Companhia Energética de Minas Gerais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de CEMIG)


CEMIG
Razão social Companhia Energética de Minas Gerais S.A.
Empresa de capital aberto
Slogan NOSSA ENERGIA, SUA FORÇA
Cotação B3CMIG3, CMIG4
NYSE: CIG
Latibex: XCMIG
Atividade Energia
Gênero Sociedade de economia mista
Fundação 1952 (70 anos)
Fundador(es) Juscelino Kubitschek de Oliveira
Sede Belo Horizonte, MG,  Brasil
Proprietário(s) Governo do Estado de Minas Gerais (50,97%)
FIA Dinâmica Enegia (31,67%)
BNDESPar (11,14%)
Presidente Reynaldo Passanezi Filho
Pessoas-chave Thadeu Carneiro da Silva (Diretor da Cemig Geração e Transmissão)
Marney Tadeu Antunes (Diretor da Cemig Distribuição)
Dimas Costa (Diretor da Cemig Comercialização)
Empregados 5.025[1]
Produtos Eletricidade, Gás Natural
Divisões Cemig Distribuição
Cemig Geração e Transmissão
Subsidiárias Cemig Sim (100%)
Gasmig (99,6%)
Aliança Geração de Energia (45%)
Taesa (21,7%)
Sonda Ativas (19,6%)
Valor de mercado Aumento R$ 26,6 bilhões (Jun/2022)[2]
Lucro Aumento R$ 3,75 bilhões (2021)[3]
Faturamento Aumento R$ 33,6 bilhões (2021)[4]
Significado da sigla Companhia
Energética de
MInas
Gerais
Website oficial www.cemig.com.br
Prédio da Cemig, em Belo Horizonte.
Poço de visita (bueiro) da Cemig.

Companhia Energética de Minas Gerais S.A. (CEMIG) é uma das principais concessionárias de energia elétrica do Brasil, tendo sede na cidade de Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais. Atua nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica e ainda na distribuição de gás natural.

No (atual) Governo Zema está planejado privatizar a companhia, como forma de poder entrar no Plano de recuperação econômica da União / Regime de Recuperação Fiscal (RRF).[5]

História[editar | editar código-fonte]

A Cemig foi fundada em 1952 pelo governador de Minas Gerais, Juscelino Kubitschek de Oliveira. É uma das maiores empresa integrada do setor de energia elétrica da América do Sul, em número de clientes, e uma das maiores da América Latina, em quilômetros de rede e de equipamentos e instalações.[6] O grupo é constituído por mais de 103 sociedades, 09 consórcios e 02 Fundos de Investimentos em Participações.[7] Trata-se de uma companhia de capital aberto controlada pelo Governo do Estado de Minas Gerais e possui 200 mil acionistas em 39 países. Suas ações são negociadas na Brasil, Bolsa, Balcão, na Bolsa de Valores de Nova York e na Bolsa de Madri.[6][8]

Empresas[editar | editar código-fonte]

A Cemig é um dos maiores grupos do segmento de energia elétrica do Brasil. A companhia atua em 24 estados e no Distrito Federal, em 774 municípios.[9]

Geração[editar | editar código-fonte]

A empresa possui participações em 89 empreendimentos de geração em operação localizados 10 estados brasileiros. 44 desses empreendimentos são próprios (100% de participação acionária). São 76 usinas hidrelétricas, 6 parques eólicos e 1 usina fotovoltaica, totalizando uma potência de 5,9 GW.[10][9]

100% da geração de energia é proveniente de fontes renováveis e a Cemig é a terceira maior geradora de energia do país, considerando suas subsidiárias, controladas e coligadas.[9]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

O sistema de transmissão da Cemig responsável pelo transporte dos grandes blocos de energia desde os grandes centros geradores até os centros consumidores, viabilizando o atendimento aos sistemas de subtransmissão e distribuição.[9]

Por intermédio de suas controladas e coligadas de transmissão de energia elétrica, a Cemig opera uma rede de transmissão de mais 10.000 km. É o segundo maior grupo de transmissão de energia do Brasil.[9]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

