VALEC

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
VALEC Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.
Abreviações VALEC
Área de operação Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo e Tocantins
Tempo de operação 1972–Presente
Antecessora VALUEC
Sucessora -
Bitola 1600 (larga) mm
Sede Brasília, DF, Brasil

A VALEC Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. é uma empresa pública, sob a forma de sociedade por ações, controlada pela União através do Ministério dos Transportes, conforme texto da Lei 11.772/2008.[1]

Objetivos[editar | editar código-fonte]

Cabe à VALEC o planejamento econômico e administrativo de engenharia de uma estrada de ferro; sua construção, operação, exploração e sistemas de interligação com outras modalidades de transportes; implantação e operação de sistemas de armazenagem, transferência e manuseio de produtos e bens a serem transportados; elaboração de estudos de viabilidade para a expansão da malha ferroviária.

Como empresa pública, a VALEC pode receber da Administração Federal todos os encargos que estejam de acordo com suas atribuições.

História[editar | editar código-fonte]

As origens da Valec remontam à antiga atuação estatal da Companhia do Vale do Rio Doce (CVRD). Em 1972, a Vale, por meio de sua subsidiária Rio Doce Engenharia e Planejamento S.A - RDEP, associou-se à USS Engineers and Consultants INC. para constituir a VALUEC Serviços Técnicos Ltda.[2] Em 1978, teve a razão social para VALEC Comércio e Serviços Ltda., já com a Docenave como sócia no lugar da empresa estrangeira. Posteriormente, em 1987, passou à denominação atual, tendo a Portobrás e a própria União como acionistas, após um breve período sob controle do Geipot. Com a dissolução da estatal portuária, em 1990[3], passou a estar sob controle total da União.

Diretoria[editar | editar código-fonte]

Mário Mondolfo, primeiro à esquerda, na Comissão de Serviços de Infraestrutura, do Senado Federal. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado, em 03/12/2015.

Em abril de 2018, a Diretoria Executiva da empresa era composta da seguinte forma[4]:

  • Presidente - Mário Mondolfo
  • Diretor de Administração e Finanças - Handerson Cabral Ribeiro
  • Diretor de Engenharia - Handerson Cabral Ribeiro (interino)
  • Diretor de Operações - Marcus Expedito Felipe de Almeida
  • Diretor de Planejamento - Marcio Guimarães de Aquino

Ainda em abril, o então diretor-presidente, Mário Mondolfo, assumiu a Secretaria de Logística e Transportes do Estado de São Paulo, nomeado pelo recém-empossado governador Márcio França[5].

Concessões[editar | editar código-fonte]

A VALEC tem concessão para a construção da Ferrovia Norte-Sul, cujo traçado, com extensão aproximada de 3.100 km, é iniciará em Belém, no Pará, e seguirá até o município de Panorama, em São Paulo.

A VALEC detém também as concessões das ferrovias:

Ferrovia Norte-Sul[editar | editar código-fonte]

A VALEC subconcedeu em dezembro de 2007 a operação da Ferrovia Norte-Sul para a VALE por um período de 30 anos.

Transporte de passageiros[editar | editar código-fonte]

Até a edição da Medida Provisória 576/2012, eram de responsabilidade da VALEC, os estudos da construção dos trens de alta velocidade que ligarão as cidade de São Paulo - Rio de Janeiro - Campinas, e Belo Horizonte - São Paulo - Curitiba. Atualmente, essa é uma atribuição da Empresa de Planejamento e Logística S.A. - EPL.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «LEI Nº 11.772, DE 17 DE SETEMBRO DE 2008.». Presidência da República. Consultado em 13 de julho de 2016. 
  2. «http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/Exm/EMI-3-MT-MP-MF-Mpv-427-08.htm». www.planalto.gov.br. Consultado em 21 de abril de 2018.  Ligação externa em |titulo= (ajuda)
  3. «http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1990-1994/D99226.htm». www.planalto.gov.br. Consultado em 21 de abril de 2018.  Ligação externa em |titulo= (ajuda)
  4. «VALEC - Diretoria Executiva». www.valec.gov.br. Consultado em 11 de abril de 2018. 
  5. «Márcio França nomeia novo secretário de Logística e Transportes | Governo do Estado de São Paulo». Governo do Estado de São Paulo. 14 de abril de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]