Simolândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Simolândia
  Município do Brasil  
Vista do município a partir da BR-020, em dezembro de 2017.
Vista do município a partir da BR-020, em dezembro de 2017.
Símbolos
Bandeira de Simolândia
Bandeira
Brasão de armas de Simolândia
Brasão de armas
Hino
Gentílico simolandense
Localização
Localização de Simolândia em Goiás
Localização de Simolândia em Goiás
Mapa de Simolândia
Coordenadas 14° 28' 26" S 46° 28' 58" O
País Brasil
Unidade federativa Goiás
Municípios limítrofes Alvorada do Norte, Buritinópolis e Posse
Distância até a capital 451 km
História
Fundação 1988 (33 anos)
Aniversário 14 de janeiro
Administração
Prefeito(a) Ildete Gomes Ferreira (DEM, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 347,823 km²
População total (IBGE/2016[2]) 6 863 hab.
Densidade 19,7 hab./km²
Clima Tropical (Aw)
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 73930-000
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [3]) 0,645 médio
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 33 097,131 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 4 575,85
Sítio www.simolandia.go.gov.br (Prefeitura)

Simolândia é uma cidade jovem, desmembrada do município de Posse, em 1967 pelo então Prefeito Simão Soares o qual deu-se origem o nome de cidade de Simolândia-GO, teve como primeiro prefeito o Sr. Anízio Magalhães e vice-prefeito Orcine Vicente de Lima. Ambos eleitos pelo voto popular em 1988 e empossados dia 01 de janeiro 1989. Fruto de um anseio popular, por estar distante de sua cidade mãe e carecer de apoio político, teve sua reivindicação garantida, tornando-se município.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1987 sendo criado o novo município aprovado pela assembleia legislativa de goias e sancionado pelo então governador Henrique Santillo, Está a margem direita do Rio Corrente, tem como vizinho imediato à cidade de Alvorada do Norte, que se situa a margem esquerda do Rio Corrente. Por estar mais próximo de Brasília, do que de Goiânia, têm seus remanescentes com urgência de tratamento medido, removidos quase que em sua maioria para a Capital do País. As principais atividades do Município são a agropecuária e o comércio. Possui como atração turística o Rio que margeia o Município e toda sua área urbana, onde se pode descer em boias improvisadas de câmara de ar.

Tem em sua festa de Rodeio, sua maior atração festiva, que historicamente tem seus portões abertos ao público e normalmente se realiza na área coberta da feira. Conta com personagens históricos, que contribuíram para o crescimento e a conseqüente emancipação do Município. Senhor Minervino, baiano de nascença, e simolandense por convicção, habitando ali desde os primórdios, onde criou seus filhos. O atual prefeito de Simolândia é Ademar Contador. O Rio Corrente antigamente tinha um grande volume de água, tendo baixado muito nos últimos anos. Simolândia era chamada antigamente de Nova Posse, porque ela pertencia a Posse, até que os simolandenses reivindicaram seus direitos e virou Simolândia.

Em 1964 chega à região Adolf Wilhelm Oskar Schwabacher (Adolf Suíço) onde compra terras, a primeira localizada as beira do Rio Corrente e depois da venda desta adquiriu outra na margens do Rio Santa Maria, ambas no municipio de Alvorada do Norte habilitou a terra bruta para plantar milho arroz e outros, foi criador de cabrito e carneiro. Pioneiro na criação de gado nelore na região. Trabalhou o solo sempre respeitando a ecologia inclusive com matas ciliares nos rios e lagoas, costume que na época não se cogitava na localidade. No ano de 1980 recebeu do Governo Brasileiro o titulo de Produtor Modelo pelo seu exelente desempenho no setor agropecuário. Viveu no município vizinho até os anos 2000 quando mudou-se para estado do Tocantins.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2004 era de 6.548 habitantes. A população de Simolândia em 2010 chega a 7.741 habitantes fonte IBGE

Demografia[editar | editar código-fonte]

Região integrada de desenvolvimento econômico[editar | editar código-fonte]

Simolândia foi incluída na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno, a partir da Lei Complementar n° 163, de 14 de junho de 2018.[5] Outros 11 municípios limítrofes a região integrada de desenvolvimento econômico original também foram adicionados, sob o argumento de que apresentam uma forte ligação socioeconômica com o Distrito Federal.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Goiás » Simolândia». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 13 de janeiro de 2017 
  3. «Ranking do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 13 de janeiro de 2017 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «LEI COMPLEMENTAR Nº 163, DE 14 DE JUNHO DE 2018». Portal da Legislação. Consultado em 5 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 1 de julho de 2018 
  6. «Sancionada inclusão de 12 municípios na Região Integrada do Entorno do Distrito Federal». Câmara Notícias. Consultado em 5 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.