A Cemig D distribui energia para uma base de quase 9 milhões de consumidores. É a maior distribuidora de energia elétrica do Brasil em extensão de rede, com mais de 415 subestações. No estado de Minas Gerais, a Cemig é responsável por 96% do abastecimento de energia elétrica.[7][11]

A empresa também possui o maior índice de atendimento a consumidores de baixa renda do país, fornecendo energia elétrica a 42,9% do total de consumidores de classe residencial.[10]

Comercialização[editar | editar código-fonte]

A companhia é a maior comercializadora de energia do Brasil para clientes livres do país.[9]

Gás[editar | editar código-fonte]

A Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig) é responsável pela distribuição de gás no estado de Minas Gerais.[12][13]

A companhia tem como acionistas Companhia Energética de Minas Gerais (99,6%) e o Município de Belo Horizonte (0,4%). Em 2021, foram comercializados 956,7 milhões de m³ de gás.​​[13]

Geração distribuída[editar | editar código-fonte]

A Cemig SIM foi criada em 2019 e atua no segmento da geração distribuída em plantas fotovoltaicas (energia solar), eficiência energética, cogeração, mobilidade elétrica e outras soluções inovadoras no setor de energia. [9]

Participações[editar | editar código-fonte]

A Cemig adquiriu a Taesa (Transmissora Aliança de Energia Elétrica), antiga Terna Participações S.A, holding que atua no segmento de transmissão de energia elétrica. Para a compra foi constituído o maior Fundo de Investimento e Participações do setor elétrico brasileiro, o FIP Coliseu.[14][15]

A CemigPar tem 21,7% de participação da Taesa, uma das maiores transmissoras privadas do Brasil; e 19,6% na Sonda Ativas, empresa de fornecimento de tecnologia da informação e comunicação.

Cemig H[editar | editar código-fonte]

A Cemig também controla 49% da Axxiom, (os outros 51% são controlados pela Light). A empresa fornece produtos e serviços de gestão de energia e automação de softwares.[16]

Sustentabilidade[editar | editar código-fonte]

É a única empresa do setor elétrico da América Latina a fazer parte do índice Dow Jones Sustainability World Index (DJSI World), criado pelo Dow Jones em 1999. O índice reconhece a capacidade das empresas em sustentabilidade corporativa e criação de valor para os acionistas em longo prazo, por conseguirem aproveitar as oportunidades e gerenciar os riscos associados a fatores econômicos, ambientais e sociais.[17]

A Cemig também é a única concessionária do setor elétrico da América Latina a fazer parte do índice The Global Dow Index. O índice foi criado em 2008, e inclui 150 empresas líderes mundiais de 25 países.[18][19]

A Cemig foi eleita pela nona vez consecutiva no para compor o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo. O Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) faz uma análise comparativa da performance das empresas listadas na BM&FBOVESPA sob o aspecto de sustentabilidade corporativa.[20][21]

Programas ambientais[editar | editar código-fonte]

Poço Vista (Bueiro) na Praça Antônio Carlos em Machado (MG)

Programas de energia[editar | editar código-fonte]

O programa Cemig Rural de eletrificação rural de Minas Gerais, criado nos anos 80, e o programa Luz para Todos Minas Gerais, criado em 2003, são programas de universalização do acesso à energia elétrica.[22]

Em 2002, foi fundada a Efficientia, uma subsidiária integral da Cemig provedora de soluções energéticas. A Efficientia faz a substituição de sistemas de iluminação ineficientes, por outros de tecnologia mais moderna. Um dos projetos da Efficientia foi a construção de usinas de cogeração de energia, utilizando gases residuais de processo industrial. O projeto permitiu à Siderúrgica Alterosa, sediada em Minas Gerais, tornar-se autossuficiente na produção de energia elétrica.[23]

O Projeto Solar ILPI, ligado ao programa Energia Inteligente para fornecimento de energia solar beneficiou mais de 508 instituições de idosos no estado de Minas Gerais.[22][24][25]

