Adelândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde março de 2013).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Adelândia
Bandeira de Adelândia
Brasão indisponível
Bandeira Brasão indisponível
Hino
Aniversário 1 de junho
Fundação 1 de junho de 1989
Gentílico adelandense
Prefeito(a) Victor Leonardo de Lima Soares (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Adelândia
Localização de Adelândia em Goiás
Adelândia está localizado em: Brasil
Adelândia
Localização de Adelândia no Brasil
16° 24' 54" S 50° 09' 57" O16° 24' 54" S 50° 09' 57" O
Unidade federativa  Goiás
Mesorregião Centro Goiano IBGE/2008[1]
Microrregião Anicuns IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Anicuns, Americano do Brasil, Turvânia, São Luís de Montes Belos, Sanclerlândia e Mossâmedes.
Distância até a capital 109 km
Características geográficas
Área 115,353 km² [2]
População 2 483 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 21,53 hab./km²
Altitude 649 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,702 alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 17 434,927 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 716,07 IBGE/2008[5]
Página oficial

Adelândia é um município brasileiro do interior do estado de Goiás, Região Centro-Oeste do país. Sua população estimada em 2004 era de 2.522 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Primeiro a capela em louvor de São Sebastião. Depois uma pequena escola que servia aos moradores das fazendas da região de Mossâmedes, próxima ao Rio Turvo. A perspectiva de trabalho na pecuária e agricultura atraía cada vez mais pessoas. Assim, em 1962, surgiu Adelândia. A denominação é uma homenagem à dona Adélia, mulher do fazendeiro Domingos Alves Sobrinho, que doou as terras onde se formou o núcleo populacional.

A população era constituída essencialmente de trabalhadores rurais. Ainda em 1962, o povoado foi elevado à condição de distrito de Mossâmedes. Em 30 de dezembro de 1987, com a Lei nº 10.396, finalmente foi emancipado, tornando-se município. O hino do município de Adelândia foi escolhido através de concurso público, tendo sido eleito o de autoria da então professora na época a Sr.ª Waldir da Silva Avelar.

Na primeira eleição direta de Adelândia, foram eleitos para Prefeito Lourival Lobó e Vice-Prefeito Francisco Quintiliano de Avelar Filho na eleição seguinte foi eleito Antonio dos Reis Pereira posteriormente Andre Gomes Duarte já falecido na eleição seguinte foi eleito novamente Antonio dos Reis Pereira seguido por Mauricio Martins de Freitas posteriormente foi eleito senhor Victor Leonardo de lima soares e nessa última eleição foi reeleito Victor Leonardo de Lima Soares.

Adelândia ainda, em meados da década de 80 em razão da fertilidade de suas terras e grande produção de feijão foi denominada de "Capital do Feijão", tendo essa marca histórica presente em sua bandeira municipal.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia de Adelândia é formada basicamente da agropecuária e de pequenas empresas, tendo um potencial muito grande na bacia leiteira no cultivo de bananas e produção cerâmica mas basicamente produção de tijolos sendo 04 empresas do gênero de cerâmica; Já na área de laticínios consta uma empresa uma das mais prospera da região, ha um potencial muito grande também nas confecções de roupas e facções. Estas empresas e a produção agropecuária geram direta e indiretamente centenas de empregos a população adelandense, na área comercial destaca se empresas variadas. Há também uma grande concentração de pequenas propriedades rurais com isso fixando a economia na região, há também a usina de álcool e açúcar estabelecida em Anicuns a 25 km revertendo centenas de empregos para a população adelandense e para agropecuaristas da região tendo em vista que a mesma loca as terras dos mesmos.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.