Companhia de Saneamento de Minas Gerais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
COPASA
Sede da estação de tratamento de água da Copasa no município de Coronel Fabriciano
Razão social Companhia de Saneamento de Minas Gerais S.A.
Empresa de capital aberto
Slogan A água de Minas
Cotação BM&F Bovespa: CSMG3
Atividade Saneamento básico
Gênero sociedade de economia mista
Fundação 1963 (56 anos)
Sede Belo Horizonte, MG, Brasil Brasil
Área(s) servida(s) Minas Gerais
Proprietário(s) Governo do Estado de Minas Gerais
Empregados 12 193 (em 2013)
Produtos Serviços de Água
Gestão de Resíduo sólido
Lucro Aumento R$ 578,7 milhões (2018)[1]
LAJIR Aumento R$ 1,49 bilhão (2018)[1]
Renda líquida Aumento R$ 4,02 bilhões (2018)[1]
Website oficial www.copasa.com.br

Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA MG) (BM&F Bovespa: CSMG3) é uma sociedade de economia mista brasileira com sede no município de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. É a responsável pela prestação de serviços de saneamento na maior parte do estado mineiro, que é o seu maior acionista.[2] Desde julho de 2019, o engenheiro Carlos Eduardo Tavares de Castro, é o Diretor-Presidente da COPASA-MG e também responde pela Vice Presidência do Conselho de Administração da companhia.

Em 2019, durante o Governo Zema, cogitava-se privatizar a companhia, como forma de poder entrar no Plano de recuperação econômica da União.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Estação de tratamento de água da Copasa em Coronel Fabriciano, onde é extraída e tratada a água fornecida a parte do Vale do Aço, no interior do estado.

Foi criada a partir da Companhia Mineira de Água e Esgotos (COMAG), instaurada em 1963, como parte da primeira política de saneamento a entrar em vigor em Minas Gerais. Em Belo Horizonte, a responsável pelos serviços de saneamento era o Departamento Municipal de Águas e Esgoto (DEMAE), o qual aderiu à COMAG em 1973. Pela lei nº 6.475, de 14 de novembro de 1974, a COMAG passa por reestruturação e recebe a denominação de Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa).[2]

Serviços[editar | editar código-fonte]

Segundo informações de 2018, a Copasa é a encarregada pelo abastecimento de água tratada e coleta de esgoto sanitário na maioria dos municípios mineiros, abrangendo cerca de 14,5 milhões de habitantes.[4] Em 2018, era a responsável pelo fornecimento de água em 638 dos 853 municípios do estado e pela coleta de águas residuais em outros 307.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c COPASA MG, Companhia de Saneamento de Minas Gerais (28 de fevereiro de 2019). «Demonstrações financeiras individuais e consolidadas em 31 de dezembro de 2018 e relatório do auditor independente». Consultado em 26 de julho de 2019 
  2. a b Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) (27 de setembro de 2013). «A empresa». Consultado em 9 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 30 de janeiro de 2014 
  3. Tribuna de Minas (25 de junho de 2019). «Zema quer retirar referendo para privatização de Cemig e Copasa». Consultado em 26 de junho de 2019 
  4. a b Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) (28 de fevereiro de 2019). «Demonstrações financeiras individuais e consolidadas em 31 de dezembro de 2018 e relatório do auditor independente». Consultado em 26 de julho de 2019 [ligação inativa] 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Copasa