Castanhal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Castanhal
  Município do Brasil  
Saudade I, Castanhal - PA, Brazil - panoramio.jpg
Símbolos
Bandeira de Castanhal
Bandeira
Brasão de armas de Castanhal
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Cidade Modelo"
Gentílico castanhalense[1]
Localização
Localização de Castanhal no Pará
Localização de Castanhal no Pará
Castanhal está localizado em: Brasil
Castanhal
Localização de Castanhal no Brasil
Mapa de Castanhal
Coordenadas 1° 17' 49" S 47° 55' 19" O
País Brasil
Unidade federativa Pará
Região metropolitana Região Metropolitana de Belém
Municípios limítrofes Inhangapi, São Francisco do Pará e Santa Isabel do Pará,Terra Alta, Santa Maria do Pará, São Domingos do Capim
Distância até a capital 68 km
História
Fundação 28 de janeiro de 1932 (87 anos)[1]
Aniversário 28 de janeiro de 1932
Administração
Prefeito(a) Pedro Coelho[2] (PPS, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [3] 1 029,191 km²
População total (estimativa IBGE/2019[4]) 200 793 hab.
Densidade 195,1 hab./km²
Clima Equatorial (Am)
Altitude 41 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,673 médio
 • Posição PA: 8º
PIB (IBGE/2015[6]) R$ 3 166 661 mil
 • Posição PA: 10º
PIB per capita (IBGE/2015[6]) R$ 16 685,60
www.castanhal.pa.gov.br (Prefeitura)

Castanhal é um município brasileiro do estado do Pará, Região Norte do país. Pertencente à microrregião de Castanhal e a Região Metropolitana de Belém. Localiza-se a uma latitude 07º20'53" sul e longitude 50º23'45" oeste, distante 68 quilômetros da capital estadual, Belém, e 2 078 km da capital federal, Brasília.[7][8]

Castanhal é o quinto município mais populoso do Pará com uma população estimada, conforme dados do IBGE de 2019, de 200 793[4] habitantes. A cidade tem uma posição geográfica privilegiada no mapa do Pará, sendo cortada pela rodovia federal BR-316, importante rota para o escoamento da produção, além disso, está a um pouco mais de 60 quilômetros de distância do porto, aeroporto e da Alça Viária, na região metropolitana de Belém.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome Castanhal deriva do igarapé Castanhal que, em suas margens, possuía muitas castanheiras ("Bertholletia excelsa").

História[editar | editar código-fonte]

Atribuem-se a índios da tribo Tupinambá, as origens históricas de Castanhal. O povoamento regular começou a partir do caldeamento racial entre brancos, pardos e nativos.

Com a chegada da Estrada de Ferro de Bragança começa o primeiro período de desenvolvimento, com os colonizadores cearenses, especializados no cultivo da terra, contratados pelo Governo Provincial. Formou-se a Vila de Castanhal, criada oficialmente em 15 de agosto de 1899.

A emancipação política de Castanhal tem dois ocorridos importantes[9]: o primeiro em 1 de novembro de 1905, quando a então Vila de Castanhal foi anexado ao patrimônio municipal de Belém pela Lei nº 957. O segundo ocorrido em 30 de Dezembro de 1931, através do Decreto nº 565, que incorporou Castanhal ao recém-criado município de Santa Izabel. Essa situação mudaria em 28 de janeiro de 1932, quando o interventor do Estado do Pará Magalhães Barata, através do decreto de Lei nº 600 criando o município de Castanhal, considerando seu "destacado e notável desenvolvimento ecônomico[10]"

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localizado a uma latitude 01°17'49" sul e longitude 47°55'19" oeste, estando a uma altitude de 41 metros acima do nível do mar. O município possui 1 028,889 km² de extensão territorial[11][12].

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Castanhal possui os seguintes bairros: Betânia, Bom Jesus, Caiçara, Cariri, Cenóbio, Centro, Cristo Redentor, Estrela, Fonte Boa, Heliolândia, Ianetama, Imperador, Jaderlândia, Jardim das Acácias, Nova Olinda, Novo Estrela, Oscar Reis, Pantanal, Pirapora, Rouxinol, Salles Jardim, Salgadinho, Santa Catarina, Santa Helena, Santa Lídia, São José, Saudade, Titanlândia e Vila do Apeú.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Religiões[editar | editar código-fonte]

Segundo dados do censo de 2010, promovido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a religião no município contava com 65,5% de Católicos Romanos, 27,1% evangélicos, 0,3% se declararam espíritas, 4,6% declaram não pertencer a nenhuma religião, 0,4% se declaram Testemunhas de Jeová, 2,1% se declaram ser de outras religiosidades.

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

A principal atividade econômica de Castanhal é o comércio, onde tem grande contribuição no abastecimento da cidades vizinhas, através da venda de utensílios, alimentos, ferramentas, material de construção. Nos últimos anos as autoridades políticas tem aumentado o incentivo para instalação de indústrias de diversos ramos, e também contribuindo para melhoria das indústrias pioneiras na cidade.

O polo industrial da cidade atua em ramos diversificados como: calçados, têxtil, metalmecânica, alimentos, pré moldados, material elétrico e vestuário.

