Sanclerlândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde Dezembro de 2008).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

{{Info/Município do Brasil

|nome                 = Sanclerlândia
|foto                 = 
|leg_foto             = 
|apelido              = 
|brasão               = 
|bandeira             = 
|link_brasão          = 
|link_bandeira        = 
|link_hino            = 
|aniversário          = 5 de janeiro
|fundação             =5 de janeiro de 1964 (53 anos)
|gentílico            = Sanclerlandense
|lema                 = 
|prefeito             = Itamar Leão 
|partido              = PSDB
|fim_mandato          = 2020
|mapa                 = Goias Municip Sanclerlandia.svg
|latP                 = S | latG = 16 | latM = 11 | latS = 52
|lonP                 = O | lonG = 50 | lonM = 18 | lonS = 50
|estado               = Goiás
|mesorregião          = Centro Goiano
|data_mesorregião     = IBGE/2008[1]
|microrregião         = Anicuns
|data_microrregião    = IBGE/2008[1]
|região_metropolitana = 
|vizinhos             = Mossâmedes, São Luís de Montes Belos, [[Anicuns], Buriti de Goiás, Córrego do Ouro e Adelândia 
|dist_capital         = 136 
|área                 = 496.824

| área_ref = [2]

|população            = 7563
|data_pop             = Censo IBGE/2010[3]
|altitude             = 607 
|clima                = Tropical
|sigla_clima          = 
|idh                  = 0.734 
|data_idh             = PNUD/2000[4]
|pib                  = 80 626,822 mil
|data_pib             = IBGE/2008[5]
|pib_per_capita       = 10199.47
|data_pib_per_capita  = IBGE/2008[5]

}} Sanclerlândia é um município brasileiro do estado de Goiás. Sua população segundo o censo de 2010, é de aproximadamente 7.783 habitantes em 2015.

História[editar | editar código-fonte]

Sanclerlândia nasceu de um povoado chamado Cruzeiro, formado em 1943, em um local onde os fiéis se encontravam para rezar o terço. O primeiro morador desse povoado, Saint Clair Rodrigues de Mendonça (comerciante), morreu em 1958. Em homenagem a ele, o povoado passou a se chamar Sanclerlândia, que, em 5 de janeiro de 1964, emancipou-se de Mossâmedes. As pessoas naturais de Sanclerlândia são chamadas de Sanclerlandenses. Segundo um de seus descendentes, Olivio Mendonça, o nome Sanclerlândia se deve ao fato de seu fundador se chamar Saint Clair, nome de origem francesa. Como o pessoal local tinha dificuldade em pronunciar "Saint Clair", o mesmo foi apelidado de Sancler. Hoje existe até um supermercado em sua homenagem, chamado "Super Sancler". Sancle foi o primeiro comerciante local. No local onde os habitantes se encontravam para rezar, foi colocado uma cruz, quando então o povoado, passou a ser chamado de "Povoado do Cruzeiro". Hoje no mesmo local está situada a praça Hermógenes Coelho. Com o tempo e a tradição da festa de São Sebastião, o povoado aumentou de tamanho, foi ganhando personalidades políticas, como o Sr Onésimo de Jesus Vieira, Olívio Rodrigues de Mendonça, o próprio Sancler, entre outros; o povoado foi ganhando expressão política e em 1964 foi emancipado. O município é constituído também pelo distrito de Aparecida /Fartura.[6][7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sanclerlândia está a 135 km de Goiânia. Trajeto: Partindo-se de Goiânia, toma-se a GO-060, passando-se por Trindade, Santa Bárbara de Goiás. No trevo de Claudinápolis, pega a GO-326, passando por Anicuns, Choupana. De Choupana até Sanclerlândia são aproximadamente 30 km.

Economia[editar | editar código-fonte]

Agropecuária[editar | editar código-fonte]

A economia de Sanclerlândia é basicamente rural, tendo no gado seu principal produto, porém outros produtos agrícolas são explorados. A agricultura é baseada em muito na economia familiar, sendo que as propriedades do município, em grande parte, pertencem a Pequenos Agricultores.

Indústria[editar | editar código-fonte]

Sanclerlândia tem como principal indústria várias microempresas de facção têxtil. Outras indústrias são: Futura Alimentos conhecida como Fábrica de Linguiça, Mamoré, mineradora que extrai Vermiculita.

