Orizona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para não confundir com, veja Ourizona.
Município de Orizona
Vista aérea da cidade.

Vista aérea da cidade.
Bandeira de Orizona
Brasão de Orizona
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 15 de setembro
Fundação 1850 (167 anos)
Gentílico orizonense
Lema A cidade que a gente quer!
Prefeito(a) Joaquim Augusto Marçal (PSDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Orizona
Localização de Orizona em Goiás
Orizona está localizado em: Brasil
Orizona
Localização de Orizona no Brasil
17° 01' 51" S 48° 17' 45" O17° 01' 51" S 48° 17' 45" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Sul Goiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Pires do Rio IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes São Miguel do Passa Quatro, Silvânia, Luziânia, Pires do Rio e Vianópolis.
Distância até a capital Cerca de 130 km
Características geográficas
Área 1 972,865 km² [2]
População 14 292 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 7,24 hab./km²
Altitude 806 m
Clima Tropical subúmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,768 elevado PNUD/2000 [4]
PIB R$ 199 035,519 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 13 255,78 IBGE/2008[5]
Página oficial
Imagem aérea da cidade de Orizona

Orizona é um município brasileiro do estado de Goiás. Sua população estimada em 2009 foi de 15.201 habitantes.

É conhecida por ser uma das maiores bacias leiteiras do estado, com leite produzido por dois mil pequenos pecuaristas. Além disso, o município também é grande produtor de cachaça, havendo cerca de 40 alambiques artesanais em seu território.

História[editar | editar código-fonte]

Orizona, antiga Capela dos Correias, depois Campo Formoso e posteriormente Orizona, edificada à margem direita do Ribeirão Santa Bárbara, afluente do Rio Corumbá, foi fundada por Joaquim Fernandes de Castro e José Pereira Cardoso que, em 1850, deram começo aos trabalhos de construção de uma capela dedicada a Nossa Senhora da Piedade.

É desconhecida a primeira imigração. De Minas Gerais vieram agricultores entre 1840 e 1850, começando, assim, o povoamento. Destaca-se nesse movimento fundador, o cidadão Fulgêncio de Souza França e do Cel. Pio José da Silva, pai do grande Artur Silva, cujos feitos são narrados até a presente data pela população local. Edificada a capela, formou-se o povoado pertencente ao Município de Santa Cruz (hoje Santa Cruz de Goiás).

Em 1890, foi o povoado erguido em distrito com a denominação de Capela dos Correias. Graças ao desenvolvimento, foi elevado à categoria de Vila em 12 de julho de 1906, pela Lei nº 277, instalada a 15 de outubro do mesmo ano, já com a denominação de Campo Formoso. A categoria de Cidade lhe foi dada pela Lei nº 347, de 8 de julho de 1909.

Pelo Decreto-Lei Estadual nº 8305, de 31 de dezembro de 1943, o Município de Campo Formoso passou a denominar-se "Orizona" - termo do latim que significa "Região do Arroz". O termo surgiu da junção do prefixo "Oriza", que significa Arroz, e do sufixo "Zona", que significa Região. Quando o município foi nomeado como Orizona, este era um dos grandes produtores de arroz do estado de Goiás.

LOCALIZAÇÃO E CLIMA

O município de Orizona está localizado na mesorregião do Sul goiano, na microrregião de Pires do rio (Sudeste do estado de Goiás), também denominada região da Estrada de Ferro, estando a sede distante 135 km da capital do estado, Goiânia.  O município é limítrofe de Luziânia, Silvânia, Vianópolis, Pires do Rio, Ipameri e Urutaí. A vegetação predominante é o cerrado, variando do campo cerrado até o cerradão, recortado por matas secas e de veredas. Os solos predominantemente são os latossolos, caracterizados pela profundidade, acides, bem drenados e pouco inclinados. Ocorrendo regiões de solos com grande fertilidade (culturas), mas com topografia mais acidentada. O relevo é caracterizado por terrenos planos, entrecortado por serras, típico do Planalto Goiano. O clima da região é o tropical sazonal de inverno seco, com temperaturas médias em torno de 22 - 23ºC. e precipitação média anual de aproximadamente 1300 mm, concentradas entre os meses de outubro e março. A região é drenada pela bacia hidrográfica do Paraná, cortada pelo Rio Corumbá e seus afluentes e subafluentes. Destacam-se o rio Piracanjuba e o rio do Peixe, e os ribeirões Santa Barbara, Santana, Cachoeira e Santo Inácio.

