José Garcia Neto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Garcia Neto
José Garcia Neto
Prefeito CuiabáCuiabá
Período 1955-1959
Vice-governador  Mato Grosso
Período 1961-1966
Deputado federal  Mato Grosso
Período 1967-1975
Governador  Mato Grosso
Período 1975-1978
Antecessor José Fragelli
Sucessor Cássio de Barros
Dados pessoais
Nascimento 1 de junho de 1922
Rosário do Catete, SE
Morte 19 de novembro de 2009 (87 anos)
Cuiabá, MT
Alma mater Universidade Federal da Bahia
Cônjuge Maria Lígia Garcia
Partido UDN, ARENA, PP, PMDB
Profissão engenheiro civil, professor

José Garcia Neto (Rosário do Catete, 1º de junho de 1922Cuiabá, 19 de novembro de 2009) foi um engenheiro civil, professor e político brasileiro natural de Sergipe mas com atuação política em Mato Grosso, estado onde foi governador.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 1974.

Filho de Antônio Garcia Sobrinho e Antônia Menezes Garcia. Engenheiro Civil formado em 1944 na Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia. Em Sergipe dirigiu o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) e também o Departamento de Saneamento. Lotado no Ministério da Fazenda, migrou para Mato Grosso e lecionou na Escola Técnica de Cuiabá, foi sócio de uma construtora e diretor do Departamento de Obras.

Eleito prefeito de Cuiabá pela UDN em 1954 exerceu cumulativamente a presidência da Associação dos Municípios da Amazônia Mato-Grossense e em 1960 foi eleito vice-governador do estado na chapa de Correia da Costa para um mandato de cinco anos. Filiado a ARENA foi eleito deputado federal[1] em 1966 e 1970. Indicado governador de Mato Grosso em 1974 pelo presidente Ernesto Geisel,[2] em sua estadia no Palácio Paiaguás foi sancionada a lei criando o estado de Mato Grosso do Sul. Em 1978 entregou o governo a Cássio de Barros e foi candidato a senador, mas figurou apenas como primeiro suplente de Benedito Canelas ao final da apuração. Após uma breve passagem pelo PP disputou o mesmo cargo em 1982 pelo PMDB, mas foi derrotado pelo candidato do PDS, Roberto Campos.

Nomeado diretor das Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A (Eletronorte) em 1983 permaneceu na companhia por cinco anos até deixar o cargo e também o PMDB retornando à iniciativa privada. Faleceu em novembro de 2009 vítima de um acidente vascular cerebral.[3]

Referências

  1. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado José Garcia Neto». Consultado em 5 de maio de 2013 
  2. Clima novo. Disponível em Veja, ed. 300 de 05/06/1974. São Paulo: Abril.
  3. «Ex-governador de Mato Grosso, José Garcia Neto, morre aos 87 anos». Consultado em 15 de dezembro de 2009 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.