Turvânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Turvânia
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação Não disponível
Gentílico turvâniense
Prefeito(a) Geraldo Vasconcelos Valadares
(2013–2016)
Localização
Localização de Turvânia
Localização de Turvânia em Goiás
Turvânia está localizado em: Brasil
Turvânia
Localização de Turvânia no Brasil
16° 36' 50" S 50° 08' 02" O16° 36' 50" S 50° 08' 02" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Centro Goiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Anicuns IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Nazário, Firminópolis, Palminópolis, Anicuns
Distância até a capital 98 km
Características geográficas
Área 472,346 km² [2]
População 4 877 hab. IBGE/2014[3]
Densidade 10,33 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,736 elevado PNUD/2000 [4]
PIB R$ 48 974,912 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 616,12 IBGE/2008[5]
Página oficial

Turvânia é um município brasileiro do estado de Goiás. Sua população, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era de 4 877 habitantes em 2014.[3]

História[editar | editar código-fonte]

A história do Município de Turvânia inicia-se no ano de 1930 com o aparecimento dos primeiros habitantes, que se fixaram às margens do Córrego Poções, construindo seus ranchos de pau-a-pique, cobertos com folhas de buritis.

Com o passar dos tempos, novos habitantes foram chegando, construindo seus ranchos, estabelecendo morada e trabalhando a terra. A cada ano que passava as habitações iam aumentando e aquelas pequenas casas de madeira rústica construídas quase que uniformemente começava a tomar forma de povoado que para surpresa de muitos, dez anos mais tarde, o mesmo já contava com uma farmácia onde os enfermos procuravam seu proprietário, Sr. João Bueno, para fazer seus medicamentos. Como não tinha um hospital nas proximidades, esta farmácia era tida como a salvadora da população, contudo o estabelecimento farmacêutico funcionava precariamente em um ranchinho à beira do Córrego Poções. Já nesta época, algumas casas construídas de adobe e cobertas com telhas de barro começaram a aparecer e junto com estas casas apareceram os primeiros botequins, onde a aguardente predominava.

Em 1943, aquele aglomerado de ranchos e palhoças passou a chamar-se Poções, nome dado tendo em vista o córrego que o banhava denominar-se assim, elevando-se a categoria de povoado da então Comarca de Anicuns. A elevação deu-se através da doação de uma gleba de terras, cuja área era de aproximadamente 40 alqueires pelo Sr. Gregório Vieira da Cunha a Igreja Católica Apostólica Romana, que foi construída rusticamente com madeiras e folhas de buritis, neste mesmo ano. Todavia as dificuldades ainda perduraram. A falta de medicamentos e a não existência de estradas de rodagem, faziam com que os homens abrissem picadas entre as matas para alcançar as cidades mais próximas. A epidemia de maleita matava muito e a falta de transportes fazia com que os enfermos mais graves fossem levados em banguês até a cidade de Nazário à cata de medicamentos, cujo percurso a pé durava dois dias.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2011 é de 5.000 habitantes.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa populacional 2014 IBGE». Estimativa populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.