Formação administrativa[editar | editar código-fonte]

Podemos resumir a formação administrativa do município nos seguintes passos[6]:

  • 1911: nas divisões territoriais, o município consta como constituído do Distrito Sede.
  • 1936: nas divisões territoriais, o município consta como constituído de dois distritos: Campo Formoso e Ubatã.
  • 1938, 31 de outubro: extinto o Distrito de Ubatã, pelo Decreto-Lei Estadual nº 1233.
  • 1943, 31 de dezembro: mudança de nome, de Campo Formoso para Orizona, pelo Decreto-Lei Estadual nº 8305.
  • 1950, 1 de julho: nas divisões territoriais, o município consta como constituído do Distrito Sede.
  • 1979, 1 de janeiro: em divisões territoriais, o município consta como constituído de dois distritos: Orizona e Alto Alvorada.

Economia[editar | editar código-fonte]

A Economia de Orizona é baseada principalmente na Pecuária leiteira, agricultura e produção de cachaça. O município representa uma das maiores bacias leiteira do Estado de Goiás. Os pequenos pecuaristas vendem seu leite para empresas como Laticínios JL Ltda a qual detêm as marcas Valeza e Vale do Orizona e é o maior receptor do leite do município. O leite também é comercializado pela Itambé, Italac e Cooperativa Mista Agropecuária dos Produtores Rurais de Orizona (Coapro).

Política[editar | editar código-fonte]

Histórico e Lista de Ex Prefeitos[editar | editar código-fonte]

Orizona, a partir de 1906 foi governada pelos presidentes do Conselho da Intendência Municipal de Campo Formoso e por Prefeitos Municipais nomeados, dentre eles:

  • José da Costa Pereira Sobrinho
  • Antenor Pinheiro
  • Joaquim Jorge Teixeira França
  • Públio de Souza
  • Cel. Pio José da Silva
  • Salviano Pedro Borges
  • Herculano de Souza Pereira
  • Livertino Leão Sobrinho
  • José Albino de Oliveira
  • Nelson Costa Campos
  • Idomenêo Marques de Araújo Valle (irmão do poeta Leo Lynce)
  • Maurity Silva
  • Euclides Tolentino Bretas
  • Jeremias Fernandes de Castro
  • Aguinaldo França(Guinú)
  • Joel de Andrade
  • Alpheu Pereira Caixeta
  • Edmundo Marinho

A partir de 1936 passou a ser governada por prefeitos municipais eleitos.

Prefeitos Duração
Egerinêo Teixeira 1936/1938
José da Costa Pereira 1939/1946
Rodolfo Fernandes de Castro 1947/1950
Luiz Inácio Martins Araújo(Dr. Pila) 1951/1954
Pedro Ribeiro Correa 1955/1958
Realino Nunes de Paula 1959/1960
Antônio de Paiva 1961/1965
José Marçal da Silveira 1966/1969
Joaquim Pereira de Freitas 1970/1972
Benedito Pereira de Mesquita 1973
Paschoalino Mota 1973/1976
José Marçal da Silveira² 1977/1982
Joaquim Pereira de Freitas² 1983/1988
Idalicio Leandro Teixeira 1989/1992
Délico Machado da Silva 1993/1996
Anteres Vieira Pereira 1997/2000
João Bosco Mesquita 2001/2004
Itamar Dias Teixeira 2005/2008
Felipe Antônio Dias 2009/2012
Felipe Antônio Dias² (reeleito) 2013/2016
Joaquim Augusto Marçal 2017/2020 ATUAL

Administração Atual 2017/2020[editar | editar código-fonte]

  • Prefeito: Joaquim Augusto Marçal (PSDB)
  • Primeira-Dama: Mara Marçal
  • Vice-Prefeita: Roseli Gonçalves Caixeta Mesquita (PSD)

.

