Kroton Educacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kroton Educacional
Razão social Kroton Educacional S.A.
Empresa de capital aberto
Cotação B3KROT3
OTCQXKROTY
Atividade Educação
Gênero Sociedade Anônima
Fundação 1966
Sede Belo Horizonte, MG,  Brasil
Presidente Rodrigo Calvo Galindo
Empregados 36,000
Produtos Educação básica e superior
Cursos profissionalizantes
Subsidiárias Anhanguera Educacional
Valor de mercado Aumento R$ 17,363 bilhões (Out/2018)[1]
Lucro Aumento R$ 2,240 bilhões (2017)[2]
LAJIR Aumento R$ 4,125 bilhões (2017)[2]
Faturamento Aumento R$ 7,151 bilhões (2017)[2]
Website oficial www.kroton.com.br/

Kroton Educacional é a maior empresa privada do mundo no ramo da educação. Foi Fundada em 1966 em Belo Horizonte a partir da criação de uma empresa de cursos pré-vestibular chamada Pitágoras,[3] a Kroton atua em todos níveis escolares, tais como: pré-escolar, ensino primário e secundário, ensino secundário para adultos, vestibular, cursos livres, educação superior e pós-graduação entre outros. Kroton tem mais 1,185 milhão de estudantes presenciais e 819.000 na modalidade de EAD,[4] com 290.000 estudantes na educação básica em 127 campi e 726 polos divididos entre 11 marcas educacionais que estão distribuídas em todos os estados Brasileiros.

A empresa também está envolvida na distribuição, atacado, varejo, importação, e exportação de livros didáticos e revistas entre outras publicações. Além disso, ela licencia produtos pedagógicos relacionados com a escola. A empresa opera 21 campi com a marca Pitágoras; 10 com a marca Unic; 5 com a marca Unopar; e 10 mais com as marcas UNIME, Ceama, Unirondon, Fais, Fama e União em 10 estados brasileiros. Ela também opera 804 escolas associadas no Brasil sob a marca Pitágoras, bem como 5 escolas parceiras no Japão e 1 escola parceira no Canadá.

Antigo logotipo da Kroton Educacional.

É a maior empresa brasileira no segmento de ensino superior para o número de alunos e de receita. Em julho de 2014, a empresa fundiu-se com o seu maior rival Anhanguera Educacional convertendo-se na maior empresa de ensino superior do mundo por capitalização de mercado.

Em 1 de junho de 2016 a Kroton fez nova oferta para a compra da sua concorrente, a Estácio. O negócio foi avaliado em 5,5 bilhões de reais,[5] porém em 28 de julho de 2017 a aquisição não foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE),[6] órgão antitruste brasileiro, por julgar que a operação geraria vários níveis de concentração,[6] inclusive com a formação de monopólios.[6]

Membros do Conselho de Administração[editar | editar código-fonte]

Cargo Data de eleição Término do mandato
Altamiro Belo Galindo Conselheiro 28/09/2015 28/09/2017
Bárbara Elisabeth Laffranchi Conselheira 28/09/2015 28/09/2017
Elisabeth Bueno Laffranchi Conselheira 28/09/2015 28/09/2017
Evandro José Neiva Conselheiro 28/09/2015 28/09/2017
Gabriel Mário Rodrigues Presidente 28/09/2015 28/09/2017
Júlio Fernando Cabizuca Conselheiro 28/09/2015 28/09/2017
Luiz Antonio de Moraes Carvalho Conselheiro Independente 28/09/2015 28/09/2017
Nicolau Ferreira Chacur Conselheiro Independente 28/09/2015 28/09/2017
Eduardo Barcellos Miranda Consultor Independente 28/09/2015 28/09/2019

Referencias[editar | editar código-fonte]

  1. Bloomberg (17 de Outubro de 2018). «Valor de Mercado da Kroton». Site da Bloomberg 
  2. a b c Kroton Educacional (16 de Março de 2018). «Resultados de 2017» (PDF). Site da Kroton Educacional. Consultado em 17 de Outubro de 2018 
  3. http://br.advfn.com/bolsa-de-valores/bovespa/kroton-on-KROT3/grafico
  4. Exame, O segredo para entender a queda dos grupos de ensino, página acessada em 29 de maio de 2018.
  5. G1 e Reuters (1 de Junho de 2016). «Estácio aceita oferta da Kroton, e fusão deve criar gigante universitária». G1. Consultado em 17 de Outubro de 2018 
  6. a b c Alexandro Martello (28 de Julho de 2017). «Cade reprova compra da Estácio pela Kroton Educacional». G1. Consultado em 17 de Outubro de 2017