Monte Alegre de Goiás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades contendo este nome, veja Monte Alegre.
Município de Monte Alegre de Goiás
"Monte Alegre de Açucar"
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 12 de Outubro
Fundação 1947
Gentílico monte-alegrense
Prefeito(a) Arlon Fulgencio Taveira (PTC)
(2013–2016)
Localização
Localização de Monte Alegre de Goiás
Localização de Monte Alegre de Goiás em Goiás
Monte Alegre de Goiás está localizado em: Brasil
Monte Alegre de Goiás
Localização de Monte Alegre de Goiás no Brasil
13° 15' 21" S 46° 54' 03" O13° 15' 21" S 46° 54' 03" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Norte Goiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Chapada dos Veadeiros IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Cavalcante, Campos Belos, Teresina de Goiás, Divinópolis de Goiás, Nova Roma e Arraias(TO)
Distância até a capital 680 km
Características geográficas
Área Não disponível
População Não disponível
Densidade Não disponível
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,625 médio PNUD/2000 [2]
PIB R$ 45 173,918 mil IBGE/2008[3]
PIB per capita R$ 6 089,77 IBGE/2008[3]
Página oficial

Monte Alegre de Goiás é um município brasileiro do estado de Goiás.

História[editar | editar código-fonte]

Até 1905, o districto de Chapéu, antigo nome de Monte Alegre de Goiás, pertencia ao Termo de Arrayas. Em 1906, o Distrito foi elevado à Vila por meio da Lei nº 271, de 4 de julho de 1906[4], sancionada pelo presidente do Estado de Goyaz, Miguel da Rocha Lima, que possui a seguinte redação: "Faço saber que o Congresso decretou e eu sanciono a seguinte lei: Art. 1º - Fica elevado à categoria de villa, com a mesma denominação, o arraial do Chapéu, que constituirá um município com o districto de Campos Belos."

Apesar de o IBGE informar que o Chapéu foi elevado à categoria de Município em 1947, o Semanário Official publicou em 5 de outubro de 1906[5], cópia da Ata de instalação do município, cujo trecho segue transcrito, respeitada a grafia original:

"Paço do Conselho Provisório do Município do Chapeo, em 7 de agosto de 1906. Exmo. Sr. coronel Miguel da Rocha Lima, Presidente do Estado. O Conselho abaixo assinado tem a honra de remetter a v. exa. a copia da acta de installação deste município, que teve logar no dia de hoje, em sessão solemne. (...) O sr. Presidente, com a palavra, fundamentou o motivo desta sessão e depois de serem lidos a lei n. 271, de 4 de julho próximo findo e o decreto n. 1704 de 16 do mesmo mez, o sr. presidente levantou-se e pronunciou as seguintes palavras: "Está installado o município do Chapéu", depois de que levantou a sessão por 15 minutos, para a confecção desta ata."

A Ata é assinada pelo presidente do Conselho, Paulo Ignacio de Macedo, tendo como secretário, Francisco Antonio de Oliveira.

A frase a seguir não foi modificada em respeito ao seu criador e às informações constantes no site do IBGE.

A cidade foi elevado à categoria de município com a denominação de Chapéu em 1947 sendo renomeado em 1953 para a denominação atual.[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2013 é de 8.166 habitantes. Localizado na região nordeste do estado de Goiás, pertencendo a suas terra à microrregião denominada Chapada dos Veadeiros. Limita-se ao norte com o município de Arraias-To e Campos Belos de Goiás, ao sul com São Domingos e Nova Roma,ao leste com Divinópolis de Goiás e ao oeste com Cavalcante. Segundo dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, em 2010 o município possuía o sexto pior IDHM (0,615) do estado e ocupava a 3796ª posição entre os 5.565 municípios brasileiros.

Clima[editar | editar código-fonte]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura mínima registrada em Monte Alegre de Goiás foi de 4,5 ºC, ocorrida no dia 9 de julho de 1972, enquanto que a máxima foi de 39,6 ºC, observada no dia 25 de outubro de 2012.a maior temperatura que e de 41 graus registrada por Jeová pereira pai de Eric mendes no dia 20 de maio de 2016. A precipitação pluviométrica média do município é 1200mm por ano, sendo o maior acumulado de chuva registrado na cidade em 24 horas foi de 157,0 mm, em 2 de março de 1976.[7]

Diversos[editar | editar código-fonte]

Em Monte Alegre tem muita festa a mais conhecida Reinado da Cachaça, tem muita popularidade e acontece em julho tendo seu rei e rainha.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  4. GOVERNO do Estado de Goyas. Lei n. 271, de 4 de julho de 1906. Goyaz, Semanário Official, anno VIII, n. 344, 6 jul. 1906.
  5. GOVERNO do Estado de Goyaz. Semanário Official, Goyaz, anno VIII. n. 357, p. 5, 5 out. 1906.
  6. «IBGE - cidades@ - Histórico - MONTE ALEGRE DE GOIAS (go)». ibge.gov.br. 2012. Consultado em 2 de junho de 2012 
  7. Sistema de Monitoramento Agrometeorológico (Agritempo). «Dados Meteorológicos - Goiás». Consultado em 12 de julho de 2013 

Ver também[editar | editar código-fonte]

A ride-df quer adicionar monte alegre a integração do distrito federal.

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.