Universidade Estadual do Norte do Paraná

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Universidade Estadual do Norte do Paraná
UENP
Lema "Emitte Lucem Tuam"

("Envia-nos Tua Luz")

Fundação 28 de setembro de 2006 (11 anos)
Tipo de instituição Brasão do Paraná.svg Pública Estadual
Mantenedora Governo do Estado do Paraná
Localização Jacarezinho Jacarezinho[1]Cornélio Procópio, Bandeirantes, Jacarezinho,  Paraná
Reitor(a) Profa. Fátima Aparecida da Cruz Padoan
Vice-reitor(a) Prof. Fabiano Gonçalves Costa
Total de estudantes 5.500[2]
Campus Bandeirantes (PR) - brasao.png Bandeirantes

Brasao CornelioProcopio Parana Brasil.svg Cornélio Procópio

Afiliações ABRUEM, RENEX
Orçamento anual 81 mi (2017)[3]
Página oficial http://www.uenp.edu.br/

A Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) é uma instituição pública de ensino superior, mantida pelo Estado do Paraná, e que se localiza nas cidades paranaenses de Jacarezinho, Bandeirantes e Cornélio Procópio. A reitoria da universidade está instalada, por sua vez, no município de Jacarezinho.[4] Atualmente a instituição oferece 24 cursos de Graduação, 19 cursos de Especialização, além de 4 cursos de Mestrado e 1 curso de Doutorado. Com mais de 5.500 mil acadêmicos, a universidade conta com muitos graduandos não apenas do Estado do Paraná, mas também oriundos das regiões sul e sudoeste do Estado de São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

A UENP foi criada pelo Governador Interino Hermas Brandão, através da Lei Estadual nº 15.300, de 28 de setembro de 2006, e autorizada pelo Decreto Estadual n° 3909, de 1° de dezembro de 2008.[5][6] Para se compor, houve a união das faculdades isoladas, Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Cornélio Procópio (FAFICOP), Faculdade Estadual de Filosofia de Jacarezinho (FAFIJA), Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (FAEFIJA), Faculdade Estadual de Direito do Norte Pioneiro (FUNDINOPI) e Faculdades Luiz Meneghel (FALM), que originaram a Universidade Estadual do Norte do Paraná.

Anteriormente, todavia, uma série de providências foi tomada com o intuito de melhor empreender às até então faculdades isoladas do Norte Pioneiro do Estado. Uma das medidas foi a Lei Estadual nº 13.283, de 25 de outubro de 2001, ainda no mandato do governador Jaime Lerner, que criou a UNESPAR, autarquia para que faculdades estaduais isoladas do Estado do Paraná fossem anexadas a esta instituição.[7] A burocratização criada pela medida, e as insatisfações locais logo inviabilizaram o projeto inicial. As maiores tensões ficaram por conta principalmente das faculdades de Jacarezinho, que apesar da vinculação, sequer se adaptaram à UNESPAR.

Na administração do governador Roberto Requião, com a rejeição do antigo projeto, cogitou-se primeiramente a integração das faculdades isoladas às universidades estaduais já consolidadas. No caso do Norte Pioneiro, FAFIJA, FUNDINOPI, FAEFIJA, FALM e FAFICOP seriam integradas à UEL, de Londrina. Contrário a decisão, o corpo estudantil das faculdades, juntamente com as lideranças locais, articulou-se e criou o movimento "Pró-Universidade Regional", com a participação da Associação dos Municípios do Norte Pioneiro (AMUNORPI) e da Diocese de Jacarezinho. Foi nomeado como líder do movimento o então bispo Dom Fernando José Penteado, que posteriormente, com o sucesso das exigências, tornou-se o primeiro Reitor da UENP.[8]

Dessa maneira, atualmente a universidade se organiza no formato multicampi, descentralizado geograficamente, constituindo-se como uma autarquia estadual de regime especial, gozando de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, sendo regida por estatuto e regimento geral e pelas resoluções de seus conselhos, observando e respeitando as legislações Federal e Estadual. A instituição possui três campi, que estão situados nos municípios de Jacarezinho, Bandeirantes e Cornélio Procópio.[9]

