Urbanização de Curitiba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
URBS
Logotipo da URBS
Razão social URBS - Urbanização de Curitiba S.A.
Sociedade de economia mista
Atividade administração de bens públicos
Fundação 21 de agosto de 1963[1](fundada como Companhia de Urbanização e Saneamento de Curitiba)
Sede Paraná Curitiba
Área(s) servida(s) Paraná Curitiba e região metropolitana
Locais Curitiba
Proprietário(s) município de Curitiba
Presidente Ogeny Pedro Maia Neto
Website oficial http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br

A Urbanização de Curitiba S/A (URBS) é uma empresa de economia mista que administra equipamentos e espaços públicos, além do sistema de transporte da cidade de Curitiba.[2]

Todo o sistemas de transporte coletivo de Curitiba, com seus terminais, fazem parte do propósito administrativo da empresa, porém, não é o único. A URBS administra o "Mercado Municipal Capão Raso" (antigo Shopping Popular)[2] e o "Mercado Central", as "Arcadas de São Francisco"[2], o "Centro Comercial Rui Barbosa", o "Centro de Eventos Positivo" (antigo Centro de Exposições de Curitiba que fica dentro do Parque Barigui), as Ruas da Cidadania[3], a Rua 24 Horas[2], a Rodoferroviária de Curitiba[3] (onde está instalada a sua sede), as lojas "#CuritibaSuaLinda", além de alguns estacionamentos, bancas de jornais e sanitários públicos espalhados pela cidade.[3] Também opera a concessão e a fiscalização da frota de taxis e os aplicativos de transporte, tipo Uber, 99, o motofrete e o transporte escolar.[3]

Quanto ao sistema de transporte público, reconhecido como um dos melhores do Brasil, já recebeu prêmios nacionais e internacionais, como o concedido pela instituição inglesa "Building and Social Housing Foundation". Outro é a classificação do sistema como "exemplar" feita pelo Worldwatch Institute" (instituto de pesquisa ambiental dos Estados Unidos).[4][5]

História[editar | editar código-fonte]

Em 21 de agosto de 1963[2], na gestão do prefeito Ivo Arzua Pereira[6], foi criada a "Companhia de Urbanização e Saneamento de Curitiba" (URBS)[7] com a finalidade de desenvolver obras de infraestrutura, como pavimentação, iluminação, saneamento e paisagismo. Em 1966, foi delegado para outra instituição a gestão do saneamento da cidade. Desta forma, ocorreu a primeira alteração na denominação social: "Companhia de Urbanização de Curitiba".

Em 1980, na gestão do prefeito Jaime Lerner, ocorreu a cisão de algumas empresas governamentais do município, como a própria "Companhia de Urbanização", além da "Companhia de Desenvolvimento de Curitiba", com novas atribuições.[2] É nesta data que ocorreu uma nova denominação social para a URBS, agora uma sociedade anônima: Urbanização de Curitiba S/A .[8]

Em 1986,[9] a URBS passou a gerenciar todo o sistema de transporte do município. Em 1989, é o transporte escolar que recebeu para gerenciar. Em 1997, a URBS criou a DIRETRAN, uma entidade executiva municipal para fiscalizar o transito;[9] mas em 2011, com a criação da Secretaria Municipal de Trânsito (SETRAN), a DIRETRAN é extinto.[10]

Em 2018, a URBS criou as lojas "#CuritibaSuaLinda", dentro de pontos turísticos da cidade, para a venda de lembranças e souvenires artesanais da cultura local.[3]

Referências

  1. Curitiba S/A (ed.). «Curitiba S.A. foi criada em 21 de agosto de 1963, inicialmente chamada de Companhia de Urbanização e Saneamento de Curitiba». Consultado em 4 de outubro de 2021 
  2. a b c d e f Jornal Tribuna do Paraná (ed.). «Urbs coloca em leilão cinco imóveis que somam valor mínimo de R$ 2,3 milhões». Consultado em 4 de outubro de 2021 
  3. a b c d e Conselho de Arquitetura e Urbanismo (ed.). «URBS – Urbanização de Curitiba S.A.» (PDF). Consultado em 4 de outubro de 2021 
  4. Prefeitura Municipal de Curitiba (2 de fevereiro de 2011). «Sistema de Curitiba é aprovado por 64% dos passageiros». Curitiba.pr.gov.br. Consultado em 7 de março de 2014 
  5. Portal Terra (30 de junho de 2013). «Passagens de ônibus: Ranking das tarifas de transportes públicos no Brasil». terra.com.br. Consultado em 7 de março de 2014 
  6. Portal Leis Municipais (ed.). «INSTITUI O FUNDO DE URBANIZAÇÃO E SANEAMENTO, CRIA A COMPANHIA DE URBANIZAÇÃO E SANEAMENTO DE CURITIBA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS, NA FORMA QUE ESPECIFICA». Consultado em 4 de outubro de 2021 
  7. Acervo Digital UFPR (ed.). «"Cidade Modelo"» (PDF). Consultado em 4 de outubro de 2021 
  8. Portal Leis Municipais (ed.). «"AUTORIZA O PODER EXECUTIVO A ALTERAR A DENOMINAÇÃO DA COMPANHIA DE URBANIZAÇÃO DE CURITIBA E A CONSTITUIR NOVA SOCIEDADE".». Consultado em 4 de outubro de 2021 
  9. a b Rede Íbero-Americana de Estudos - COPPE/UFRJ (ed.). «PLANO DE MOBILIDADE URBANA E TRANSPORTE INTEGRADO - PlanMob Curitiba». Consultado em 4 de outubro de 2021 
  10. Portal G1 (ed.). «Setran deve assumir fiscalização de trânsito na cidade a partir de 2012. Urbs, antiga responsável, cuidará apenas do transporte coletivo.». Consultado em 4 de outubro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]