Itiquira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Itiquira (Mato Grosso))
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Itiquira, veja Itiquira (desambiguação).
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Município de Itiquira
Bandeira de Itiquira
Brasão de Itiquira
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 1º Dezembro
Fundação 1 de dezembro de 1953 (62 anos)
Gentílico itiquirense
Prefeito(a) Humberto Bortoline (PR)
(2013–2016)
Localização
Localização de Itiquira
Localização de Itiquira no Mato Grosso
Itiquira está localizado em: Brasil
Itiquira
Localização de Itiquira no Brasil
17° 12' 32" S 54° 09' 00" O17° 12' 32" S 54° 09' 00" O
Unidade federativa  Mato Grosso
Mesorregião Sudeste Mato-Grossense IBGE/2008 [1]
Microrregião Rondonópolis IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Rondonópolis, Pedra Preta, Sonora-MS, Alto Garças, Alto Araguaia, Santo Antônio do Leverger, Barão de Melgaço e Coxim
Distância até a capital 347 km
Características geográficas
Área 8 638,691 km² [2]
População 11 822 hab. Censo IBGE/2012[3]
Densidade 1,37 hab./km²
Altitude 522 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,767 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 538 622,114 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 42 491,49 IBGE/2008[5]
Página oficial

Itiquira é um município do estado de Mato Grosso, no Brasil.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Itiquira" é uma referência ao rio Itiquira, que banha o município. "Itiquira" procede do tupi antigo 'ytykyra, que significa "gotas d'água" ('y, "água" e tykyra, "gotas").[6]

História[editar | editar código-fonte]

  • séculos XVIII e XIX - bandeirantes têm contato com os índios locais (caiapós, coroados, guatós e bororos);[7]
  • 1860 - José Salgueiro se estabelece em Ivapé (Santa Rita do Araguaia);
  • 1892 - Cândido Rondon inicia a construção da linha telegráfica entre Cuiabá e o Araguaia;[8]
  • 1894 - São realizadas explorações na região de Itiquira;
  • 1897 - No dia 21 de junho, Antônio Cândido de Carvalho comanda uma expedição que sai do porto do Itiquira até o rio das Garças;
  • 1908 - Chico Mestre e Zé Cajango abrem uma picada de 180 km ligando Ivapé ao porto do Corrente;
  • 1924 - Militantes da Coluna Prestes denominados "Revoltosos" invadem fazendas matando criações e pessoas em Itiquira;
  • 1932 - Começa a exploração do garimpo de diamantes e migrantes chegam do Nordeste do País, assim como imigrantes portugueses, alemães e russos;
  • 1937 - A Lei nº 118 de 19.10.37 cria o município de Itiquira;
  • 1953 - A Lei nº 654 de 01.12.53 emancipa o município de Itiquira e José Ferreira de Carvalho é nomeado Prefeito;
  • 1947 - É construída a estrada Cuiabá - Campo Grande;
  • 1960 - Fazendeiros das regiões Sul e Sudeste se estabelecem em Itiquira;
  • 1970 - A lavoura toma impulso no Município;
  • 1980 - Itiquira se transforma em um grande produtor de grãos do Estado. É instalado um posto de serviço telefônico na cidade, assim como os sinais de televisão;
  • 1983 - É instalado o sistema de recepção de televisão via satélite.
  • 1986 - São instalados cem terminais telefônicos na cidade integrados ao sistema DDD e DDI;
  • 1991 - No dia 15 de junho, é inaugurado o Fórum da Comarca de Itiquira;
  • 1994 - É inaugurado o primeiro trecho asfaltado da estrada do Mineirinho;
  • 1998 – em 17 de junho, dá-se início à construção da Usina Hidrelétrica de Itiquira pelo consórcio construtor ITICON formado pelas empresas construtoras Triunfo Ltda e Inepar SA;
  • 1999 – No dia 9 de outubro, é disponibilizado o acesso à internet pelo sistema telefônico interurbano;
  • 2000 – Em julho desse ano, é implantada a telefonia celular;
  • 2002 - Em 2 maio, é instalado o Banco Cooperativo Sicredi;
  • 2004 - Em outubro, é lançado o primeiro livro sobre a história do município, escrito por Manoel Dourado Marques;
  • 2005 - Em abril, começa a funcionar acesso à internet banda larga;

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 17º12'32" sul e a uma longitude 54º09'01" oeste, estando a uma altitude de 522 metros. Sua população estimada em 2004 era de 9 813 habitantes.