Sindicalismo[editar | editar código-fonte]

Sanclerlândia, por ser uma cidade agropecuária tem fundados em sua base territorial apenas dois Sindicatos: Sindicato Rural de Sanclerlândia (Grandes agricultores e/ou empregadores rurais); Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sanclerlândia (Agricultores Familiares, meeiros, assalariados rurais, diaristas rurais, comodatários, etc.) Outro sindicato com representação em Sanclerlândia é o SINTEGO (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Goiás)

Cultura[editar | editar código-fonte]

Festas[editar | editar código-fonte]

  • 5 de janeiro – Aniversário da cidade
  • Festa da Terra - Mês de Junho
  • Festa em louvor de São Sebastião, padroeiro da cidade. 1ª semana de agosto
  • Festa agropecuária. 3ª semana de setembro
  • Festa de Nossa Senhora D'Abadia.
  • Em final de abril e inicio de maio ocorre em Sanclerlândia um evento denominado de Jeep Cross. Este evento é de nível nacional, sendo noticiado por TVs de abrangência nacional. Tanto a competição quanto a denominação Jeep Cross foram criados em Sanclerlândia por Luiz Henrique Amaral e Celso Moraes de Faria, respectivamente.

Patrimônio histórico[editar | editar código-fonte]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

Sanclerlândia conta com duas escolas que oferece turmas de 6º ao 9º anos sendo elas Escola Estadual Torquato Ramos Caiado e Escola Estadual 5 de Janeiro, ambas são adaptadas para o ensino de alunos portadores de necessidades especiais. Para o Ensino Médio há o Colégio Estadual Deputado José Alves de Assis. Há também a Escola Municipal Sarjob Rodrigues de Mendonça para alunos do 1º ao 5º ano, bem como a Escola Municipal de Tempo Integral Onésimo de Jesus Vieira. Há também o Centro Municipal de Educação Infantil Tia Maria de Abreu. Um Câmpus da Universidade Estadual de Goiás em funcionamento na cidade. e com esta Unidade Universitária, Sanclerlândia é a menor cidade do Brasil em número de habitantes que possui uma instituição de nível superior.

Transporte[editar | editar código-fonte]

O município de Sanclerlândia conta com um aeródromo com pista asfaltada de 1500 metros de comprimento com balizamento, construído e asfaltado na administração do ex-prefeito Itamar Leão, capaz de receber aviões de pequeno porte com segurança sendo o único da região com pista asfáltica. Sua localização é privilegiada, situado-se a apenas 3 km do centro da cidade e a 14 km de Mossâmedes e a 15 km de Buriti de Goias e a 38 km de São Luis de Montes Belos e a 51 de Anicuns.

Comércio[editar | editar código-fonte]

Sanclerlândia se tornou um pequeno polo regional por estar localizada entre 3 cidades (Córrego do Ouro, Buriti de Goiás e Mossâmedes) e por possuir duas agências bancárias (Bradesco, Banco do Brasil), sendo que nas demais cidades acima citadas apenas Mossâmedes possui uma agência bancária do Itaú. As demais cidades apenas possuem o Banco Postal (Convênio entre Correios e o Banco do Brasil que dá funcionalidades de banco aos Correios);

Lideranças Locais e Regionais[editar | editar código-fonte]

Itamar Leão do Amaral

Diretor de Gestão Planejamento e Finanças

Itamar Leão do Amaral é natural de Goiás, graduado em Direito na Faculdade Cambury, tem formação em Gestão Pública pela mesma instituição. Ingressou na vida púbica em 1992, quando se elegeu vereador por Sanclerlândia. Em 1996 assumiu a Câmara Municipal. Em 1998 tornou-se Superintendente de Patrimônio da Secretaria de Esportes e Lazer do Estado de Goiás (Governo Marconi Perillo). Retornou a Sanclerlândia em 2000 para realizar um antigo sonho: candidatou-se ao cargo majoritário do município e foi efeito (27/02/03 a 02/06/04). Graças à sua atuação, com a criação de um Plano de Governo bem elaborado e com programas estratégicos, Itamar Leão conquistou, em 2001, a Primeira Edição do Prêmio Mario Covas de Prefeito Empreendedor do Sebrae. Seu dinamismo político o levou também à vice-presidência (2001) e posteriormente à presidência da Associação Goiana dos Municípios - AGM (2003/2004).

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Diário da Manhã, jornal impresso. Goiânia, Goiás. Edição do dia 6 de maio de 2002.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. Celso, Moraes de Faria (1993). Clara Luz, a História de Sanclerlândia. Prefeitura Municipal de Sanclerlândia: Ed. do autor 
  7. «Sanclerlândia Goiás - GO Histórico» (PDF). IBGE. 28 de março de 2008. Consultado em 12 de abril de 2013 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.