Unaí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Unaí
"Terra do Sol"
Vista parcial de Unaí

Vista parcial de Unaí
Bandeira de Unaí
Brasão de Unaí
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 15 de janeiro
Fundação 31 de dezembro de 1943 (74 anos)
Gentílico unaiense[1]
Prefeito(a) José Gomes Branquinho (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Unaí
Localização de Unaí em Minas Gerais
Unaí está localizado em: Brasil
Unaí
Localização de Unaí no Brasil
16° 21' 50" S 46° 54' 15" O16° 21' 50" S 46° 54' 15" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Noroeste de Minas IBGE/2008[2]
Microrregião Unaí IBGE/2008[2]
Região metropolitana Distrito Federal e Entorno
Municípios limítrofes Cristalina (GO), Cabeceira Grande, Cabeceiras (GO), Buritis, Arinos, Uruana de Minas, Bonfinópolis de Minas, Natalândia, Dom Bosco, Brasilândia de Minas, João Pinheiro e Paracatu
Distância até a capital 590 km[3]
Características geográficas
Área 8 447,107 km² [4]
População 83 808 hab. estimativa IBGE/2018[5]
Densidade 9,92 hab./km²
Altitude 640 m[6][7]
Clima Tropical Aw[8]
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,736 elevado PNUD/2010[9]
PIB R$ 1 398 983,000 mil IBGE/2010[10]
PIB per capita R$ 18 030,46 IBGE/2010[10]

Unaí é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, situado na região Sudeste do país, fundada em 1873 com a denominação de Rio Preto e, em 1943 foi elevado a cidade e seu nome mudado para Unaí.[11] Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 83 808[5] habitantes.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A palavra "Unaí" que designa o nome do Município é uma anagrama feito a partir da palavra Tupi-Guarani "Iuna", nome dados pelos índios ao rio que corta a região, cujo significado é Água-Escura. Essa foi a solução dada pelos antigos moradores da região para evitar confusão com nomes de outra cidades da região, que já haviam utilizado o termo, como o caso de Rio Preto.[12][13]

História[editar | editar código-fonte]

Em Unaí (Minas Gerais)[14][15][16][17][18] destaca-se o sítio arqueológico Gruta do Gentio II, que registra vestígios de povos caçadores-coletores de mais de 10 000 anos, e de povos horticultores de quase 4 000 anos, que cultivavam, segundo abundantes vestígios vegetais: milho, amendoim, cabaça e abóbora. No município, se tem o registro da mais antiga cerâmica brasileira fora da Amazônia, datada de 3 500 anos.

Na época da chegada dos primeiros europeus ao território brasileiro, a porção central do Brasil era ocupada por indígenas do tronco linguístico macro-jê, como os acroás, os xacriabás, os xavantes, os caiapós, os javaés, entre outros povos.[19]

Ao longo dos séculos XVI, XVII e XVIII, inúmeras expedições compostas por descendentes de portugueses (os chamados bandeirantes) percorreram a região em busca de ouro, pedras preciosas e mão de obra escrava indígena.

No século XIX, o fazendeiro Domingos Pinto Brochado se instalou, junto com seus familiares, numa área perto do Rio Preto chamada Capim Branco. Em 1873, esse povoado foi elevado à categoria de distrito pertencente a Paracatu, com o nome de Rio Preto. Em 1923, o distrito teve seu nome alterado para Unaí, que é uma tradução, para a língua tupi, do antigo nome do distrito, Rio Preto. Em 1943, Unaí se emancipou do município de Paracatu.[11]

Em 28 de janeiro de 2004, três auditores fiscais do trabalho e o motorista que os conduzia foram assassinados na zona rural do município durante uma fiscalização em fazendas da região, num crime que ficou conhecido nacionalmente como a Chacina de Unaí.[20]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Situado na mesorregião do Noroeste de Minas Gerais e na microrregião de Unaí, tem uma área de 8 492 quilômetros quadrados, representando 1,443 por cento do estado, 0,9155 por cento da Região Sudeste do Brasil região e 0,0996 por cento de todo o território brasileiro.

