Padre Bernardo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Padre Bernardo
"Pbn (Pebeene)"
"Alegre por natureza"
Vista aérea da cidade.

Vista aérea da cidade.
Bandeira de Padre Bernardo
Brasão de Padre Bernardo
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 9 de maio de 1964 (55 anos)
Gentílico padre-bernardense
Lema Subq signo nata stab
"Um lugar para todos"
Prefeito(a) Francisco de Moura Teixeira Filho (Reeleito) (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Padre Bernardo
Localização de Padre Bernardo em Goiás
Padre Bernardo está localizado em: Brasil
Padre Bernardo
Localização de Padre Bernardo no Brasil
15° 09' 36" S 48° 17' 02" O15° 09' 36" S 48° 17' 02" O
Unidade federativa Goiás
Mesorregião Leste Goiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Entorno do Distrito Federal IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Mimoso de Goiás (N), Vila Propício (NO), Planaltina (L), Cocalzinho de Goiás (SO), Água Fria de Goiás (NE), Águas Lindas de Goiás (SO) e Brazlândia (DF) (S)
Distância até a capital 246 km
Características geográficas
Área 3 142,396 km² [2]
População 33 835 hab. (GO: 36º) –  est. IBGE/2019[3]
Densidade 10,77 hab./km²
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,651 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 147 805,611 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 5 388,66 IBGE/2008[5]

Padre Bernardo é um município brasileiro do estado de Goiás. Localizado na Microrregião do Entorno do Distrito Federal e na Mesorregião do Leste Goiano. Sua população estimada em 2019 é de 33.835 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

A ocupação do território municipal de Padre Bernardo teve início no século passado com o estabelecimento das primeiras fazendas de criação de gado às margens do Rio Maranhão e seus tributários mais importantes, onde se localizam pastagens de boa qualidade.

Com o decorrer dos anos surgiram outros fatores responsáveis pelo crescimento do povoado econômico demográfico da região. Ao aumento natural dos rebanhos associava-se, de modo paralelo e consequente, a ocorrência de picadas, que levaram ao surgimento das pousadas dos vaqueiros, a caminho de Niquelândia e das famílias que desciam do Nordeste para a região Centro-Sul.

A função religiosa foi, sem dúvida, a mais importante na instalação e no crescimento do povoado, pois a partir de 1933, romeiros provenientes da região do Vão dos Angicos, no Município de Luziânia, se dirigiam todos os anos, durante o mês de julho para rezarem na capela do Divino, erguida por fazendeiros locais, com o surgimento de algumas casas em volta da capela, os fazendeiros começaram a lotear partes do vale, com o objetivo uma cidade.

Em 1951, foi fundado o Arraial com o nome de Barro Alto do vão dos Angicos e, para a formação do Patrimônio, os Senhores Januário de Amorim e Valentim José Cabral, doaram doze alqueires de terra ao Santo Padroeiro. Ainda na condição de povoado, a localidade passou a denominar-se Padre Bernardo, em homenagem ao vigário que percorria as fazendas locais, celebrando batizados e casamentos, enfatizando cada vez mais a função da cura.

Monumento em Homenagem ao Fundador de Padre Bernardo, Sr. Jose Monteiro Lima, na Praça Central.

A partir de 1957 a expansão do núcleo urbano se deve ao Senhor José Monteiro Lima, que dividiu sua fazenda em sítios e lotes, doando às famílias sem recursos e vendendo aos que desejassem se fixar na região.

Graças à fertilidade de suas terras, o distrito foi tomando grande impulso. Em 1963, o Projeto de autoria do Deputado Olinto Meireles foi aprovado, e através da Lei Estadual nº 4797, no entanto só em 1964 Padre Bernardo foi elevado à categoria de município, constituindo-se termo judiciário da Comarca de Luziânia.

Mais recentemente, através de um plebiscito realizado em março de 1980 e homologado pelo Diário oficial do Estado em maio do mesmo ano, foi incorporado à configuração geográfica local o Distrito de Mimoso, que anteriormente pertencia à Niquelândia.

