Alexânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde janeiro de 2015).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Município de Alexânia
Alexânia

Alexânia
Bandeira de Alexânia
Brasão de Alexânia
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 14 de novembro de 1958 (57 anos)
Gentílico alexaniense
Prefeito(a) Ronaldo Queiroz (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Alexânia
Localização de Alexânia em Goiás
Alexânia está localizado em: Brasil
Alexânia
Localização de Alexânia no Brasil
16° 04' 55" S 48° 30' 25" O16° 04' 55" S 48° 30' 25" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Leste Goiano IBGE/2008[1]
Microrregião Entorno do Distrito Federal IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Corumbá de Goiás, Santo Antônio do Descoberto, Abadiânia e Luziânia
Distância até a capital 93 km
Características geográficas
Área 847,891 km² [2]
População 25 468 hab. (GO: 44º) –  IBGE/2013[3]
Densidade 30,04 hab./km²
Altitude 1096 m
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,682 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 261 998,039 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 12 680,80 IBGE/2008[5]
Página oficial

Alexânia é um município brasileiro do interior do estado de Goiás, Região Centro-Oeste do país.

Sua população estimada em 2010 era de 23.828 habitantes, sendo 14.694 eleitores em agosto de 2011.

Alexânia foi construída às margens da BR-060, que liga as cidades de Brasília, Goiânia e Anápolis. Começou a povoar-se no ano de 1957.

História[editar | editar código-fonte]

A fundação de Alexânia está ligada a construção de Brasília. O povoamento planejado iniciou-se em abril de 1957, quando da inscrição de seu loteamento o consequente construção das primeiras moradias.

Com advento de Brasília, as condições de desenvolvimento comercial, imobiliário e industrial despertaram o interesse geral para a formação do núcleo urbano, ás margens da BR-060 entre Anápolis e a nova capital, numa posição privilegiada, topograficamente, além do excelente clima da região.

Conforme o plano de edificação elaborado, foram feitos levantamentos, aerofotogramétricos, climatológicos, hidrográficos e de solubidade, procedendo-se como incentivo, a distribuição gratuidades de lotes residenciais, com prazo estipulado para construção.

Inicialmente, era para ser chamada de Olhos D'Água, pois sua fundação foi oriunda do povoado deste nome. A Câmara Municipal de Corumbá de Goiás, Município administrador da região, colocou em votação o nome que levaria a nova cidade, entre eles Nova Flórida, indicado por um dos fundadores da cidade, o professor Nelson Santos, que tinha residência na cidade norte americana de mesmo nome; Olhos D'Água, como já citado, e Alexânia, em homenagem a um outro fundador Alex Abdalah. Reza a Lenda, que os vereadores fizeram votação secreta, e aclamaram pelo nome de Alexânia, para surpresa da população.

Economia[editar | editar código-fonte]

Se naqueles tempos, a zona urbana de Alexânia ainda não conseguia ter vida própria, foi a zona rural que a economia do município começou a se firmar. Segundo os mais antigos moradores, Brasília nunca conseguiu produzir todos alimentos que o grande mercado consumidor necessitava, assim desde o início, foram os municípios do entorno que abasteceram a capital federal. E Alexânia, por conta do fácil acesso, e sua terra fértil, saiu na frente

Geografia[editar | editar código-fonte]

Alexânia se localiza no estado de Goiás, centro-oeste do Brasil. Sua área é de aproximadamente 847,893km O bioma da cidade de Alexânia é o cerrado, e sua população é de 25.468.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. «Área territorial oficial». Resolução da Presidência. 10 out. 2002. R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Estimativa Populacional 2013» (PDF). Censo Populacional 2013. IBGE. 01/07/2013. Consultado em 23/10/2013. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». IBGE. Consultado em 11 dez. 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.