Programa Conviver[editar | editar código-fonte]

O programa Conviver orienta moradores com baixa renda sobre medidas de eficiência energética, além de regularizar ligações elétricas, negociar débitos e analisar situações de risco que envolvam a eletricidade. O programa também faz a troca de lâmpadas e geladeiras que geravam alto consumo para a população com baixa renda.[26]

Antigos negócios[editar | editar código-fonte]

Telecom[editar | editar código-fonte]

A Cemig Telecom atuava no segmento de redes óticas de serviços de telecomunicações de Minas Gerais, utilizando infraestrutura da Cemig.[27] Em 2018, a empresa tinha 6,3 mil km de cabos ópticos em redes metropolitanas e 11,6 mil km de cabos ópticos de longa distância.[28]

Em 2010, a Cemig Telecom comprou 49% da Ativas Data Center, empresa de tecnologia da informação, prestadora de serviços de infraestrutura de hospedagem física e armazenamento de base de dados.[29]

Em agosto de 2018, a companhia foi vendida por R$ 649 milhões.[28]

Chile[editar | editar código-fonte]

Operava uma linha de transmissão 204 quilômetros no Sul do Chile, em consórcio com a Alusa Holding.[7] Em 2016, foi vendida a participação de 49% que possuía na Transchile Charrúa Transmisión por US$ 56,55 milhões.[30]

TBE[editar | editar código-fonte]

Em 2009, a Cemig ampliou a participação no capital da Transmissoras Brasileiras de Energia (TBE), com a compra das ações de propriedade da Brookfield. A TBE é controladora das concessionárias Empresa Amazonense de Transmissão de Energia, Empresa Paraense de Transmissão, Empresa Norte de Transmissão de Energia, Empresa Regional de Transmissão de Energia e Empresa Catarinense de Transmissão de Energia.[31]

Em 2013, o controle acionário dessas empresas foi repassado para a Taesa.[32]

Light[editar | editar código-fonte]

Em 2006, a Cemig tornou-se controladora de 26,06% da Light Rio, e ampliou sua participação no estado do Rio de Janeiro, e também adquiriu a Light Esco, empresa do Grupo Light, que atua com compra, venda, importação, exportação e prestação de serviços de consultoria no setor de energia elétrica.[33][34][35] Por meio da Light, a Cemig controlava 20% da E-Power, empresa da CR Zongshen, responsável pela fabricação de bicicletas e motocicletas elétricas da marca Kasinski.[36]

A janeiro de 2021, a Cemig informou que deixou de ser acionista da Light após a conclusão da venda de ações da companhia por cerca R$ 1,372 bilhão. A Cemig detinha 22,58% do capital social total da Light.[37]

Renova Energia[editar | editar código-fonte]

Fundada em 2001, a Renova Energia atua na geração de energia elétrica renovável com atuação em matrizes eólica, pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e solar. A Cemig vendeu sua participação na empresa em 2021 por R$ 60 milhões.[38]

Usinas[editar | editar código-fonte]

"Castelinho da CEMIG" em Juiz de Fora.

Usinas hidrelétricas da Cemig:[editar | editar código-fonte]

Entre as principais usinas hidrelétricas da CEMIG estão a UHE de Emborcação (1.192 MW) , UHE de Nova Ponte (510 MW), UHE de Irapé (399 MW), UHE de Três Marias (396 MW), UHE de Salto Grande (102 MW), UHE de Queimado (87 MW), dentre outras.[23][39][40]

Consórcio Norte Energia[editar | editar código-fonte]

Em sociedade com a Light na Amazônia Energia S.A, a Cemig detém participação de 9,77% no Consórcio Norte Energia, responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.[41]

Santo Antônio Energia[editar | editar código-fonte]

Em março de 2014, a Cemig comprou 83% do capital social e 49% das ações da SAAG Investimentos, empresa de investimentos do Grupo Andrade Gutierrez, aumentando sua participação na Madeira Energia, consórcio responsável pela construção da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio. Localizada no Rio Madeira, em Rondônia, a Usina de Santo Antônio possui 50 unidades geradoras e capacidade de geração de 3.568 MW..[42][43][44][45]

