Tecsat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tecsat
Tipo Privada
Indústria Telecomunicações
Fundação 20 de março de 1991[1]
Encerramento 31 de dezembro de 2007
Sede São José dos Campos, SP,  Brasil
Áreas servidas  Brasil
Locais Cobertura Nacional
Produtos Televisão por assinatura

A Tecsat foi a primeira empresa totalmente nacional de DTH (Direct to Home) do Brasil, era controlada pelo Grupo Tecsat localizado em São José dos Campos, em São Paulo.

História[editar | editar código-fonte]

A Tecsat TV por Assinatura iniciou em 20 de março de 1998. Era uma marca da Tectelcom, empresa de São José dos Campos, que durante o início dos anos 90 havia sido uma importante fornecedora de antenas parabólicas e equipamentos de recepção. A Tecsat também foi a fabricante dos primeiros receptores da Globosat para o serviço em banda C. Porém, em 1996, por não conseguir acertar um contrato de fornecimento com a Sky ou com a DirecTV, resolveu concorrer com elas e lançar sua própria operação de TV por assinatura.[1]

Inicialmente, a operadora contava com os canais da programadora HBO em seu line-up. Porém, no dia 30 de julho de 1999, a Tecsat foi pressionada a retirar os canais do ar, motivada por uma vistoria no número de assinantes que sequer foi divulgado[2]. O caso foi parar as páginas judiciais no dia 9 de agosto do mesmo ano, onde a operadora pedia a volta dos canais[3]. Em 22 de setembro, HBO e DirecTV anunciaram um contrato de exclusividade, visando transmitir os principais canais da programadora[4].

Com isso em 2000 a Tecsat estreia como programadora e lança os canais de filmes TecCine e CineHouse, com filmes antigos exibidos pela Rede Bandeirantes (atualmente, esses filmes são exibidos pela TV Cultura). No mesmo ano, o canal The Weather Channel retirou seu sinal da Tecsat por falta de pagamento. Mas segundo a assessoria da Tecsat, o motivo foi sua troca pelo canal Climatempo.[5]Neste mesmo ano, a empresa entrou em concordata.[6] Nos anos seguintes, a operadora também teve como canais exclusivos o esportivo NSC, a Rede NGT, Hallmark, TCM e os canais adultos CineSex e Canal Adulto.

Em 2006, uma greve de cerca de 300 trabalhadores parou a produção de antenas e receptores. Os operários reclamavam de quatro meses de atraso nos salários e que a empresa não estava depositando o FGTS.[7]

Em 2007, com pouco menos de 60 mil assinantes, a empresa não conseguiu se recuperar e teve seu sinal retirado do ar em 2007, ao fim do contrato com o fornecedor de satélite Intelsat.[6]


Referências

  1. a b Samuel Possebon. TV por assinatura: 20 anos de evolução. Samuel Possebon; 2009. ISBN 978-85-909664-0-1. p. 130.
  2. «Folha de S.Paulo - HBO bloqueia canais da operadora Tecsat - 30/07/99». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 2015-09-28. 
  3. «Briga entre Tecsat e HBO vai parar na Justiça». Consultado em 2015-09-28. 
  4. «Folha de S.Paulo - Outro canal: Canais HBO tornam-se exclusivos da DirecTV - 22/09/1999». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 2015-09-28. 
  5. Anna Lee (1 de Fevereiro de 2000). «Weather Channel tira seu sinal da Tecsat». Folhas. Consultado em 01/01/2014. 
  6. a b Samuel Possebon. TV por assinatura: 20 anos de evolução. Samuel Possebon; 2009. ISBN 978-85-909664-0-1. p. 172.
  7. «Greve pára a produção de antenas e receptores na Tecsat». Estadão. 12 de Setembro de 2006. Consultado em 01/01/2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]