Telecomunicações do Paraná

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
TELEPAR
Razão social Telecomunicações do Paraná S/A
Nome(s) anterior(es) Companhia de Telecomunicações do Paraná (1963-1972)
Atividade Telecomunicações
Gênero Sociedade anônima
Fundação 27 de novembro de 1963
Encerramento 29 de julho de 1998
Sede Curitiba
Área(s) servida(s)  Paraná
Proprietário(s) Governo do Estado do Paraná (1963-1972)
Telebras (1972-1998)
Antecessora(s) Companhia Telefônica Nacional (CTN)
Sucessora(s) Brasil Telecom (atual Oi)
Website oficial www.telepar.com.br

Telecomunicações do Paraná S/A - TELEPAR foi a empresa operadora de telefonia do sistema Telebras[1] no estado do Paraná antes da privatização em 1998[2], onde as operações na telefonia fixa foram absorvidas pela Brasil Telecom, atual Oi.

História[editar | editar código-fonte]

Criação[editar | editar código-fonte]

Foi criada em 27 de novembro de 1963 com o nome de Companhia de Telecomunicações do Paraná - TELEPAR pelo governador Ney Braga, no mesmo ano em que foi promulgada a Lei Estadual nº 4.707, de 7 de março de 1963, que autorizou ao Poder Executivo Estadual a exploração de serviços de telecomunicações. Em 1967, a TELEPAR incorporou a Companhia Telefônica Nacional - CTN, e posteriormente outras pequenas companhias telefônicas do interior do Estado, passando a operar em mais de 91% do sistema de telecomunicações do Paraná[3][4].

Integração no sistema Telebras[editar | editar código-fonte]

Em 1972 veio a integrar o sistema Telebras, tendo o nome simplificado para Telecomunicações do Paraná, e em 1975 o controle acionário da TELEPAR foi transferido do Governo do Estado para a Telecomunicações Brasileiras S.A.[5].

Mas a integração total da telefonia do estado em uma única empresa-pólo nunca foi concretizada, pois existiram outras empresas menores no Paraná que se associaram ao sistema Telebras sem incorporação, caso da COTELPA - Companhia Telefônica de Paranaguá, da CPT - Companhia Pontagrossense de Telecomunicações e da SERCOMTEL - Serviço de Comunicações Telefônicas de Londrina. Somente em dezembro de 1989 é que foi incorporada a Companhia Pontagrossense de Telecomunicações - CPT, e em fevereiro de 1990 a Companhia Telefônica de Paranaguá - COTELPA. A SERCOMTEL permanece independente até os dias atuais[6].

Privatização[editar | editar código-fonte]

Em 1998 a empresa foi absorvida pela Tele Centro-Sul (Brasil Telecom), que hoje pertence à Oi, enquanto o sistema celular da Telepar foi absorvido pela TIM, passando a ter a marca "Tim Telepar Celular"[7].

Sistema DDD[editar | editar código-fonte]

O estado do Paraná foi um dos pioneiros na implantação do sistema de Discagem Direta à Distância (DDD) no país. As cidades de Curitiba, Paranaguá e Ponta Grossa se beneficiaram do novo sistema em 1970, mesmo ano que São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, as três primeiras cidades brasileiras que receberam o DDD[8][9].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telefonia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.