Intelig

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Intelig Telecom
Subsidiária da TIM
Fundação 2000
Encerramento 2010
Sede  Brasil Rio de Janeiro, RJ
Proprietário(s) TIM Brasil
Produtos serviços de telecomunicações
Empresa-mãe Telecom Itália, através da TIM
Sucessora(s) TIM Empresas
Website oficial www.inteligtelecom.com.br

A Intelig Telecom foi uma empresa de telecomunicações brasileira que atuou entre 2000 e 2010. Ao entrar em operação, em 23 de janeiro de 2000, a Intelig trouxe, pela primeira vez ao país, a concorrência na área de telefonia de longa distância nacional e internacional. Em 23 de novembro do mesmo ano apresentou seu portfólio de soluções para o mercado corporativo. A empresa entrou no mercado de telefonia local em setembro de 2003 e dois anos depois lançou o provedor de internet grátis InteligWeb.

Com investimentos de R$ 2,8 bilhões, a Intelig Telecom começou a construir sua rede em 1999, antes mesmo de entrar em operação. Em dois anos implementou sua rede de telecomunicações no país. Com rede 100% digital, a empresa possui 16 mil quilômetros de rede de fibra ótica própria instalados por todo o Brasil, além de centrais telefônicas, estações satelitais, conexão às grandes redes internacionais e capacidade nos principais sistemas de cabos submarinos, como o AmericasII, Globenet, Global Crossing e o Atlantis2.

A empresa era sediada no Rio de Janeiro, no mesmo prédio da sede da Coca-Cola Brasil. A Intelig Telecom possuía, ainda, escritórios regionais nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná e no Distrito Federal.

Em 2009, foi eleita pelo Great Place to Work Institute (GPTW) como uma das cem melhores empresas para se trabalhar no Brasil.[1]

No ano de 2009,foi comprada pela operadora ítalo-brasileira TIM Brasil, juntando os dois códigos: 23 e 41, com o ímpeto de concorrer principalmente com a nacional Oi, que usa os códigos 31 e 14 (antiga Brasil Telecom), além da Embratel/Claro, Vivo/Telefónica/GVT e Nextel, ambas também multinacionais.[2][3]

Operação[editar | editar código-fonte]

A Intelig inicialmente era uma operadora de longa distância que atuava como espelho da operadora Embratel, em política que visava a fomentar a concorrência no mercado brasileiro de telecomunicações após a privatização do sistema Telebrás.

Com a abertura do mercado de longa distância em 2002, e o incremento na concorrência, a empresa ampliou seu portfólio de produtos, passando a oferecer serviços de dados (VPN, DIP, ATM, entre outros), ligações locais e de hubbing para outras empresas de telecomunicações.

Seu foco era o mercado corporativo, para o qual a empresa oferecia soluções de telefonia e de comunicação de dados.

A Intelig Telecom operava serviços de longa distância nacional e internacional através do CSP (código de seleção de prestadora) 23.

InteligWeb[editar | editar código-fonte]

A exemplo de outras operadoras, a Intelig Telecom entrou no mercado de provedores de acesso, oferecendo o serviço de acesso discado gratuitamente com a marca InteligWeb.

Com a InteligWeb, o tempo de conexão virava Piiis! e os Piiis! virvaam bônus que valiam como dinheiro: para cada hora de conexão, acumulavam-se até R$ 0,45 (0,45 Piiis!).

O provedor oferecia a seus usuários a possibilidade de comprar produtos com os seus créditos ganhos no programa de afiliação, em lojas associadas ao programa, como as Lojas Americanas, o Carrefour, o Pão de Açucar e o Submarino.

Além disso, oferecia serviços de correio eletronico, fotolog e HD virtual de até 1Gb.

A InteligWeb enviou mensagem de correio eletrônico a todos seus usuários em 24 de agosto de 2010, informando que naquela data terminaria a conexão simultânea nos seus provedores.

No primeiro semestre de 2012, a empresa descontinuou sem aviso prévio os seus serviços de e-mail e disco virtuais, encerrando definitivamente suas operações.

InteligFast[editar | editar código-fonte]

A Intelig também fornecia em São Paulo o acesso à Internet de banda larga nas velocidades de 5 Mbps, 10 Mbps e 15 Mbps, utilizando a tecnologia de rede elétrica (PLC).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]