Igreja do Rosário (Curitiba)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Igreja do Rosário
Vista da fachada do templo
Estilo dominante Barroco
Fim da construção 1946
Religião Catolicismo Romano
Diocese Arquidiocese de Curitiba
Geografia
País  Brasil
Cidade Curitiba, PR
Endereço Praça Garibaldi
Coordenadas 25° 25' 37" S 49° 16' 25" O

A Igreja de Nossa Senhora do Rosário de São Benedito é um templo católico brasileiro, localizado no Largo da Ordem, defronte à Praça Garibaldi, no Centro Histórico de Curitiba, capital administrativa do estado do Paraná.[1]

De estilo barroco, foi inaugurada em 1946, erguida no mesmo local da antiga igreja, demolida em 1931.[2]

Tombada pelo município de Curitiba, é uma UIP (Unidade de Interesse de Preservação), pois mantém as características da arquitetura neocolonial da cidade.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A primeira igreja do Rosário foi construída por e para os escravos, inaugurada em 1737, em estilo colonial. Foi o terceiro templo de Curitiba, depois da Matriz e da Igreja da Ordem. Denominada Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos de São Benedito,[2] com a abolição da escravatura passou a ser conhecida como Igreja dos Mortos e, atualmente, também é conhecida por Santuário das Almas, títulos originados da tradição de realização das missas de corpo presente, quando a igreja era o caminho natural para os cortejos fúnebres a caminho do Cemitério Municipal e, nos atuais dias, pela missa diária pelos falecidos das últimas 24 horas.[2]

Serviu de matriz da cidade entre 1875 a 1893, durante a construção da Catedral de Curitiba, na Praça Tiradentes.[2] A sua fachada atual ainda têm azulejos da igreja original. Seu interior abriga azulejos portugueses, com os Passos da Paixão, além do túmulo de Monsenhor Celso, antigo pároco de Curitiba, falecido em 1931.

Referências

  1. Igreja do Rosário Site Curitiba-Paraná Net - acessado em 23 de dezembro de 2010
  2. a b c d e Igreja histórica clama por reforma Site Gazeta do Povo - acessado em 23 de dezembro de 2010