Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
EA-UFPA
Escola de Aplicação
Universidade Federal do Pará
Lema Já nascemos na Universidade!
Tipo Público, Federal
Fundação 07 de março de 1963 (57 anos)
Localização Belém, Pará, Brasil
Bairro Terra Firme (Montese)
Endereço Avenida Perimetral (antiga Tancredo Neves), n° 1000
CEP 66095-780
Unidades 1
Cursos oferecidos Educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, educação de jovens e adultos
Diretor(a) Walter Silva Júnior
Vice-diretor(a) Mário Benjamin Dias
Mantenedor(a) Ministério da Educação
Alunos 1,800
Quadras 2
Cores branco, azul e vermelho
Página oficial portal.ufpa.br

A Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará (EA-UFPA), antes de 2006 como NPI - Núcleo Pedagógico Integrado, é uma unidade acadêmica especial pertencente à Universidade Federal do Pará. Sua função inicial era atender as aulas práticas do curso de Letras e Artes e oferecer ensino gratuito e de alto nível aos filhos de funcionários da universidade em idade escolar, desde o maior até o menor servidor público, em uma concepção democrática.

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em 7 de março de 1963 como a escola primária da UFPA, pelo então reitor da instituição, José Rodrigues da Silveira Neto.

Em 1964 foi criado o colégio universitário com o objetivo de atender os alunos que alcançavam o nível médio - à época conhecido como Ginásio de Aplicação.

Em 1975, a escola primária e o centro universitário foram unificados, originando, assim, o Núcleo Pedagógico Integrado, acrescentado como um local de estágio para os alunos e bolsistas de lincenciatura da UFPA. Desde 2006, o NPI passou a ser Escola de Aplicação, unidade acadêmica especial com estrutura administrativa própria que desenvolve educação básica, configurando-se como campo de estágio voltado para a experimentação pedagógica.

Formação Institucional[editar | editar código-fonte]

  • Conselho Escolar
  • Diretoria
  • Assessoria
  • Divisão Administrativa
  • Secretária
  • Secretária Administrativa
  • Secretária Acadêmica
  • Coordenação Pedagógica
  • Coordenações de Ensino
  • Coordenação de Pesquisa e Extensão
  • Coordenação de Estágio
  • Coordenações de Disciplinas

Educação Infantil[editar | editar código-fonte]

  • Objetivos Gerais da Educação Infantil:
    • Desenvolver uma auto-imagem;
    • Descobrir e conhecer progressivamente o próprio corpo;
    • Estabelecer vínculos afetivos e de troca com adultos e crianças;
    • Observar e explorar o ambiente;
    • Brincar;
    • Utilizar as diferentes linguagens;
    • Conhecer diferentes manifestações culturais.
  • Princípios norteadores da Educação Infantil
    • Princípio Ético: autonomia, responsabilidade, solidariedade, respeito ao bem comum.
    • Princípio Políticos: direitos e deveres de cidadania, exercício da criticidade e respeito a ordem democrática.
    • Princípio Estético: sensibilidade, criatividade, ludicidade e qualidade e diversidade das manifestações artísticas e culturais.

Ensino Fundamental I[editar | editar código-fonte]

A Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará visa operacionalizar sua prática pedagógica com base na pluralidade metodológica. Nessa direção, as ideias da perspectiva sócio-histórica de Educação têm sido perseguidas como uma das formas de materializar o currículo em ação. Eixos como interdisciplinaridade, multiculturalismo, educação inclusiva são vertentes constitutivas do fazer pedagógico. Fazer que se realiza a partir da compreensão de que a busca de ações inovadoras é o principio que deverá contribuir para formação de sujeitos críticos e autônomos.

Ensino Fundamental II[editar | editar código-fonte]

  • Objetivos da Coordenação do Ensino Fundamental de 5ª à 8ª série:
    • Cumprir e fazer cumprir as determinações legais e regimentares do ensino;
    • Promover a integração entre os diferentes níveis de ensino;
    • Estabelecer contatos sempre que necessário, a fim de promover o perfeito entrosamento entre as coordenações;
    • Desenvolver entre docentes, discentes, técnicos administrativo e pais a proposta educativa da escola de aplicação, visando uma educação atual, moderna e contemporânea e uma disciplina consciente e cidadã, empenhando –se para uma gestão de qualidade;
    • Efetivar a lotação de professores em disciplinas e turmas e supervisionar o cumprimento da carga horária das disciplinas ou atividades relacionadas ao professor e alunos;
    • Promover atividades educativas que visem a capacitação docente e técnica-administrativa;
    • Administrar o uso e a manutenção do material didático, pedagógico e laboratorial relacionado ao ensino de sua responsabilidade;
    • Proceder anualmente um levantamento das necessidades de recursos humanos e materiais relativos ao ensino e encaminha-lo a direção para as devidas providencias;
    • Elaborar e submeter “a apreciação desta escola, em tempo hábil, o planejamento e o relatório de suas atividades”.

Ensino Médio[editar | editar código-fonte]

O Ensino Médio da Escola de Aplicação possui numerosas turmas. O ensino é norteado por um projeto de ação pedagógica impulsionado com ações que constituem uma estratégia unificada, baseada no princípio de que a educação é um processo longo e contínuo, no qual buscamos superar a tendência de agir episodicamente e com casuísmos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Mello, Alex Bolonha Fiúza de (2007). UFPA 50 Anos. Belém: EDUFPA 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]