Entre os principais acidentes geográficos, destacam-se:

  • Gruta do Tamboril, com aproximadamente 1 178 metros de desenvolvimento;
  • Gruta do Gentio;
  • Lapa do Sapezal ou Gruta da Moeda;
  • Cachoeira da Jiboia (140 metros de queda livre);
  • Cachoeira do Queimado;
  • Cachoeira do Rio Preto (dois quilômetros do centro do município);
  • Gruta do Quilombo (o nome teve origem ainda no século XIX, quando os negros descontentes com as severas condições de trabalho nas minas de ouro de Paracatu refugiavam-se na gruta);
  • Serra Geral do Rio Preto;
  • Serra do Pico;
  • Serra do Jataí;
  • Córrego do Forró;
  • Pedra do Canto – Localiza-se na Fazenda Pedra. Tem o formato do chapéu de Napoleão.
  • Serra Geral do Rio Preto – Divisor das micro bacias dos rios Preto e Urucuia.
  • Serra do Pico e Serra do Jataí – Alongadas e paralelas, separam vertentes do Ribeirão Roncador e do Canabrava. Além da Gruta do Gentio II, destacam-se as grutas Gentio I, Gruta do Tamboril e a Gruta Sapezal ou Lapa da Moeda, de cerca de 80 metros de diâmetro com várias formações de estalactites e estalagmites, além de um lago de água azul. Dista quarenta quilômetros da cidade de Unaí e se localiza dentro de uma montanha em terras particulares.

Grande ênfase pode ser dada à Cachoeira da Jiboia, que está localizada a cerca de oitenta quilômetros de Unaí. A cachoeira é formada pelo Ribeirão Jiboia e possui aproximadamente 140 metros de queda livre.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rio Preto, em Unaí

O município está localizado na bacia do rio São Francisco.

Em Unaí, está localizada a Usina Hidrelétrica de Queimado.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima é tropical úmido com temperaturas variando entre máximas de 31 °C e mínimas de 18 °C. A temperatura média compensada anual é de 24 C. O índice pluviométrico é cerca de 1 400 milímetros (mm).[21]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1978 a 1984, 1986 a 1989 e a partir de 1991, a menor temperatura registrada em Unaí foi de 6,1 °C nos dias 21 de julho de 1981, 29 de julho de 1988 e 18 de julho de 2000,[22] e a maior atingiu 42,5 °C em 22 de outubro de 2015.[23] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 222,8 mm em 2 de fevereiro de 2005. Outros grandes acumulados iguais ou superiores a 100 mm foram 127 mm em 15 de março de 1991, 125,5 mm em 24 de novembro de 2001, 118,8 mm em 15 de novembro de 1991, 111,4 mm em 2 de fevereiro de 2012, 110 mm em 4 de novembro de 1995, 104,5 mm em 21 de março de 1997, 104 mm em 16 de dezembro de 1987, 103 mm em 31 de dezembro de 1982, 102,8 mm em 4 de janeiro de 1983, 100,4 mm em 27 de março de 1991 e 100 mm em 1 de março de 1983.[24] Dezembro de 1989, com 726,5 mm, foi o mês de maior precipitação.[25]

Dados climatológicos para Unaí
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 37,9 37,6 36,6 37,4 35,5 36,7 35,9 37,9 41,1 42,5 41,1 38,7 42,5
Temperatura máxima média (°C) 31,4 31,8 31,5 31,2 30,4 29,5 29,8 31,3 33,1 33,6 31,3 30,7 31,3
Temperatura média compensada (°C) 25,2 25,4 25,1 24,7 23 21,3 21,3 23,1 25,6 26,5 25,2 24,9 24,3
Temperatura mínima média (°C) 20,5 20,5 20,4 19,1 16,7 13,9 13,3 14,7 18 20,3 20,5 20,7 18,2
Temperatura mínima recorde (°C) 10,7 13,9 14,1 11,1 8,1 6,3 6,1 7,1 9,1 10,2 12,1 12,3 6,1
Precipitação (mm) 221 184,6 208 90,4 21,8 6,9 3,5 13,3 31 97,1 244,8 289,3 1 411,7
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 15 11 12 6 2 1 0 1 3 7 14 18 90
Umidade relativa compensada (%) 73,4 72,5 74,1 69,9 67,4 63,5 57,6 50,8 51 57,3 71,8 75,8 65,4
Horas de sol 177,7 176,6 190,8 222,5 234,7 237,8 245,1 252,6 216 207,6 152,1 140 2 453,5
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[21] recordes de temperatura: 01/05/1978 a 31/12/1984, 01/01/1986 a 31/12/1989 e 01/01/1991-presente)[22][23]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
199169,612
200070,0330,6%
201077,56510,8%
Est. 201682,8876,9%
Fonte: IBGE

Entre 2000 e 2010, a população de Unaí teve uma taxa média de crescimento anual de 1,03% Na década anterior, de 1991 a 2000, a taxa média de crescimento anual foi de 1,49%. No Estado, estas taxas foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,01% entre 1991 e 2000. No país, foram de 1,01% entre 2000 e 2010 e 1,02% entre 1991 e 2000. Nas últimas duas décadas, a taxa de urbanização cresceu 18,90%.