  • Secretários Municipais:
  • Evaristo Bernardino da Costa Neto - Secretário de Infraestrutura e Chefe de Gabinete
  • Nelson Carneiro - Secretário de Finanças
  • Dr. Hênio - Secretário de Saúde
  • Osvaldo Teixeira - Secretário de Controle Interno
  • Carlos Antunes - Secretário de Administração
  • Pedrinho Mizael - Secretário de Ação Urbana
  • Clayton Gonçalves - Secretário de Esporte
  • Ivana Guimarães - Secretária de Educação
  • Mara Marçal - Secretária de Ação Social

.

  • Vereadores:
  • Jeremias de Sousa Mendes (PSD) - Presidente 2017
  • Carlos Eduardo da Silva (PSD)
  • Altaides de Sousa Filho (PSD)
  • Nelson Garcia Bastos (PSD)
  • Waldivino de Freitas Lemes (PP)
  • Renato Vieira da Cunha (PMDB)
  • Elson Vieira Caixeta (PMDB)
  • Antônio Donizete de Sousa (PMDB)
  • José Gonzaga (PMDB)

.

Filhos Ilustres de Orizona[editar | editar código-fonte]

O município também tem seus destaques na Arte. Talentos na música, a exemplo da cantora e compositora evangélica de grande renome no cenário gospel nacional Alda Célia, nascida em Orizona; e de duplas da música sertaneja como Renato e RaphaelJoão Cleyton e Jociano, e Léo de Castro da Banda Nechivile, Rafael Leão Mesquita da dupla Alisson e Thiago, entre outros reconhecidos nacionalmente. Na literatura, nomes como o de José Olimpio PereiraSônia Maria Ferreira e Edir Gonçalves, figuram entre os grandes escritores goianos, com inúmeros livros e artigos publicados.

Um dos mais importantes nomes do teatro em Goiás, Cici Pinheiro, que morreu em 2002, é natural de Orizona. Nascida em 5 de Junho de 1929, Cici lutou com as armas que tinha para conquistar o seu espaço no teatro, rádio e depois na TV. O talento, herdado da mãe Julieta de Resende Pinheiro, conhecida em Orizona como oradora e atriz de peças montadas pelos grupos amadores da cidade, levou-a à carreira profissional de atriz, autora e diretora. Dona de um gênio forte e sem papas na língua, Cici Pinheiro fazia e dizia o que queria numa época em que as mulheres não tinham tanta liberdade assim. Pioneira do rádio e da TV, a atriz protagonizou os primeiros beijos em cena nos idos dos anos 1950 com o ator William Aia na peça Deslumbramento, dirigida por João Ângelo La Banca, de São Paulo.

Outra grande figura orizonense e de grande destaque no meio religioso é Dom Antônio Ribeiro de Oliveira, que também é natural de Orizona. Sendo este, à 30 de outubro,nomeado pelo então Santo Padre João Paulo II, Arcebispo de Goiânia.

Na aréa esportiva, um filho de grande renome e que vem se destacando em todo cenário nacional é o árbitro de futebol André Luiz de Freitas Castro eleito por 5 anos consecutivos como o melhor árbitro do Estado de Goiás (2006, 2007, 2008, 2009 e 2010). Atualmente, integra o quadro da CBF, conquistando no ano de 2010 a condição de aspirante a árbitro FIFA. Desde que se iniciou a carreira vem apitando vários jogos importantes do futebol regional e nacional, como várias finais do Campeonato Goiano, jogos importantes pela Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro da Séries B, tendo também no ano de 2010 se consolidado à apitar partidas dos grandes times do nosso futebol, pelo Campeonato Brasileiro da Série A. Em 2011, já consolidado no cenário nacional, apitou a partida épica entre Santos e Flamengo, pelo Brasileirão, onde foi notícia por todo o mundo.

No cenário politico, Orizona se destaca com dois grandes senadores, sendo eles: José da Costa Pereira, com mandato de 1951-1960, e Lázaro Ferreira Barboza, de 1975 a 1983, sendo este último também Ministro da Agricultura, no periodo de 1992 a 1993.

Orizona destaca-se também pela força de entidades representativas como cooperativas, sindicatos e associações. Só para exemplificar algumas, temos o Centro Social Rural, a Coapro (Cooperativa Agropecuária), a Credfer (Cooperativa de Crédito), Sindicato Rural, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Escola Família Agrícola de Orizona e dezenas de associações como a APAMAC e APAMORA.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. «Biblioteca do IBGE». Consultado em Dezembro de 2006.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]