Universidade do Estado do Pará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Universidade do Estado do Pará
UEPA
Lema Labor Hominis Virtus Est
(O trabalho é a virtude do homem)
Fundação 18 de maio de 1993 (29 anos)
Tipo de instituição Pública, Estadual
Localização Belém, PA, {{{país}}}
Funcionários técnico-administrativos 2.909
Reitor(a) Clay Anderson Nunes Chagas
Vice-reitor(a) Ilma Pastana Ferreira
Docentes 1.776
Total de estudantes 15.543
Graduação 15.321
Pós-graduação 222
Campi
Afiliações ABRUEM, RENEX
Orçamento anual 283.273.017,00 (2015)
Página oficial http://www.uepa.br/

A Universidade do Estado do Pará (UEPA) é uma  instituição de ensino superior pública estadual brasileira, com sede em Belém e campi em outros municípios do estado do Pará.[1] Oferta cursos de graduação em diversas áreas do conhecimento, além de cursos livres, cursos de especialização, de mestrado e de doutorado, bem como programas de extensão e pesquisa.[2]

São cinco campi na capital, bem como outros 16 localizados nos municípios de Paragominas, Conceição do Araguaia, Marabá, Altamira, Igarapé-Açu, São Miguel do Guamá, Santarém, Tucuruí, Moju, Redenção, Barcarena, Vigia, Cametá, Salvaterra, Castanhal e Bragança. Está em implantação um em Parauapebas[3] e em estudos para um em Ananindeua.[4]

História[editar | editar código-fonte]

A UEPA foi criada pela lei estadual n° 5.747 de 18 de maio de 1993 a partir da fusão de faculdades estaduais de Enfermagem, Medicina, Educação Física e Educação.

Foi autorizada a funcionar através do decreto presidencial de 4 de abril de 1994, com os cursos de graduação: licenciatura em educação física, medicina, fisioterapia, terapia ocupacional, enfermagem, pedagogia, educação artística com habilitação em música, licenciatura em matemática e formação de professores para pré-escolar e 1ª a 4ª série do ensino fundamental.

A UEPA oferece cursos de graduação, divididos nos Centros de Ciências Sociais e Educação, Biológicas e da Saúde e Ciências Naturais e Tecnologia e nos 16 campi do interior do estado. Na década de 2000 a ser considerada a instituição de ensino superior mais interiorizada do Brasil, quando o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais e o Programa Universidade para Todos fez com que, respectivamente, as universidades federais e privadas assumissem tal protagonismo.

Forma de ingresso[editar | editar código-fonte]

A partir do ano de 2016, o Exame Nacional do Ensino Médio foi a única forma de acesso ao cursos de graduação da universidade, com bônus em nota para estudantes provenientes do estado do Pará. No entanto a universidade retomou majoritariamente a modalidade de Processo Seletivo (Prosel) de forma a privilegiar os estudantes do Pará.

Unidades[editar | editar código-fonte]

Pórtico do Centro de Ciências e Planetário do Pará, em 2012, um dos núcleos de pesquisa e extensão da universidade.

A UEPA é dividida em três centros, órgãos de administração setorial, que coordenam os cursos de graduação e pós-graduação a eles vinculados e possuem corpo docentes e estrutura administrativa próprios:

Centro de Ciências Sociais e Educação[editar | editar código-fonte]

O CCSE oferta os cursos de licenciatura plena em filosofia, história, geografia, além de secretariado executivo trilíngue, pedagogia, bacharelado e bicenciatura em música e os cursos de licenciatura em matemática, ciências naturais (com habilitação em física ou química ou biologia, educação artística (música), ciências da religião e licenciatura em ciências sociais.

Além da graduação, o centro oferta o único curso de pós-graduação "stricto sensu" da universidade, o mestrado em educação (formação de professores e saberes culturais e educação na amazônia) e mestrado em ciências da religião.

Centro de Ciências Biológicas e da Saúde[editar | editar código-fonte]

O CCBS oferta os cursos de medicina, biomedicina, terapia ocupacional, fisioterapia, enfermagem e licenciatura em educação física. Em 2006 passou a ofertar o primeiro curso de medicina no interior de um estado da Amazônia, na cidade de Santarém (Campus XII). A partir de 2013, passou também a ofertá-lo no município de Marabá.

Centro de Ciências Naturais e Tecnologia[editar | editar código-fonte]

O CCNT oferta os cursos de bacharelado em relações internacionais, design, tecnologia em análise e desenvolvimento de sistemas, engenharia ambiental, engenharia de produção, engenharia florestal e tecnologia de alimentos.

Instituições de pesquisa e extensão[editar | editar código-fonte]

A universidade dispõe da Editora Universitária, do Instituto Confúcio[5], do Centro de Ciências e Planetário do Pará[6] (planetário e museu universitário voltado ao ensino e divulgação de ciências) e outras unidades de pesquisa e extensão como o Herbário Profª Drª Marlene Freitas da Silva (MFS).[7]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «A Instituição | Universidade do Estado do Pará». www.uepa.br. Consultado em 20 de fevereiro de 2018 
  2. DTI, UFRN - SINFO e CAPES -. «Plataforma Sucupira». sucupira.capes.gov.br (em inglês). Consultado em 20 de fevereiro de 2018 
  3. Obras do Campus da Uepa em Parauapebas seguem em ritmo avançado. Portal Uepa. 31 de março de 2022.
  4. Governo anuncia estudos para instalar campus da Uepa em Ananindeua. Agência Pará. 12 de dezembro de 2019.
  5. Instituto Confúcio. Portal UEPA.
  6. Planetário. Portal UEPA.
  7. Herbário. Portal UEPA.
Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.