Salvaterra (Pará)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Município de Salvaterra
"Princesa do Marajó"
Salvaterra, Pará, Brasil - 2013.10.15 (02).jpg

Bandeira de Salvaterra
Brasão de Salvaterra
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 10 de março
Fundação 10 de março de 1962
Gentílico salvaterrense
Prefeito(a) Valentim Lucas de Oliveira (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Salvaterra
Localização de Salvaterra no Pará
Salvaterra está localizado em: Brasil
Salvaterra
Localização de Salvaterra no Brasil
00° 45' 10" S 48° 31' 01" O00° 45' 10" S 48° 31' 01" O
Unidade federativa Pará
Mesorregião Marajó IBGE/2008 [1]
Microrregião Arari IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Soure, Cachoeira do Arari
Distância até a capital 80 km linha reta km
Características geográficas
Área 1,039 km² [2]
População 22 740 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 21 886,43 hab./km²
Altitude 5 m
Clima Tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,608 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 123 110,15 mil IBGE/2014[5]
PIB per capita R$ 5 599,22 IBGE/2014[5]

Salvaterra é um município brasileiro do estado do Pará, localizado na Ilha do Marajó pertencente a Microrregião do Arari.

É uma das principais entradas para o Marajó, através do porto de Camará, localizado no extremo sul do município, na foz do rio Camará.

História[editar | editar código-fonte]

Salvaterra era, desde 1901, distrito de Soure. Apenas em 1961 foi elevada à categoria de município, sendo conhecida desde então como a Princesa do Marajó.

Primitivamente habitada por índios da etnia Sacaca ou Aruans; um dos mais importantes grupos brasileiros em termos linguísticos e com um vasto trabalho em cerâmica, que se desenvolveu em toda a ilha do Marajó.[6][7][8]

Por volta do século 18, Salvaterra foi colonizado pelos frades jesuítas [9] na vila de Monsarás.[10][2] Posteriormente construíram uma igreja na Vila de Joanes para a catequização dos indígenas [11], onde ainda existem as ruínas da igreja na vila.

Com a fundação de uma casa jesuíta em 1626 [12], em Belém, foi possível a expansão missionária por diversas aldeias na região Amazônica.

Durante muitos anos, Salvaterra foi domínio por portugueses escravocratas de indígenas e negros, no trabalho em fazendas. A resistência à dominação levou os escravos a um processo de organização, presente até hoje no município, com as oito comunidades quilombolas.

Conta-se hoje que o nome da cidade foi criado quando ao explorar a ilha e ver seus encantos, os jesuitas gritaram: "Salve Terra".

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se no norte brasileiro, a uma latitude 00º45'12" sul e longitude 48º31'00" oeste, estando a uma altitude de 5 metros do nível do mar.[13] O município possui uma população estimada em 22 370 mil habitantes distribuídos em 1 039,072 km² de extensão territorial.[14][2]

Um belo recanto amazônico proporciona um espetáculo natural em suas praias de água doce, igarapés e fazendas. Pelos campos encharcados durante as grandes águas do inverno, passeiam búfalos montados por vaqueiros.

Água Boa é uma praia escondida dentro de Salvaterra e o distrito de Joanes localizado 17 km do município.

A Reserva Ecológica da Mata do Bacurizal e do Lago Caraparú é uma Unidade de Conservação administrada pela Prefeitura Municipal de Salvaterra, com objetivo de proteger os recursos naturais e desenvolver o ecoturismo.

Economia[editar | editar código-fonte]

O abacaxi cultivado na região é um dos mais doces do país, tirando daí o sustento dos moradores e a economia da região, fazendo com que o município seja um dos grandes produtores da fruta. Ganhando o mundo através da exportação.

Distritos[editar | editar código-fonte]

Em 31 de dezembro de 1963, o município de Salvaterra passa a ser constituído de 5 distritos[9]:

  • Distrito de Salvaterra (distrito sede)
  • Distrito de Condeixa
  • Distrito de Joanes
  • Distrito de Jubim
  • Distrito de Monsarás

E quarenta e cinco povoados, muitos na zona rural. Com esta configuração em divisão territorial do ano de 2005.

Economia[editar | editar código-fonte]

O município de Salvaterra já teve como base da economia a pesca, o gado e o coco-da-baía. Atualmente, o principal produto produzido é o abacaxi [2], que inclusive já é beneficiado; a mandioca também possui boa participação na economia.

Bairros[editar | editar código-fonte]

- Centro - Paes de Carvalho - Coqueirinho - Cajú - Morada Nova - Nova Colônia - Marabá

Pontos Turísticos[editar | editar código-fonte]

Praias[editar | editar código-fonte]

  • Praia Grande
  • Praia de Água Boa
  • Praia do Pescador
  • Praia Grande de Joanes
  • Praia de Jubim

Outros lugares[editar | editar código-fonte]

Veraneio[editar | editar código-fonte]

No verão, durante o mês de julho, Salvaterra fica lotada por famílias em busca de paz e tranquilidade e por jovens em busca de férias e diversão. Durante todas as noites do mês, a Praça Magalhães Barata recebe shows de diversas bandas.

Um dos mais importantes eventos da cidade é o Bloco Ilha, bloco de "carnaval fora de época" com atrações regionais e nacionais.

Igarapés[editar | editar código-fonte]

Durante o inverno, que vai do fim de Dezembro ao fim de junho, os igarapés enchem. Estes, com águas tranquilas são durante a época muito visitados. Os mais conhecidos são: Igarapé do Limão (localizado em Joanes), Igarapé da Ponta (proximo a vila de Boa-vista) e os Igarapés da vila de Passagem Grande.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. a b c d IBGE. «IBGE Cidades: Salvaterra». Consultado em 02 de março de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «Estimativa populacional 2016» (PDF). Estimativa populacional 2016. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2016. Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 21 de setembro de 2013 
  5. a b «PIB Municipal 2010-2014». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 1 jan. 2017 
  6. «Histórico do Município de Salvaterra (Pará)». Ferramenta Cidades - IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. Maria José de Souza Barbosa e Farid Eid; Maria Antonieta Rocha Santos; Karime Ferreira Carvalho; Luiz Paulo Farias Guedes; Rodrigo Augusto Sobral Santos; Wilk Cardoso Cruz; Edson Junior Lima de Souza, e; Ouripson Dalvan Lopes Félix (2012). «Relatório Analítico do Território do Marajó» (PDF). Grupo de Estudo e Pesquisa Trabalho e Desenvolvimento na Amazônia – GPTDA UFPa: Universidade Federal do Pará - UFPa. Projeto Desenvolvimento Sustentável e Gestão Estratégica dos Territórios Rurais no Estado do Pará. Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. «Ação coletiva, cidadania e políticas públicas em Salvaterra» (PDF). Seminário Internacional Amazônia e Fronteiras do Conhecimento - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos - Universidade Federal do Pará. 2008. Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda); |coautores= requer |autor= (ajuda)
  9. a b IBGE. «IBGE Cidades: Salvaterra - Histórico do Município». Consultado em 02 de março de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  10. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. «Município de Salvaterra - Estado do Pará». Consultado em 02 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  11. Folha Online. «Folha Online: Presídio de Belém guarda jóias amazônicas». Consultado em 02 de março de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  12. Anchietanum. «Jesuítas no Brasil». Consultado em 02 de março de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. Geografos. «Salvaterra , Pará». Consultado em 02 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  14. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. «Município de Salvaterra - Estado do Pará». Consultado em 02 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Pará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.