Castanhal é o município mais desenvolvido da Região Nordeste do Pará e o que apresenta o crescimento mais acelerado nas áreas de indústrias e comércio.

O poder público nos últimos anos em seu planejamento estratégico para o desenvolvimento municipal vem investindo na realização do projeto do polo industrial, que prevê a transformação de um espaço de 173 hectares em uma das maiores áreas industriais do Norte do Brasil. O Polo Industrial de Castanhal está sendo implantado em uma área privilegiada às margens da PA-10, a cerca de cinco quilômetros de distância da sede do município. O poder público realizará toda a infraestrutura necessária para a instalação das empresas como: iluminação pública, sistema de água e telefone, além da doação de lotes e a isenção de impostos, como IPTU e ISS, para empresas que queiram se instalar no município e contratar mão de obra local. O polo contará ainda com um hangar e uma pista de pouso para aeronaves de pequeno porte.[14]

Turismo[editar | editar código-fonte]

O principal ponto turístico da cidade é a catedral Santa Maria mãe de Deus, uma das maiores obras arquitetônicas da região.O Monumento e a praça Cristo Redentor também é um dos mais belos pontos turísticos da cidade de Castanhal, inaugurado para as comemorações dos 50 anos da cidade em 1982[15]. Localizado na avenida Major Wilson, bairro do Cristo. É muito visitada a avenida Barão do Rio Branco, a principal avenida da cidade, por possuir inúmeras lojas. Quem vai para Castanhal nunca deixa de ir à Praça do Estrela, entre outras. A vila do Apeú, Igreja da Matriz, e a Diocese de Castanhal são também muito visitados.

Sem falar das praias belíssimas do Pará, duas localizam-se na estrada de Castanhal-Curuçá, região litorânea próximo à Castanhal, que são Marudá e Crispim.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

A educação de nível superior em Castanhal conta com as seguintes universidades: Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade do Estado do Pará (UEPA), Faculdade Estácio de Castanhal(ESTÁCIO/ Castanhal), Centro de Educação da Amazônia (CEAMA), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), Universidade Paulista (UNIP), Universidade Norte do Paraná (FAMAC/UNOPAR) e Centro Universitário Internacional (UNINTER).

Cultura[editar | editar código-fonte]

Há a Romaria de Castanhal-Apeú (uma vila castanhalense)em homenagem à Nossa Senhora de Nazaré, o percurso é feito da Matriz da cidade até a igreja da vila do Apeú. É realizada também em Castanhal a Expofac (Exposição e Feira Agropecuária de Castanhal), realizada geralmente no fim do mês de agosto ou no começo do mês de setembro. A feira vem atraindo vários investidores agrícolas, e trazendo também mais desenvolvimento à cidade. A Expofé, um evento evangélico, que acontece na cidade de Castanhal, reuni pessoas vindas de vários municípios ao evento, durante 3 (três) dias. No período junino sempre há diversas festas de forró de rua nos finais de semana, as mais famosas são o Forró do Didi, do Agricultor, do Ianetama, Agnaldo e muitos outros.

Eventos culturais[editar | editar código-fonte]

  • Festividade de São José
  • Romaria de Castanhal
  • Expofac (Exposição e Feira Agropecuária de Castanhal)
  • Expofé

Desporto[editar | editar código-fonte]

O Castanhal Esporte Clube, mais conhecido na região como Japim da Estrada é o time de futebol da cidade onde tem seu estádio (Maximino Porpino) vulgo Modelão, sediado na área central da cidade e participa de torneios municipais, estaduais e interestaduais.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Castanhal» (PDF). IBGE. Consultado em 27 de abril de 2011 
  2. «Prefeito eleito em Castanhal-PA». Eleições 2016. 1 de janeiro de 2017. Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  4. a b «Estimativa populacional 2019 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2019. Consultado em 29 de agosto de 2019 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «PIB dos Municípios - base de dados 2010-2015». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 23 de dezembro de 2017 
  7. «Estado Pará, Município de Castanhal». IBGE. 2016. Consultado em 15 de junho de 2016 
  8. «Castanhal, Pará - PA.». IBGE. 2015. Consultado em 15 de junho de 2016 
  9. SILVA JÚNIOR, E.C.; DAMASCENO NETO, H.M; QUADROS, L.E.G. (2017). O Discurso de Progresso no Interior da Amazônia: Uma Análise nos Jornais Locais de Castanhal: 1977/1982. São Paulo: Gregory. 22 páginas 
  10. CRUZ, Ernesto (1958). A Estrada de Ferro de Bragança: visão social, econômica e política. Belém: SPVEA. pp. 23 – 24 
  11. «Estado Pará, Município de Castanhal». IBGE. 2015. Consultado em 15 de junho de 2016 
  12. «Castanhal, Pará - PA.». IBGE. 2015. Consultado em 15 de junho de 2016 
  13. The Twin City em inglês
  14. «Nossa Cidade». www.castanhal.pa.gov.br. Consultado em 30 de dezembro de 2016 
  15. SILVA JÚNIOR, E.C.; DAMASCENO NETO, H.M; QUADROS, L.E.G (2017). O Discurso de Progresso no Interior da Amazônia: Uma Análise nos Jornais Locais de Castanhal - 1977/1982. São Paulo: Gregory. pp. 47 – 72 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]