A concessionária Santo Antônio Energia é composta porː Furnas Centrais Elétricas (72,3642%), Caixa FIP Amazônia Energia (9,5244%), Novonor Energia do Brasil S.A. (8,8577%), SAAG Investimentos (5,1114%) e Cemig Geração e Transmissão (4,1423%).[46][47]

Parques eólicos[editar | editar código-fonte]

A Cemig conta com duas usinas eólicas em operação: Volta do Rio (42 MW) e Praias do Parajuru (28,8 MW), ambas no Ceará.[48]

Referências

  1. https://www.cemig.com.br/wp-content/uploads/2022/04/ras-2021.pdf
  2. https://comoinvestir.thecap.com.br/analise-resultado-cemig-cmig4-3-trimestre-2022-3t22
  3. https://www.istoedinheiro.com.br/cemig-reporta-lucro-liquido-de-r-375-bi-em-2021-3104-acima-de-2020/
  4. https://diariodocomercio.com.br/economia/cemig-bateu-recorde-de-lucro-liquido-em-2021/#:~:text=Avan%C3%A7o%20significativo%20foi%20apurado%20tamb%C3%A9m,R%24%2033%2C6%20bilh%C3%B5es.
  5. «Zema quer retirar referendo para privatização de Cemig e Copasa». Tribuna de Minas. 25 de junho de 2019. Consultado em 1 de fevereiro de 2021. Para refinanciar a dívida do Estado, é uma exigência da União privatizar a Cemig, a Copasa e a Codemig. Em relação às duas primeiras, a Constituição estadual prevê que é preciso fazer consulta à população, exigindo que a maioria aprove a medida. 
  6. a b «"Cemig tem lucro de 789 milhoes no terceiro semestre"». EM. Consultado em 26 de novembro de 2017 
  7. a b c «Cemig integra Índice de Sustentabilidade da Dow Jones e aposta na confiança dos consumidores». Estado de Minas. Consultado em 29 de abril de 2014 
  8. «Cemig faz investimentos em estados brasileiros e no Chile». EM. Consultado em 29 de abril de 2014. Arquivado do original em 29 de abril de 2014 
  9. a b c d e f g «Grupo Cemig». Cemig. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  10. a b «Quem Somos». Cemig. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  11. «MAIS ENERGIA: CEMIG E GOVERNO DE MINAS INVESTEM R$ 5 BILHÕES NA CONSTRUÇÃO DE 200 NOVAS SUBESTAÇÕES» 
  12. «Gasmig publica edital de contratação para projeto do gasoduto em MG». G1. Consultado em 29 de abril de 2014 
  13. a b «GASMIG elevará capital em 280%». FIE MG. Consultado em 29 de abril de 2014 
  14. Alberto Alerigi Jr. (24 de abril de 2009). «Cemig compra holding de energia Terna por R$2,33 bilhões». Reuters. Estadão. Consultado em 8 de dezembro de 2011 
  15. «Cemig aposta em Taesa e Light para crescer, aponta director». Folha. Consultado em 2 de maio de 2014 
  16. «Light compra 51% da Axxiom por R$4 mi». Jornal da Energia. Consultado em 29 de abril de 2014. Arquivado do original em 2 de maio de 2014 
  17. «Cemig é referência em sustentabilidade». Diário do Comércio. Consultado em 29 de abril de 2014 
  18. «Cemig, Petrobras selected for Global Dow index». BN Americas. Consultado em 29 de abril de 2014 
  19. «Cemig comporá carteira do The Global Dow». Diário do Comércio. Consultado em 29 de abril de 2014 
  20. «Índice de Sustentabilidade Empresarial». ISE. Consultado em 29 de abril de 2014 
  21. «BM&FBOVESPA divulga a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial para 2014». BM&FBOVESPA. Consultado em 29 de abril de 2014. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  22. a b «Cemig investe em projetos sociais no estado». Estado de Minas. Consultado em 1 de maio de 2014. Arquivado do original em 28 de janeiro de 2013 
  23. a b «Colônias de pescadores auxiliam na preservação da fauna aquática mineira». EM. Consultado em 1 de maio de 2014 [ligação inativa]