Bacia Hidrográfica
Grande Bacia do Prata. Para essa bacia, contribui a bacia do São Lourenço. O São Lourenço recebe, pela esquerda, os rios Itiquira e Correntes.
Clima
Tropical; quente semiúmido continental, com meses de seca de junho a agosto. Precipitação anual de 1 500 milímetros, com intensidade máxima de dezembro a fevereiro. Temperatura média anual de 22 °C, maior máxima 40 °C, menor mínima 0 °C
Formação Geológica
coberturas não dobradas do Cenozoico, sub-bacia ocidental da bacia do Paraná.
Principais Rios
Itiquira com 200 km de extensão, Correntes, São João, Bom Jardim, Pedra de Fogo, Piquiri, Boa Esperança, Peixe de Couro.
Principais Cachoeiras
Leopoldina, Roncador, São João, Cumprido.
Relevo
Planalto Taquari-Itiquira e Pantanal Mato-Grossense. Relevo montanhoso (15%) 1 180,65 km², relevo ondulado (25%) 1 967,75 km², relevo plano (35%) 2 754,85 km² e pantanal (25%) 1 967,75 km².
Serras
São Jerônimo
Topografia
o município possui vasta região ou suavemente ondulada, bem como parte do complexo do Pantanal Matogrossense. Possui extensas áreas de cultivo de arroz, soja, milho, algodão e seringueira, ficando as áreas de solo com formação quartizonas, bem como varjões com solos de aluviões e solos com acidentes geográficos destinados à pecuária.
Acessos
estradas federais: BR-163 e BR-364; estaduais: MT-299 (Liga BR-163 a BR-364), MT-370 (Rod. Joaquim Domingos do Amaral, liga a BR-163) e MT-040 (Liga a Alto Garças / Rondonópolis).

Prefeitos do município[editar | editar código-fonte]

  • José Ferreira de Carvalho 1953-1954;
  • Jobelino Nunes da Mata 1954-1954;
  • Vicente Domingos do Amaral 1954-1958;
  • Maurity Vieira 1958-1962:
  • Melchiades Figueiredo Miranda 1963-1963;
  • Anfilófio de Souza Campos 1964-1967;
  • João Domingos Barretos 1967-1970;
  • Geraldo Martins Ferreira 1970-1973;
  • João Domingos Barretos 1973-1977;
  • Pedro Gil do Amaral 1977-1982;
  • Roberto Ferreira da Silva 1983-1988;
  • Pedro Gil do Amaral 1989-1992;
  • Ondanir Bortolini 1993-1997;
  • Roberto Ferreira da Silva 1997-1998;
  • Eduardo Gil do Amaral 1998-2000;
  • Ondanir Bortolini 2001-2008;
  • Ernani José Sander (eleito a partir de 2009)- em 6 de julho de 2011, a Justiça o afastou do cargo por Improbidade Administrativa por um período de 60 dias, dando posse ao vice Milton Luiz da Silva.
  • Humberto Bortoline 2013-2016;
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Itiquira

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. NAVARRO, E. A. Dicionário de Tupi Antigoː a Língua Indígena Clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2016. p. 576.
  7. Prefeitura de Itiquira. Disponível em http://www.itiquira.mt.gov.br/historia/. Acesso em 10 de março de 2016.
  8. Prefeitura de Itiquira. Disponível em http://www.itiquira.mt.gov.br/historia/. Acesso em 10 de março de 2016.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.