Kuching

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kuching
Kuching, Sarawak

Kuching é a capital do Estado de Sarawak, na Malásia Oriental. Ergue-se nas margens do rio Sarawak, na parte noroeste da ilha de Bornéu. A população de cerca de meio milhão é composta por uma mistura de malaios, dayaks, chineses, alguns indianos e outros grupos étnicos.

O nome Kuching significa gato em malaio. Apesar disso, o verdadeiro motivo deste nome não é conhecido. Alguns afirmam que a cidade recebeu o nome de Bukit Mata Kuching, uma colina situada no seu coração. Mas claro que há outras hipóteses.

Dentro da cidade, há vários museus como o Museu Sarawak, o Museu Chinês, o Museu do Gato, entre outros, que definitivamente não devem ser esquecidos durante uma visita a Kuching. Outros locais interessantes são Istana (o antigo palácio do Rajá), o Forte Margherita, o templo Tua Pek Kong, Main Bazaar e os parques, além das muitas estátuas de gatos espalhadas pela cidade.

O clima em Kuching é tropical, moderadamente quente e bastante chuvoso. O índice pluviométrico anual é de, em média, 4000mm. Os períodos mais úmidos ocorrem durante as monções, nos meses de dezembro a fevereiro. A temperatura média é de cerca de 26°C durante todo o ano.

O estado de Sarawak era parte do Sultanato de Brunei, há 200 anos. Mas, como recompensa pela ajuda em acabar com uma rebelião, foi cedido a um aventureiro inglês chamado James Brooke, que governou a região como seu reino particular. Kuching se tornou sua capital e seu quartel general. A família Brooke governou Sarawak até o fim da Segunda Guerra Mundial, quando o terceiro e último Rajá, Vyner Brooke, cedeu-o à Coroa Britânica em 1946. Sarawak e a Comunidade Britânica de Nações lutaram uma "guerra não declarada" contra a Indonésia, para impedir que a mesma tomasse posse da região. Os britânicos concederam independência a Sarawak em 1963, que uniu-se à Malásia nesse mesmo ano.

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Malásia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Governança[editar | editar código-fonte]

Sendo a capital de Sarawak, Kuching desempenha um papel fundamental no bem-estar político e econômico de todo o Estado por ser a sede do governo estadual, onde quase todos os ministérios e agências se localizam. A Assembleia Legislativa Estadual de Sarawak está localizada no subúrbio de Kuching, em Petra Jaya.

A Assembleia é constituída por 5 Membros do Parlamento (MPs), representando os cinco constituintes parlamentares, e vinte deputados legislativos na legislatura do Estado, representando vinte constituintes estaduais do distrito de Kuching.

Autoridade local e definição municipal[editar | editar código-fonte]

Kuching é a única cidade na Malásia a ser administrada por dois prefeitos[1]. A cidade é dividida em Kuching do Norte e Kuching do Sul[2]. Cada uma dessas partes é administrada por um prefeito de Kuching do Sul e um comissário de Kuching do Norte[3]. O atual comissário da porção norte é Datuk Abang Wahap Abang Julai, que substituiu Abang Atei Abang Medaan em 1º de agosto de 2011. Já Dato' James Chan Khay Syn se tornou o novo prefeito da porção sul em 2008, após a morte repentina de Chong Ted Tsiung[4].

Kuching ganhou o status de cidade em 1º de agosto de 1988[5] e, desde então, é administrada pela Câmara Municipal de Kuching do Norte (DBKU) e pelo Conselho Municipal de Kuching do Sul (MBKS).

A cidade está definida entre as fronteiras do Distrito de Kuching, antigamente conhecido como Municipalidade de Kuching. Dotado de uma área de 1.868,83 quilômetros quadrados, esse é o distrito mais populoso de Sarawak[6]. A sua área é dividida em 3 subdistritos, nomeados Kuching Proper, Padawan e Siburan. A área combinada da Câmara Municipal de Kuching do Norte, Conselho Municipal de Kuching do Sul, Conselho Municipal de Padawan e Conselho Distrital de Samarahan é conhecida como Kuching Maior[7].

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Chang, Pat Foh (1999). Legends & History of Sarawak (em inglês). [S.l.]: Chang Pat Foh. ISBN 9789839475067 
  2. Thiessen, Tamara (2012). Borneo: Sabah, Brunei, Sarawak (em inglês). [S.l.]: Bradt Travel Guides. ISBN 9781841623900 
  3. The Report: Sarawak 2008 (em inglês). [S.l.]: Oxford Business Group. 2008. ISBN 9781902339955 
  4. «Ex-cop sworn in as sixth Kuching North Datuk Bandar – BorneoPost Online | Borneo , Malaysia, Sarawak Daily News | Largest English Daily In Borneo». web.archive.org. 18 de maio de 2014. Consultado em 10 de outubro de 2019 
  5. «[Web Page] Official Website of Majlis Bandaraya Kuching Selatan». archive.is. 15 de maio de 2014. Consultado em 10 de outubro de 2019 
  6. Sarawak State Government (2012). «Sarawak : Population By Administrative District 2000 & 2010» (PDF). Sarawak Fact and Figures by State Planning Unit, Chief Minister's Department. Consultado em 10 de outubro de 2019 
  7. «Kuching Healthy City». www.healthycity.sarawak.gov.my. Consultado em 10 de outubro de 2019