Atualmente, os campi da UENP estão divididos da seguinte maneira:

Campus de Jacarezinho

Diretor: Prof. Fábio Antônio Néia Martini

Vice-Diretor: Prof. Maurício de Aquino

  • Centro de Ciências Humanas e da Educação (CCHE) - Diretor: Prof. Luiz Clemente Viana Franco
  • Centro de Ciências da Saúde (CCS) - Diretor: Prof. Antonio Stabelini Neto
  • Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) - Diretor: Prof. Luiz Fernando Kazmierczak
  • Centro de Letras, Comunicação e Artes (CLCA) - Diretora: Profa. Luciana Brito

Campus Luiz Meneghel - Bandeirantes

Diretor: Prof. Ederson Marcos Sgarbi

Vice-Diretor: Prof. Ricardo Castanho Moreira

  • Centro de Ciências Agrárias (CCA) - Diretor: Prof. Marcos Augusto Alves da Silva
  • Centro de Ciências Biológicas (CCB) - Diretor: Prof. João Lopes Toledo Neto
  • Centro de Ciências Tecnológicas (CCT) - Diretor: Prof. Carlos Eduardo Ribeiro

Campus de Cornélio Procópio

Diretor: Prof. Sérgio Roberto Ferreira

Vice-Diretor: Prof. Ricardo Aparecido Campos

  • Centro de Ciências Humanas e da Educação (CCHE) - Diretora: Profa. Simone Luccas
  • Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) - Diretor: Prof. Fernando Antonio Sorgi
  • Centro de Letras, Comunicação e Artes (CLCA) - Diretor: Prof. Thiago Alves Valente

Cursos[editar | editar código-fonte]

Desde a implantação do curso de Odontologia no campus de Jacarezinho,[10] a Universidade ministra 24 cursos em seus respectivos campi.

A UENP também dispõe de dois cursos de pós-graduação stricto-sensu ou mestrado.[11] Também é ofertado o Programa de Doutorado em Ciências Jurídicas no Campus de Jacarezinho.[12]

Vestibular[editar | editar código-fonte]

Para ingressar na UENP os vestibulandos podem optar por dois modos. O primeiro é o tradicional exame vestibular, que desde 2013 é realizado apenas uma vez ao ano pela universidade. O vestibular anual oferece 90% das vagas nos cursos. Desde o exame para ingresso no ano de 2018, a UENP oferta ainda vagas para cotistas, tanto na modalidade de cotas sociais como na modalidade de cotas sociorraciais. Também é possível ingressar na universidade por meio da nota no ENEM, com inscrições no SISU, plataforma em que a UENP oferta 10% das vagas nos cursos oferecidos.[13]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «PROCESSO Nº 189/08» (PDF). Consultado em 20 de Janeiro de 2014. 
  2. «Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)». Consultado em 21 de Janeiro de 2014. 
  3. «Lei 18.948/2016 - Lei Orçamentária Anual/Exercício 2017» (PDF). Consultado em 23 de Dezembro de 2017. 
  4. «A UENP». Consultado em 19 de Janeiro de 2014. 
  5. «Lei 15300 - 28 de Setembro de 2006». Consultado em 20 de Janeiro de 2014. 
  6. «Decreto 3909 - 01 de Dezembro de 2008». Consultado em 20 de Janeiro de 2014. 
  7. «Lei 13283 - 25 de Outubro de 2001». Consultado em 2 de Março de 2014. 
  8. «Rinaldo Bernardelli assume oficialmente Reitoria da UENP». Consultado em 2 de Março de 2014. 
  9. «Contato - Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP». Consultado em 19 de Janeiro de 2014. 
  10. «(UENP) Governador anuncia implantação do curso de Odontologia na UENP». Consultado em 31 de Maio de 2014. 
  11. «(UENP) Stricto Sensu - Programas». Consultado em 31 de Dezembro de 2015. 
  12. «UENP tem Programa de Doutorado em Direito aprovado pela CAPES». Consultado em 31 de Dezembro de 2015. 
  13. «Vestibular 2014». Consultado em 20 de Janeiro de 2014. 
Ícone de esboço Este artigo sobre instituição de ensino superior é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.