Taquaral de Goiás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades contendo este nome, veja Taquaral (desambiguação).
Município de Taquaral de Goiás
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 1 de outubro
Fundação 25 de julho de 1958
Gentílico taquaralense
Prefeito(a) Hélio Gontijo (PMDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Taquaral de Goiás
Localização de Taquaral de Goiás em Goiás
Taquaral de Goiás está localizado em: Brasil
Taquaral de Goiás
Localização de Taquaral de Goiás no Brasil
16° 03' 14" S 49° 36' 21" O16° 03' 14" S 49° 36' 21" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Centro Goiano IBGE/2008[1]
Microrregião Anápolis IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Itaguari, Itauçu, Itaberaí e Santa Rosa.
Distância até a capital 80 km
Características geográficas
Área 201,392 km² [2]
População 3 540 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 17,58 hab./km²
Clima tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,726 elevado PNUD/2000[4]
PIB R$ 27 673,596 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 7 943,05 IBGE/2008[5]
Página oficial

Taquaral de Goiás é um município brasileiro do estado de Goiás.

História[editar | editar código-fonte]

"Taquaral de Goiás tem sua origem ligada a uma Missa celebrada na residência de Gustavo Moreira Coelho, na fazenda Brandão. Consta-se que após a celebração, o então vigário de Itaberaí, sugeriu ao Sr. Gustavo a formação do vilarejo. Este acatou a sugestão e mobilizou os amigos e conhecidos lançando a ideia. Logo em seguida partindo para escolha do local, sendo aprovado o da Fazenda Taquaral.

Com o local escolhido e aprovado, o grupo constituído por Gustavo Moreira Coelho, Aurélio de Oliveira, Miguel Freire, Sebastião Moreira, Joaquim Pereira Souza, Manuel Prudêncio Sobrinho, Francisco Aleixo de Siqueira, Joviano Souto e Marcelino Galdino, fizeram a doação de terras para formar o patrimônio, cuja primeira denominação foi São Miguel de Taquaral.

Foi elevado à categoria de Distrito através da lei nº 86 de julho de 1958, votada na Câmara Municipal de Itaberaí, já com o nome de Taquaral, por estar às margens do córrego de mesmo nome. Em 1963, foi emancipada, desmembrando-se do município de Itaberaí. Sua instalação solene ocorreu em 1º de janeiro de 1964, sendo escolhido como primeiro prefeito o Sr. Benedito Moreira Rodrigues. Em 1968 o município foi elevado à categoria de Comarca, tendo como primeiro juiz o Dr. Francisco Elieser Lobo Fleury.

Em suas festas comemorativas, destacam-se o aniversário da cidade, 1º de outubro e a festa do padroeiro, São Miguel em 29 de setembro". (SILVA, 1998, p. 831-832)

Indústria[editar | editar código-fonte]

É considerado pioneiro em confecções de lingerie. Taquaral se tornou um importante Polo de Moda Íntima do Estado de Goiás. Milhares de pessoas passam por Taquaral anualmente para comprar os produtos de moda íntima da cidade e depois revendê-los.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2016 era de 3.625 habitantes. É conhecida como a capital brasileira da confecção de moda íntima, em 2007 aproximadamente 2.000 empregos diretos e em 2012 contava com mais de 200 fábricas de lingerie. Graças a esse comércio, a cidade de tem um baixíssimo índice de desemprego, chegando a quase zero. Tem em seu município também uma grande quantidade de plantação de bananas, sendo um grande exportador. Localizada nas proximidades da Serra do Brandão, situa-se a 80 km de Goiânia, capital do Estado de Goiás.

Sua localização é abundante em fauna e flora por possuir em suas redondezas a Serra do Brandão, com suas cascatas de água cristalina e seus cenários paradisíacos.

Em 2007 constitui-se umas das melhores municípios do estado na questão de emprego, pois o índice de desemprego no município foi reduzido a zero.[carece de fontes?]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Nos meses de maio e setembro são realizadas as tradicionais festas de barracas, com novenas e leilões. No mês de maio a festa é realizada em louvor a São Sebastião e em setembro em louvor ao padroeiro da cidade São Miguel.Também são comemoradas a famosa festa do

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.