Administração.[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: lista de prefeitos de Unaí

Prefeitura e Câmara Municipal[editar | editar código-fonte]

Inaugurado no dia 07 de setembro de 1975, foi considerado, na época, por sua beleza e funcionalidade, como uma das sedes do executivo mais bonitas do interior de Minas. O prédio é composto por três andares, um térreo e mais dois andares de 640 m2 de área construída cada um. A área, em sua volta, constituída de um belo jardim. O Palácio Capim Branco fica localizada na praça JK, popularmente Praça da Prefeitura.

Palácio José Vieira Machado[editar | editar código-fonte]

A primeira Câmara Municipal de Unaí foi instalada em 23 de setembro de 1947, sobre a presidência do senhor doutor Geraldo Pinto de Sousa a câmara funciona em seu endereço na esquina da Avenida Governador Valadares com a José Luís de Adjuto.

Prefeitura Municipal de Unaí.
Câmara Municipal de Unaí 
Associação Comercial e Empresarial de Unaí
Bairros[editar | editar código-fonte]
  • Alecrim
  • Canaã
  • Divinéia
  • Nova Divinéia
  • Primavera
  • Serenata
  • Barroca
  • Vila São Sebastião
  • Vila dos Militares
  • Vale Verde
  • Parque Canabrava
  • Sagarana
  • Capim Branco II
  • Capim Branco III
  • De Lourdes
  • Vila do Sol
  • Kamayurá
  • Cidade Nova
  • Floresta
  • Novo Jardim
  • Novo Horizonte
  • Jacilândia
  • Riviera Park
  • Vale do Amanhecer
  • Nossa Senhora do Carmo
  • Nossa Senhora Aparecida
  • Cruzeiro
  • Canabrava
  • Mamoeiro
  • Bela Vista
  • Iuna
  • Santa Luzia
  • Loteamento Rio Preto
  • Cachoeira
  • Jardim
  • Politécnica
  • Centro
  • Itapuã
  • Bairro Amaral
  • Santo Antônio
  • Chácaras Rio Preto
  • Santa Clara
  • Água Branca
  • Água Branca I
  • Água Branca II
  • Dom Bosco
  • Resid. Serra Azul
  • Industrial
  • Seresta
  • Sagrada Família

Esportes[editar | editar código-fonte]

A proximidade de Unaí com o Distrito Federal fez com que a cidade tivesse um clube de futebol, o Unaí Esporte Clube (atual Paracatu Futebol Clube) que disputou o Campeonato Brasiliense.

Religião[editar | editar código-fonte]

No Censo 2010 foram avaliadas as religiões, distribuídos em religião católica apostólica romana, espírita e evangélicas.

Religião Porcentagem Número
Católica Apostólica Romana 78% 60.758
Evangélica 35% 12.571
Espírita 11% 781

Templos[editar | editar código-fonte]

  • Igreja Adventista do Sétimo Dia - TV Novo Tempo
  • Assembléia de Deus (Ministério Atalaia)
  • A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias
  • Casa de Fraternidade Espírita Meimei
  • Casa de Fraternidade José Caetano de Andrade
  • Centro Espírita Cristianismo Redivivo (Conhecido como Centro do Sr. Natal Justino)
  • Congregação Cristã No Brasil
  • Igreja de Nossa Senhora da Conceição
  • Igreja Evangélica Assembleia de Deus Missão (Ministério Paracatu COMADEMG)
  • Igreja do Evangelho Quadrangular.Templo Dos Anjos).
  • Igreja de Cristo no Brasil
  • Igreja Evangélica Assembléia de Deus (Ministério Madureira)
  • Igreja Evangélica Nova Aliança (Ministério Pastoral Pastora Nilda)
  • Igreja Presbiteriana Central
  • Igreja da Graça de Deus
  • Igreja Cristã Evangélica Independente Avivada de Unaí
  • Igreja Evangélica Renascer (Ministério de Paracatu)
  • Igreja Batista Central de Unaí
  • Igreja Batista Filadélfia
  • Igreja Nossa Senhora Aparecida
  • Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo
  • Igreja Evangélica Nações Unidas
  • Igreja Reformada
  • Igreja Pentecostal Deus é Amor
  • Igreja Presbiteriana Renovada
  • Paróquia São José Operário
  • Primeira Igreja Batista de Unaí
  • Salão do Reino das Testemunhas de Jeová

Cemitérios[editar | editar código-fonte]

Dispõe de dois cemitérios:

Educação[editar | editar código-fonte]

Ensino Superior
  • Faculdade CNEC Unaí (Particular)
  • Factu (Particular)
  • Facisa (Particular)
  • Unimontes (Universidade Estadual de Montes Claros, campi Unaí)
  • UFVJM (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri)[26]

Economia[editar | editar código-fonte]

Agricultura e pecuária

Unaí tem sua economia calcada desde o início de sua emancipação política na agricultura e pecuária, sendo um dos maiores produtores de grãos do Brasil tendo destaque ora como maior de feijão, ora como maior produtor de milho, além de um grande volume de soja, arroz, sorgo, trigo e outras culturas. É também um município com grandes áreas destinadas à plantação de hortifrúti. Possui granjas que fornecem frangos à região.

