Terminal Rodoviário de Goiânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Terminal Rodoviário de Goiânia
Vista de fora do terminal.
Uso Atual Ônibus Terminal rodoviário
Administração MB Engenharia
Principais destinos Brasília e Anápolis
Plataformas 46
Área 70 mil m²
Estacionamento 800 vagas
Movimento 1,5 milhões/mês
Empresas situadas 117
Informações históricas
Inauguração 1986 (29 anos)
Localização
Município Bandeira de Goiânia.svg Goiânia

O Terminal Rodoviário de Goiânia, capital do estado brasileiro de Goiás, foi projetado pelo escritório de arquitetura goiano Grupo Quatro e o arquiteto capixaba Paulo Mendes da Rocha, vencedor do maior prêmio mundial de arquitetura, o Pritzker, em 2006. Construído para substituir o antigo terminal, no Lago das Rosas, que não comportava mais o grande fluxo de passageiros. A localização em uma das principais vias de Goiânia, na saída da cidade, foi escolhida para facilitar os acessos de ônibus, e não congestionar o trânsito da região.

Localizado na avenida Goiás, em frente à Estação Goiânia, permite fácil acesso dos viajantes a diversos pontos de Goiânia. É um dos maiores terminais rodoviários do Centro-Oeste, com 40 mil m², e o maior do estado de Goiás. Possui praças de alimentação, cinemas, grande variedade de lojas, supermercados, uma agência do Vapt-Vupt, um colégio de ensino médio, um posto de combustível da rede Ipiranga, estacionamento com capacidade para mais de 800 automóveis e rede de táxis.

Reinaugurado recentemente, abriga o Araguaia Shopping, opção de lazer para os goianienses e os diversos viajantes e turistas que estão presentes na rodoviária.

Atualmente conta com ônibus que tem destinos pra todo o Brasil, é ponto crucial para chegada e saída de pessoas que vem para Goiás e para o Centro-Oeste.