Universidade Positivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Universidade Positivo
UP
Lema Referência na Formação!
Fundação 1988, como Faculdades Positivo
Tipo de instituição Privada, com fins lucrativos
Localização CuritibaCuritiba,  Paraná
Reitor(a) José Pio Martins
Página oficial http://www.up.edu.br

A Universidade Positivo é uma instituição privada de ensino superior, localizada em Curitiba, Paraná, Brasil. [1] [2] [3]


História[editar | editar código-fonte]

A Universidade Positivo é a instituição que concentra, na Educação Superior, a experiência educacional de quatro décadas do Grupo Positivo. A UP teve origem nas Faculdades Positivo, em 1988, com a oferta de cinco cursos de Graduação, dois cursos de Especialização – Pós-Graduação Lato Sensu – e um Mestrado interinstitucional na área de Administração, em convênio com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Dez anos depois, em 1998, as Faculdades Positivo foram transformadas no Centro Universitário Positivo (UnicenP), passando a oferecer 18 cursos de Graduação. Em 2000, a Instituição transferiu seu campus para uma área especialmente projetada e edificada no bairro Campo Comprido, em Curitiba, proporcionando ao acadêmico conforto e comodidade, assim como estímulos à atuação profissional e/ou beneficente voltada às comunidades da região.


Em 2008, o Ministério da Educação autorizou a transformação do Centro Universitário Positivo (UnicenP) em Universidade. No mesmo ano, foi criado o Centro Tecnológico Positivo com o objetivo de oferecer cursos superiores de dois a três anos de duração, voltado às demandas do mercado de trabalho. Hoje, a Universidade Positivo conta com uma área de 424,8 mil m² e oferece 29 cursos de Graduação, dois Doutorados, quatro programas de Mestrado, dezenas de programas de Especialização e MBAs e diversos cursos de Educação Continuada e programas de Extensão.

Cursos[editar | editar código-fonte]

Negócios: Administração, Ciências Contábeis, Comércio Exterior, Economia, Marketing e Publicidade e Propaganda.

Engenharias: Engenharia Civil, Engenharia da Computação, Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia de Energias e Engenharia Mecânica.

Saúde e Biológicas: Biomedicina, Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina, Nutrição, Odontologia e Psicologia.

Computação: Sistemas de Informação, Ciência da Computação.

Artes Técnicas: Design - Projeto de Produto, Design - Projeto Visual e Design de Moda.

Arquitetura: Arquitetura e Urbanismo.

Humanas e Jurídicas: Direito, Jornalismo e Pedagogia.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

- 7 blocos didáticos

- 6 auditórios, com capacidade total para 1.700 pessoas

- 3 praças de alimentação

- 11 estacionamentos

- 193 laboratórios de ensino nas áreas de Ciências Biológicas, Exatas, Tecnológicas, Humanas e Sociais Aplicadas, que estão entre os mais modernos do Brasil

- Blocos das Engenharias, Prédio da Pós-Graduação e Extensão

- Teatro Positivo

- Centro de Eventos Expo Unimed Curitiba

- Biblioteca de 6300m², capaz de abrigar 900 leitores, com uma coleção de mais de 115 mil livros.

- Biotério

- Hospital-Escola

- Escritórios-Modelo

- Centro de Informações sobre Medicamentos

- Centro Cirúrgico Experimental

Referências

  1. «IBM, BRF e Universidade Positivo promovem hackathon em Curitiba». Olhar Digital / UOL. 20/08/2016. Arquivado desde o original em 21/08/2016. Consultado em 13 de setembro de 2016. 
  2. «Mostra de profissões da Universidade Positivo tem oficinas e visitas guiadas». RPC / G1 Paraná. 23/08/2016. Arquivado desde o original em 24/08/2016. Consultado em 13 de setembro de 2016. 
  3. «Governo e universidades estudarão nova tecnologia para obras públicas». Bem Paraná. 24/08/2016. Arquivado desde o original em 25/08/2016. Consultado em 13 de setembro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]