Um maior dinamismo ocorrido no município deu-se ao avanço das fronteiras agrícolas para o Centro-Oeste e mais precisamente à construção de Brasília, dado ao seu favorável posicionamento geográfico em relação do Distrito Federal.

No período atual, em decorrência da expansão verificada agravaram-se os problemas relacionados com a prestação do serviços, notadamente educação e saúde, e com a infra-estrutura de apoio aos setores produtivos, estabelecendo uma relação muito forte de dependência podendo-se mesmo classificar Padre Bernardo como mais uma "cidade satélite", só que fora do território do Distrito Federal, e consequentemente de sua jurisdição administrativa. Por gentílico temos padre-bernardense.

Pela Lei Municipal nº 132, de 6 de março de 1958, é criado o Distrito com a denominação de Padre Bernardo, subordinado ao município de Luziânia. Através da Lei nº 4.797 de 7 de dezembro de 1963, é elevado à categoria de município com a mesma denominação, desmembrando-se de Luziânia. Pela Lei Estadual nº 8.004, de 26 de novembro de 1975 e, ratificado pela Lei Estadual nº 8.111, de 1405-1976, Padre Bernardo adquiriu do município de Niquelândia o distrito de Mimoso. Em divisão territorial datada de 1 de janeiro de 1979, o município é constituído de 2 distritos: Padre Bernardo e Mimoso. Pela Lei Estadual nº 10.405, de 30 de dezembro de 1987, o distrito de Mimoso é desmembrado do município de Padre Bernardo e é elevado à categoria de município com a denominação de Mimoso de Goiás.

Economia[editar | editar código-fonte]

A pecuária movimenta a economia de Padre Bernardo, participando da arrecadação com 32,31%. Na agricultura, o forte são o cultivo de soja e milho.

O comércio local, como restaurantes, bares, lojas de roupas e calçados, bancos, supermercados, entre outros, é pequeno e atende às necessidades básicas da população. As indústrias que merecem destaque na região são as de cerâmica, os laticínios e as confecções.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Hidrografia

Eventos e Festas[editar | editar código-fonte]

Janeiro
  • Folia de Reis - 6
  • Folia São Sebastião - 20
Fevereiro
  • Carnaval de rua
Maio
  • Festa do divino - 9 a 19
  • Aniversário da Cidade - 9
Julho
  • Festa de Nossa Senhora do Carmo, padroeira de Padre Bernardo
Agosto
  • Dia do evangélico - 31
  • Aroeira - Largada Rumo ao Muquém

Cultura[editar | editar código-fonte]

A tradição da festa de que deu origem à cidade consegue reunir ainda hoje milhares de pessoas em louvor ao Divino Espírito Santo. A capela, construída em devoção à figura religiosa, em terreno doado por Rosa Fernandes Cabral, é palco da movimentação de fiéis que participam de missas, folias e atividades culturais. As festividades duram nove dias, com encerramento na comemoração de pentecostes. Padre Bernardo possui peculiaridades e características determinantes da origem de seu povo,isto é, há miscigenação cultural entre mineiros, nordestinos, remanescentes de outras partes do país e do próprio estado de Goiás.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Pertencem ao município, os distritos:

  • Entre Rios
  • Mariápolis
  • Monte Alto
  • Taboquinha
  • Trajanópolis
  • Vendinha
  • Ouro Verde
  • Boa Vista

Bairros[editar | editar código-fonte]

  • Jardim das Acácias
  • Setor Bela Vista
  • Setor Central
  • Setor Divinópolis
  • Setor Leste
  • Setor Oeste
  • Setor Sul
  • Vila Canaã
  • Vila Maria
  • Vila 9 de maio
  • Vila Novos Rumos
  • Entre outros.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativa populacional para 2019». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2019. Consultado em 13 de outubro de 2019 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.