Já na pecuária, o destaque vem tanto para o gado de corte quanto para o leiteiro. No que diz respeito ao gado de corte, a região de Unaí conta com inúmeras propriedades rurais que se dedicam à criação de gados, tendo sua produção comercializada tanto nos mercados interno e externo. Já com relação à pecuária leiteira, o destaque vem para o manejo e criação de gado leiteiro, o que faz da cidade a terceira maior bacia leiteira do Brasil, atrás de Castro-PR (1° lugar) e Guaxupé-MG (2° lugar). No estado de Minas Gerais, é o 2° maior produto de leite.Unaí alcançou o 1º lugar na produção de grãos em Minas Gerais, com o registro de 798 500 toneladas.Em 2004, uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística deu a Unaí o título de maior produtor de feijão do Brasil.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Apesar de ter vários atrativos naturais como grutas e cachoeiras, o turismo ecológico em Unaí ainda não é muito explorado. Dentre esses atrativos:

Pedra do Canto Unai.

Esportes de Aventura[editar | editar código-fonte]

Cachoeira da Jiboia Unai.

Acesso e transportes[editar | editar código-fonte]

Unaí conta com a empresa Noroeste para fazer o transporte coletivo da cidade, passando por todos os bairros: Unaí está ligada ao resto do país por três rodovias asfaltadas:

Unaienses notáveis[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «IBGE Cidades@». O Brasil Município por Municipio. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 19 de agosto de 2009 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. «DERMG». Distâncias BH/Municípios. Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER/MG). Consultado em 19 de agosto de 2009 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  5. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 14 de outubro de 2018 
  6. Aspectos físicos Site oficial da Prefeitura de Unaí - acessado em 8 de outubro de 2015.
  7. «Municípios de Minas Gerais». O Estado: Municípios Mineiros. Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Consultado em 1 de março de 2010 
  8. «World Map of the Köppen-Geiger climate classification». World Map of the Köppen-Geiger climate classification. Institute for Veterinary Public Health. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  9. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013 
  10. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2010». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 16 dez. 2012 
  11. a b «O distrito, a emancipação, a origem do nome Unaí». Prefeitura Municipal de Unaí. Consultado em 7 de fevereiro de 2013 
  12. http://www.unai.mg.leg.br/institucional/historia/historia-cidade/a-historia-de-unai.pdf
  13. http://www.prefeituraunai.mg.gov.br/pmu/index.php/nossa-historia.html
  14. Portal do Governo de Minas Gerais, Portal do Governo de Minas Gerais (Dezembro de 2010). «Mesorregiões e microrregiões». Governo de Minas Gerais. Consultado em 1 de Dezembro de 2016 
  15. «Região Sudeste do Brasil - Brasil Escola». Brasil Escola. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  16. «Distância Entre Belo Horizonte e Unaí: 586 km. Tempo Gasto Para Ir de Belo Horizonte, Minas Gerais - MG até Unaí, Minas Gerais - MG. Distância Entre Cidades Indo de Ônibus, Carro, Avião, Caminhão, Andando, Bicicleta e Helicóptero. Planejamento de Viagem de Férias.». www.geografos.com.br. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  17. «Distância e Mapa entre Unaí e Brasília | Distância entre cidades». www.entrecidadesdistancia.com.br. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  18. «Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (RIDE/DF) - Integração Nacional». www.mi.gov.br. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  19. CHAIM, M. M. Aldeamentos Indígenas (Goiás 1749-1811). Segunda edição. São Paulo: Nobel, 1983. p. 48
  20. Cosif. Disponível em http://www.cosif.com.br/publica.asp?arquivo=20081206fiscaltrabalho. Acesso em 17 de fevereiro de 2015.
  21. a b «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 2 de julho de 2018 
  22. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Unaí». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 17 de maio de 2015 
  23. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Unaí». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 17 de maio de 2015 
  24. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Unaí». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 17 de maio de 2015 
  25. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Unaí». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 17 de maio de 2015 
  26. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. «localização» 
  27. «BR-251». DNIT. Consultado em 14 de dezembro de 2012 
  28. «Rodovias estaduais» (PDF). DER-MG. Consultado em 14 de dezembro de 2012 
  29. «Rodovias estaduais de ligação» (PDF). DER-MG. Consultado em 14 de dezembro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Unaí