Córrego do Ouro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre um município. Para outros significados, veja Córrego do Ouro (desambiguação).
Município de Córrego do Ouro
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 1934 (83 anos)
Gentílico corregorino
Prefeito(a) Murilo César da Silva (PP)
(2017–2020)
Localização
Localização de Córrego do Ouro
Localização de Córrego do Ouro em Goiás
Córrego do Ouro está localizado em: Brasil
Córrego do Ouro
Localização de Córrego do Ouro no Brasil
16° 17' 38" S 50° 32' 52" O16° 17' 38" S 50° 32' 52" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Centro Goiano IBGE/2008[1]
Microrregião Iporá IBGE/2008[1]
Distância até a capital 180 km
Características geográficas
Área 462,302 km² [2]
População 2 629 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 5,69 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,686 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 27 508,076 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 318,11 IBGE/2008[5]
Página oficial

Córrego do Ouro é um município brasileiro do interior do estado de Goiás, Região Centro-Oeste do país. Sua população estimada em 2004 era de 2.811 habitantes.

Histórico O povoado de Córrego do Ouro iniciou-se em 1934, por incentivos do Padre Alexandre Pereira. Suas terras excelentes e a construção de uma ponte sobre o Rio Fartura favoreceram a vinda de várias famílias com vistas à agropecuária. Para acelerar o desenvolvimento urbano, foi feita a doação de uma gleba para a formação do patrimônio, por Benedito Cordeiro de Paula, Benedito Cordeira da Silva, Benedito Abadia Monteiro, Antônio Jacó de Araújo, Augusto e Ivo Pires de Faria. Em torno de um rancho, improvisado em igreja, foram surgindo as primeiras moradias, com predominância de elementos ligados à agricultura e à pecuária. Crescendo gradativamente, em 6 de outubro de 1948 o povoado passou a distrito, pela Lei Municipal nº 6 da Câmara Municipal de Goiás. A autonomia foi concedida pela Lei Estadual nº 776, de 24 de setembro de 1953, instalando-se o município em 1º de janeiro de 1954, desmembrando-se de Goiás. O topônimo tem origem no córrego do mesmo nome, que banha o município e no ouro, largamente extraído.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Córrego do Ouro, ex-povoado, pela lei municipal nº 21, de 06-10-1948, subordinado ao município de Goiás.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Córrego do Ouro, figura no município de Goiás.

Elevado à categoria de município com a denominação de Córrego do Ouro, pela lei estadual nº 776, de 24-11-1953, desmembrado de Goiás. Sede no antigo distrito de Córrego do Ouro. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-01-1954. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.