  24. «Cemig faz investimentos para melhorar distribuição de energia elétrica em Minas». EM. Consultado em 1 de maio de 2014. Arquivado do original em 2 de maio de 2014 
  25. «Projeto da Cemig leva aquecimento solar e economia a lares de idosos de Minas Gerais». EM. Consultado em 1 de maio de 2014. Arquivado do original em 2 de maio de 2014 
  26. «Projeto Conviver substitui equipamentos em comunidades da Região Metropolitana de BH». EM. Consultado em 1 de maio de 2014. Arquivado do original em 30 de abril de 2014 
  27. «Cemig Telecom e Algar fazem acordo para banda larga em MG». Exame. Consultado em 29 de abril de 2014 
  28. a b «Cemig vende ativos de telecomunicações por R$ 649 milhões». Agência Brasil. 8 de agosto de 2018. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  29. «Cemig Telecom anuncia compra de 49% da Ativas Data Center». Economia Terra. Consultado em 29 de abril de 2014. Arquivado do original em 3 de abril de 2015 
  30. Reuters, Da (6 de outubro de 2016). «Cemig conclui venda de 49% em linha de transmissão no Chile». Negócios. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  31. Fabiano Lacombe (15 de junho de 2009). «TBE: BNDES aprova compra de participação da Brookfield pela Cemig». Grupo dos estudos do setor elétrico. Consultado em 8 de dezembro de 2011 
  32. «ANEEL APROVA TRANSFERÊNCIA DE CONTROLE DE CONCESSIONÁRIAS PARA A TAESA». Jusbrasil. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  33. «Cemig compra Light por US$ 320 milhões». Folha. Consultado em 29 de abril de 2014 
  34. «Taesa usará recursos de oferta para pagar ativos da Cemig». Valor Economico. Consultado em 20 de abril de 2014 
  35. «CEMIG: Descrição das Atividades da Companhia e Controladas». EconoInfo. Consultado em 29 de abril de 2014. Arquivado do original em 29 de abril de 2014 
  36. «CEMIG: Descrição das Atividades da Companhia e Controladas». EconoInfo. Consultado em 29 de abril de 2014. Arquivado do original em 29 de abril de 2014 
  37. thunders. «Cemig deixa Light com conclusão de venda de ações». canalenergia.com.br. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  38. «Cemig vende sua fatia na Renova Energia por R$ 60 milhões - Últimas notícias». Estadão E-Investidor - As principais notícias do mercado financeiro. 12 de novembro de 2021. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  39. «"Relatório Anual"». Cemig. Consultado em 18 de Agosto de 2014 
  40. «RELEASE DO 3T22 - CEMIG» 
  41. «Composição acionária da Norte Energia». Norte Energia. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  42. «Cemig compra 83% de empresa da AG e aumenta fatia na Santo Antonio Energia». Reuters. Consultado em 29 de abril de 2014 
  43. «Cemig eleva participação na Santo Antonio Energia». Exame. Consultado em 29 de abril de 2014 
  44. André Borges. «Usina Santo Antônio alcança 16 turbinas em operação no rio Madeira». Valor Economico. Consultado em 29 de abril de 2014 
  45. «Cemig aumenta participação em usina». Diario do Comercio. Consultado em 29 de abril de 2014 
  46. «Perfil – Santo Antônio Energia». www.santoantonioenergia.com.br. Consultado em 25 de novembro de 2022 
  47. http://www.iof.mg.gov.br/index.php?/Acao-do-Governo-Arquivo/Cemig-implanta-usina-eolica-no-Ceara.html
  48. «Energia eólica: como a força dos ventos é transformada em eletricidade». Cemig. Consultado em 25 de novembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]