Estrada de Ferro de Bragança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Locomotiva Maguary da Estrada de Ferro de Bragança, na Rotunda de Marituba, data desconhecida.

Estrada de Ferro de Bragança foi uma ferrovia que existiu no estado do Pará, que ligava a estação de São Brás na capital Belém ao município de Bragança, com uma extensão de 222 quilômetros em bitola de 1,00 metro.

História[editar | editar código-fonte]

A ferrovia começou a ser construída no ano de 1883 e já em 1884 foi inaugurado seu primeiro trecho, de 29 quilômetros, entre São Brás e Benevides. Em 1885, a E.F. de Bragança ganhou outros 29 quilômetros e atingiu a localidade de Itaqui, próxima a Castanhal, mas, as obras de construção ficariam paralisadas até 1901. Somente em 1908 a estrada atingiria a cidade de Bragança, chegando à sua extensão máxima.

A E.F. de Bragança pertenceu ao Governo do Estado do Pará até 1936, quando foi entregue à União Federal. Em 1957, foi uma das ferrovias formadoras da Rede Ferroviária Federal, que desativaria e suprimiria suas linhas alguns anos depois [1].

Trajeto[editar | editar código-fonte]

A Linha Tronco da E. F. de Bragança passava pelo que hoje são os seguintes municípios, possuindo pelo menos uma estação em cada um deles

Estações[editar | editar código-fonte]

  • 1 Belém – 0 km
  • 2 Belém – São Braz (Central) – 5,34 km
  • 3 Belém – Entroncamento – 10,88 km
  • 4 Ananindeua (Parada) – 19,121 km
  • 5 Marituba – 22,55 km
  • 6 Canutama – (Parada) – 30,397 km
  • 7 Benevides – 33,228 km
  • 8 Moema (Parada) – 42,97 km
  • 9 Santa Izabel – 46,038 km
  • 10 Americano – 58,34 km
  • 11 Apeú – 66,513 km
  • 12 Km 72 (Parada) -71,17 km
  • 13 Castanhal – 73,86 km
  • 14 Km 80 (Parada) – 79,855 km
  • 15 Anhanga – 88,703 km
  • 16 Granja Eremita (Parada) – 100,999 Km
  • 17 Jambu-açú (Parada) – 108,854 Km
  • 18 Igarapé-açú – 116,402 Km
  • 19 1° Caripy (Parada) – 121,368 Km
  • 20 2° Caripy (Parada) – 124,813 Km
  • 21 São Luiz – 133,571 Km
  • 22 Livramento (Parada) – 139,606 Km
  • 23 Timboteua – 151,560 Km
  • 24 E. Experimental (Parada) – 155,46 Km
  • 25 Peixe-Boi – 161,704 Km
  • 26 Capanema – 179,92 km
  • 27 Tauari (Parada) – 196,568 Km
  • 28 Quatipuru 207,982 Km
  • 29 Tracuateua (Parada) 215,86 Km
  • 30 Rio Branco (Parada) – 220,766 Km
  • 31 Bragança 233,18 Km (Inaugurada em 7 de setembro de 1907)

Ramais[editar | editar código-fonte]

A Estrada de Ferro de Bragança possuía também três ramais: Ramal do Pinheiro (em Icoaraci - Belém), de Benfica (na atual Santa Bárbara do Pará) e de Prata (na atual Santa Maria do Pará).

Ramal do Pinheiro

  • 32 Tapanã (Parada) – 18,480 Km
  • 33 Sumauma (Parada) – 20,050 Km
  • 34 Tenoné (Parada) – 20,800Km
  • 35 Pinheiro – 26,457,18 Km

Sub-ramal Curro Maguary

  • 36 Maguary (Parada) 26,306,90

Ramal do Prata

  • 37 Igarapé-assú – 116,402
  • 38 Prata – 20,777 Km

Ramal Benjamin Constant

  • 39 Bragança – 233,177,53 Km
  • 40 Benjamin Constant – 19,175 Km

Sua estação final era Tijocas, em Bragança.


Referências

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, 1957.
  • SILVA, Moacir M. F., Geografia dos Transportes no Brasil, IBGE, 1949.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.