Oi TV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Oi TV
Razão social TNL PCS S/A
Subsidiária
Slogan O melhor da TV por assinatura
Indústria Telecomunicações
Fundação 7 de maio de 2006 (12 anos)
Sede Rio de Janeiro, RJ
Proprietário(s) Oi
Produtos TV por assinatura (DTH)
Fibra
Antecessora(s) Way TV
Website oficial www.oi.com.br/tv-hd

A Oi TV é uma operadora de TV por assinatura pertencente à Oi que atua via satélite SES-6 e Amazonas 2/3 com a tecnologia DTH em 24 estados do Brasil e via fibra nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte.[1][2]

Anteriormente, chamava-se Way TV atuando somente via cabo e apenas nas cidades de Barbacena, Belo Horizonte, Poços de Caldas e Uberlândia.[3][4] Atualmente, a operadora segue a prestar serviços de televisão digital e internet banda larga nestas cidades.[5]

Disponibilidade como produto[editar | editar código-fonte]

A Oi TV HD disponibiliza canais em HD a partir de seu plano básico, contando hoje com mais de 80 canais em alta definição.

Posição por número de assinaturas[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2015 havia ficado na terceira posição das operadoras de TV por assinatura com 6.78% dos assinantes ativos do Brasil, atrás apenas da Sky e das líderes em números de assinantes (NET e Claro).

Serviços[editar | editar código-fonte]

Oi Filmes[editar | editar código-fonte]

O Oi Filmes é o mais completo pay per view entre as operadoras de TV por assinatura. São 12 canais com diversos títulos, entre eles os de destaque de bilheteria, que são atualizados frenquentemente, com uma estreia a cada sexta-feira. Disponíveis desde o pacote de entrada Oi TV Start HD, os filmes custam R$ 10,00 cada e podem ser assistidos durante 24h.[6]

DVR (gravador digital)[editar | editar código-fonte]

O DVR é um gravador digital com capacidade de mais de 500 horas de gravação (500Gb) que permite que o conteúdo da TV seja reproduzido livremente no set up box, por apenas R$20,00/mês. O usuário também pode dar pausa na programação que está assistindo ao vivo, gravar os programas de forma recorrente (como séries e a novelas) ou individualmente e voltar, pausar e avançar na programação gravada. O serviço também permite gravar dois canais diferentes de forma simultânea, apenas com a condição de um dos canais ser o assistido no momento. 

Oi TV HD 4K[editar | editar código-fonte]

No dia 14 de Junho de 2018, a Oi TV HD juntamente a Globosat lançaram a primeira transmissão oficial do 4K da Copa do Mundo FIFA via DTH através do satélite SES 6. É a primeira operadora de TV em DTH a entregar o canal SporTV 4K via satélite, sendo a NET a primeira via cabo.

VOD[editar | editar código-fonte]

O VOD, sigla para Video On Demand, é uma evolução do serviço Per Pay View (PPV), trata-se de uma nova tecnologia onde os filmes são enviados via satélite e ficam armazenados no receptor do cliente, que podem alugar o filme a qualquer hora que quiser e diferentemente do PPV (Oi Filmes) no VOD o filme inicia a hora que quiser, o cliente tem total liberdade de escolher o horário de início, pausar, retroceder e avançar. O VOD está disponível apenas para quem tem DVR e o cliente pode assistir o filme em até 48h por R$ 10,00 cada.

PVR[editar | editar código-fonte]

A função de gravação de programas da Oi TV HDtambém está disponível para toda a base de assinantes, mesmo para aqueles que não têm uma caixa com DVR integrado. Basta conectar um pendrive de pelo menos 8 GB de capacidade na caixa mais simples para poder gravar programação da grade, dar pausa ao vivo, realizar agendamentos e acessar lista de conteúdos gravados. O assinante não precisará pagar nada a mais para utilizar o Pen-VR, apenas contratar os Canais Internacionais, que custam R$10,00/mês

TV everywhere[editar | editar código-fonte]

A plataforma Oi Play está sendo disponibilizada em três fases. A primeira é, na verdade, a possibilidade de autenticação nas plataformas de TV Everywhere dos próprios canais. Os assinantes da Oi TV poderão acessar os conteúdos de 30 canais lineares, com conteúdo ao vivo e on-demand acessando os sites das programadoras pelo computador ou por meio de 11 aplicativos para tablets e smartphones. São eles: Telecine Play, Globosat Play, Premier Play (PFC), ESPN Watch, Esporte Interativo, Sexy Hot Go, Fox Play, Cartoon Go, TNT Go, Space Go e Combate Play. O assinante tem acesso gratuito a esses conteúdos, desde que os canais já façam parte de seu pacote.

A Oi lançou também o portal do Oi Play (semelhante ao SKY Online) que tem curadoria de conteúdo, segmentação por gênero, canal e audiência, , onde é ofertado os mesmos conteúdos dos aplicativos.

A terceira etapa trouxe o portal do Oi Play para dentro do set-top box da Oi TV, que funcionaria também como catch-up, revela o diretor da operadora de DTH, Ariel Dascal. "A ideia é ter os conteúdos dos canais também no formato on-demand para que o assinante possa ver diretamente na televisão, mas isso vai exigir que a caixa (set-top box) esteja conectada à banda larga", conta. Segundo Dascal, a expectativa da Oi é lançar o Oi Play nos set-tops no primeiro trimestre de 2016.

Oi TV Livre[editar | editar código-fonte]

Também lançou em parceria com as fabricantes de antenas parabólicas, Elsys e BedinSat, o Oi TV Livre HD com pacote de canais abertos (5 deles em HD) e várias rádios sem mensalidade tendo inclusive 43 afiliadas da Rede Globo em alta definição nas regiões cobertas, também com opção de contratar o pacote de canais pagos sendo vários em HD com cobertura nacional (também incluindo o estado de São Paulo).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Internet TV Fibra». www.oi.com.br. Consultado em 27 de outubro de 2016 
  2. «Oi IPTV: no Rio de Janeiro e em BH até o fim do ano | Tecnoblog». Tecnoblog (em inglês). 25 de abril de 2012 
  3. «Oi promove Oi TV com pacotes convergentes». Olhar Digital. 15 de abril de 2008. Consultado em 12 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 12 de fevereiro de 2017 
  4. Moreira, Daniela (14 de abril de 2008). «Oi abandona nome Way TV e inicia oferta de TV a cabo em Minas». IDGNow!. Consultado em 12 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 12 de fevereiro de 2017 
  5. «O que é OiTV». OI TV Na Social. Consultado em 18 de outubro de 2011 
  6. [1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]