São José do Ouro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Ouro, veja Ouro (desambiguação).
Município de São José do Ouro
Vista Altos da Boa Esperança.jpg

Bandeira de São José do Ouro
Brasão de São José do Ouro
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 10 de setembro de 1959 (57 anos)
Gentílico saojosense
Lema "O ouro desta terra está no coração de sua gente"
Prefeito(a) Benhur Francisco Vanz (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de São José do Ouro
Localização de São José do Ouro no Rio Grande do Sul
São José do Ouro está localizado em: Brasil
São José do Ouro
Localização de São José do Ouro no Brasil
27° 46' 08" S 51° 35' 38" O27° 46' 08" S 51° 35' 38" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Noroeste Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Sananduva IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Machadinho, Barracão, Tupanci do Sul, Santo Expedito do Sul e Cacique Doble
Distância até a capital 407 km
Características geográficas
Área 334,774 km² [2]
População 6 906 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 20,63 hab./km²
Altitude 769 m
Clima subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,787 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 126 100,137 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 17 555,36 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura http://saojosedoouro.rs.gov.br

São José do Ouro é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

O povoamento teve início em 7 de setembro de 1912. A origem predominante dos habitantes era italiana.Foi descoberto o vilarejo por dois viajantes que estavam em busca de ouro. Não satisfeitos com a busca atearam fogo em uma vila próxima forçando os moradores a migrarem para sua colônia.

Por sugestão de José Gelain, em 1 de novembro de 1912, sete dos primeiros colonizadores pioneiros reuniram-se juntamente com Luiz Vanz para tratar da construção da primeira capela, sendo orago São José.

A partir de então, a incipiente localidade que se denominava Linha Cachoeira, ou Cachoeirinha, passou a denominar-se Linha São José, após São José do Cacique. Somente em 1934 foi elevada à categoria de distrito de Lagoa Vermelha, com o nome de Valzumiro Dutra.

Em 1938 passou à categoria de vila pelo decreto nº 7199.

Em 1940, a industrialização da madeira, especialmente do pinheiros, espalhou dezenas de serrarias pelo atual território de São José do Ouro, trazendo significativo progresso.

Pela lei nº 3822, de 10 de setembro de 1959, conseguiu emancipar-se do município de Lagoa Vermelha. Em 1949 foi criada a paróquia.

Em 1950 passou a deniminar-se Marmeleiro e, dois dias após, por novo ato do prefeito de Lagoa Vermelha, denominou-se São José do Ouro.

Em fins de 1959 foi elevado à categoria de município, instalado em 1 de janeiro de 1960.

Os colonizadores praticavam a agricultura de sobrevivência, produzindo produtos básicos e criando animais domésticos como gado suínos e aves.

Vista Altos da Boa Esperança com chuva

Apesar do grande desmatamento e corte de araucárias, a região ainda é ríca na espécie, possuindo várias matas intactas, como por exemplo o Parque do Espigão Alto, este pertencente já ao município de Barracão.

Um dos principais produtos cultivados atualmente é o soja.

São José do Ouro perdeu parte do seu território para ensejar a emancipação de Barracão e Cacique Doble. Em 1992, emanciparam-se os distritos de Santo Expedito e Tupanci.



Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 27º46'10" sul e a uma longitude 51º35'40" oeste, estando a uma altitude de 769 metros.

Possui uma área de 317,43 km² e sua população estimada em 2004 era de 7 029 habitantes, predominantemente de origem italiana.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.