a uma longitude 58º06'56" oeste, estando a uma altitude de 180 metros. Sua população estimada em 2004 era de 4.762 habitantes. Possui uma área de 531,67 km².

No Municipio de Rio Branco foram encontradas grandes jazidas de ouro, cobre e zinco, na região da serra de Monte Cristo, as quais inicialmente foram exploradas pela Manati e em seguida pela Prometálica Mineração Ltda., que atualmente não está operando, devido a falta de investimentos para o desenvolvimento de suas atividades.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Microrregião de Jauru

Clima da Microrregião de Jauru

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 

http://www.sedtur.mt.gov.br/municipios.php?url=municipios-rio-branco

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.