Universidade Estadual de Goiás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Universidade Estadual de Goiás
UEG
Lema Universidade de Futuro
Fundação 16 de abril de 1999 (23 anos)
Tipo de instituição Pública Estadual
Localização Anápolis, Goiás
Reitor(a) Prof. Antônio Cruvinel Borges Neto
Página oficial www.ueg.br

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) é uma universidade pública estadual multicampi, situada no Estado de Goiás, Brasil. Originalmente era a Faculdade de Ciências Econômicas de Anápolis (FACEA), foi fundada no ano de 1961.[1]

A UEG oferece 52 cursos em 39 cidades, perfazendo um total de 142 cursos de graduação, sendo 19 cursos de tecnologia, 77 cursos de licenciatura e 32 cursos de bacharelado, organizados em 8 Câmpus. Além disso, conta com 14 programas de mestrado e 2 programas de doutorado. No último ano foram ofertadas cerca de 5 mil vagas nos cursos de graduação da UEG através do vestibular e do Sistema de Avaliação Seriado (SAS).

História[editar | editar código-fonte]

A UEG foi fundada em 16 de abril de 1999 pelo decreto lei n° 13456[2] publicada no DOE-GO de 20 de abril de 1999. Foi uma fusão das universidades isoladas que existiam até então. Estas faculdades isoladas foram criadas pelos governadores: Íris Rezende Machado e Henrique Antônio Santillo. E, Marconi Perillo, pelas suas atribuições de governador, fundou a UEG. Eram 14 as universidades isoladas:

  • Uniana - Universidade Estadual de Anápolis.
  • Eseffego - Escola Superior de Educação Física e Fisioterapia de Goiás
  • FAFICIGO - Faculdade de Filosofia da Cidade de Goiás
  • FECLISF - Faculdade de Ciências e Letras Ilmosa Saad Fayad (Formosa)
  • Feclita - Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Itapuranga
  • FAMUNSA - Faculdade municipal de Sanclerlândia
  • FACLPO - Faculdade de Ciências e Letras de Posse
  • FECLIP - Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Iporá
  • FAMUNPORT - Faculdade municipal de Porangatu
  • FECLEQ - Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Quirinópolis
  • FELSL - Faculdade de educação de São Luis de Montes Belos
  • FAECHEJA - Faculdade Estadual de Ciências Humana e Exatas de Jaraguá
  • FECLU - Faculdade de Ciências e Letras de Uruaçu
  • FECLEM- Faculdade de Educação em Ciências e Letras de Morrinhos

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Pró-Reitorias[editar | editar código-fonte]

  • Pró-Reitoria de Graduação
  • Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
  • Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis.

Lista de Reitores[editar | editar código-fonte]

Desde sua criação, em 1999, a Universidade Estadual de Goiás (UEG) já teve os seguintes reitores:

Reitor Gestão Objetivo
José Izecias de Oliveira 1999 - 2000 Reitor da UEG - por nomeação do governador Marconi Perillo
José Izecias de Oliveira 2001 - 2004 Por eleição
José Izecias de Oliveira 2005 - 2008 Por reeleição
Luiz Antonio Arantes 2009 - 02/2012 Por eleição
Haroldo Reimer 02/2012 - 12/2012 Em caráter interino, por nomeação do governador Marconi Perillo
Haroldo Reimer 2013 - 2016 Por eleição
Haroldo Reimer 2017 - 03/2019 Por eleição
Ivano Alessandro Devilla 03/2019 - 08/2019 Em caráter interino por substituição ao Reitor anterior que abdicou do cargo
Rafael Gonçalves Santana Borges 08/2019 - 02/2020 Reitor da UEG - por nomeação do governador Ronaldo Caiado
Prof. Valter Gomes Campos 02/2020 - 08/2021
Prof. Antônio Cruvinel Borges Neto[3] 08/2021 - atual Por eleição

Campus[editar | editar código-fonte]

A UEG possui 8 Campus com sede nos municípios de Anápolis, Aparecida de Goiânia, Goiás, Formosa, Morrinhos, Quirinópolis, São Luis de Montes Belos e Uruaçu.[4]

Campus Sede Unidade Universitárias
Norte Uruaçu Crixás, Minaçu, Niquelândia, Porangatu, São Miguel do Araguaia.
Nordeste Formosa Campos Belos, Posse.
Cora Coralina Goiás (município) Itaberaí, Itapuranga, Jussara.
Central Anápolis Ceres, Goianésia, Jaraguá, Luziânia, Pirenópolis, Silvânia.
Oeste São Luís de Montes Belos Iporá, Palmeiras de Goiás, Sanclerlândia.
Metropolitano Aparecida de Goiânia Goiânia, Inhumas, Senador Canedo, Trindade.
Sudoeste Quirinópolis Edéia, Jataí, Mineiros, Santa Helena de Goiás.
Sudeste Morrinhos Caldas Novas, Ipameri, Itumbiara, Pires do Rio.

Institutos[editar | editar código-fonte]

A UEG se organiza academicamente por meio de cinco Institutos[5]:

  • Instituto de Ciências Agrárias e Sustentabilidade - UEG (Agronomia, Engenharia Agrícola, Engenharia Florestal, Medicina Veterinária, entre outros)
  • Instituto de Ciências da Saúde e Biológicas - UEG (Educação física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Medicina - UEG, Ciências Biológicas, entre outros)
  • Instituto de Ciências Sociais Aplicadas - UEG (Administração, Ciência Contábeis, Cinema e Audiovisual, Design de Moda, Bacharelado em Direito da UEG[6], Turismo e Patrimônio, entre outros)
  • Instituto de Ciências Tecnológicas - UEG (Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Química Industrial, Sistemas de Informação, Química, entre outros)
  • Instituto de Educação e Licenciaturas - UEG (Psicologia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia, entre outros)

Referências

  1. «Universidade Estadual de Goiás». VIAF (em inglês). Consultado em 24 de novembro de 2019 
  2. «legisla.casacivil.go.gov.br/pesquisa_legislacao/62052/decreto-5130». legisla.casacivil.go.gov.br. Consultado em 28 de setembro de 2021 
  3. Longo, Malu (25 de junho de 2021). «Antônio Cruvinel foi o mais votado para reitor da UEG». O Popular. Consultado em 28 de setembro de 2021 
  4. Goiás, Universidade Estadual de. «Governador sanciona reestruturação da UEG::. Universidade Estadual de Goiás .::». Universidade Estadual de Goiás. Consultado em 14 de fevereiro de 2020 
  5. Goiás, Universidade Estadual de. «Governador sanciona reestruturação da UEG::. Universidade Estadual de Goiás .::». Universidade Estadual de Goiás. Consultado em 28 de setembro de 2021 
  6. «Curso de Direito na UEG Iporá vai contratar professor substituto». www.oestegoiano.com.br. Consultado em 28 de setembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]