RioFilme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
RioFilme
Logo da RioFilme
Cinema
Gênero Distribuidora de filmes
Fundação 1992 (29 anos)
Fundador(es) Paulo Braga[1]
Sede Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Proprietário(s) Prefeitura do Rio de Janeiro
Website oficial rio.rj.gov.br/riofilme

A RioFilme (Distribuidora de Filmes S.A. - RioFilme) é uma distribuidora cinematográfica brasileira. Criada em novembro de 1992, a Riofilme é gerida pela Prefeitura do Rio de Janeiro.[2]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Anos 1990-2000[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1992 para apoiar a produção e distribuição de cinema na cidade, foi revitalizada em 2009 com a missão de promover o desenvolvimento da indústria audiovisual carioca, levando em conta seus impactos econômicos e sociais na cidade. Após ser revitalizada, deixou de ser apenas distribuidora e tornou-se uma investidora em produção, distribuição, exibição, infraestrutura, difusão e capacitação, atuando também em parceria com a iniciativa privada. Desde então, a Prefeitura investiu, por meio da RioFilme, cerca de R$ 100 milhões em 252 projetos de filmes, eventos, ampliação do acesso e capacitação.[3]

Sua receita, de cerca de R$ 1,5 milhão em 2008, para cerca de R$ 24 milhões no período de 2009 a 2012, dinheiro que foi totalmente reinvestido no setor de audiovisual carioca através de novos programas de financiamento em Cinema e TV, Capacitação de profissionais do setor, implantação de novas salas do Cine Carioca, e do Programa de Investimento Não Reembolsável.[carece de fontes?]

Anos 2010[editar | editar código-fonte]

Em 2012, a distribuidora teve uma das sete maiores bilheterias do Brasil, após formar o consórcio Downtown/Paris/RioFilme.[4]

2013

Em 2013, um dos filmes codistribuídos pela Downtown Filmes e a RioFilme foi considerado um dos maiores lançamentos da história do cinema brasileiro, Até Que a Sorte nos Separe 2, estreando em 734 cinemas.[5] No mesmo ano, foi um dos corealizadores do festival É Tudo Verdade,[6] e patrocinador do Festival Varilux de Cinema Francês.[7] Em outubro lançou um programa para valorizar a história do cinema, o "Circuito RioFilme", feito em parceria com o Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), no qual placas com informações foram instaladas em vários pontos do Rio de Janeiro.[8]

2014

Em 2014 publicou o edital "Cinema Acessível", em apoio a complexos de cinemas do Rio de Janeiro que tenham acessibilidade para pessoas com algum tipo de deficiência.[9] Em março criou um edital para a produção de webséries.[10] Em junho passou a oferecer cursos gratuitos para o setor audiovisual, junto com a Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, e com o apoio do Ministério da Cultura e o da Educação, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC).[11] Em julho, em parceria com a Columbia University, iniciou a segunda turma para roteirista profissionais para TV.[12] Em agosto, realizou o segundo seminário "Dez Mandamentos para uma Estratégia Criativa”, feito em parceria com o YouTube.[13]

2015

Em março, iniciou o segundo workshop feito junto com a Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão (ABPITV).[14] No Festival Varilux de Cinema Francês foi a apoiadora do quarto seminário de roteiro audiovisual junto com a Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão – ABPITV e do Conservatório Europeu de Escrita Audiovisual.[15] Em junho, divulgou os regulamentos do "Programa de Fomento ao Audiovisual 2015 – Viva o Cinema! Já".[16]

2016

Em janeiro, fechou um acordo com a Rio Film Commission e a Miami-Dade Country of Film and Entertainment, para apoio de locação e logística de produções selecionadas.[17] Em março, junto com a Spcine e a Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão – ABPITV, lançou o livro Latin American Training Center (LATC), uma versão atualizada e em inglês e português da primeira publicação feita em 2012.[18]

Foi anunciado em 2016 que através da RioFilme será feita a revitalização de parte do Polo de Audiovisual da Barra da Tijuca.[carece de fontes?]

Anos 2020[editar | editar código-fonte]

2020

Em julho, anunciou um acordo com a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio (Sececrj) e Centro Técnico Audiovisual (CTAv) para auxílio técnico e produção audiovisual.[19] No mês seguinte, declarou apoio ao movimento #JuntospeloCinema, com algumas salas sendo reabertas com protocolos de segurança devido a pandemia de COVID-19.[20] Em novembro, foi anunciado um acordo com Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do RJ para a operacionalização do Espaço Multimídia da Biblioteca Parque Estadual (BPE), localizado no centro do Rio de Janeiro, um dos pontos do contato é a curadoria da Dvdoteca que, na época, contava com 5 mil exemplares.[21]

2021

Em janeiro, foi uma das apoiadoras do "Projeto Rocinha", que exibiu produções audiovisuais na favela da Rocinha.[22] No mês seguinte, cedeu o espaço Casas Casadas para a Cavídeo.[23] Em julho, a RioFilme declarou que irá mater a parceria com a Kinoplex e a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa junto, junto do anúncio de novas ações para aquecer o mercado exibidor do estado.[24]

Programas[editar | editar código-fonte]

  • Programa de Investimento Não Reembolsável
    • Em 2013, esse programa conta com sete linhas: Desenvolvimento de Longa-Metragem, Desenvolvimento de Conteúdo para TV, Produção de Curta-Metragem, Produção e Finalização de Longa-Metragem, Produção de Documentário para TV (em parceria com o Canal Brasil), Produção de Mostras, Festivais e Eventos de Audiovisual e Distribuição de Longa-Metragem.[25]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Paulo Braga». Filme B. Consultado em 5 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 15 de janeiro de 2020 
  2. Riofilme - História Arquivado em 22 de julho de 2009, no Wayback Machine. - Sítio Oficial da Riofilme
  3. «RIOFILME APRESENTA BALANÇO 2009/2012». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  4. «Distribuição consagra cartelas fortes e parcerias». Filme B. Consultado em 13 de junho de 2021 
  5. «"ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE 2" É CONSIDERADO O MAIOR LANÇAMENTO DA HISTÓRIA DO CINEMA NACIONAL». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  6. «FESTIVAL "É TUDO VERDADE" COMPLETA 18 ANOS». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  7. «FESTIVAL VARILUX DE CINEMA FRANCÊS COMEÇA EM 1º DE MAIO». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  8. «RIOFILME LANÇA "CIRCUITO RIOFILME", UM PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DA MEMÓRIA DO CINEMA». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  9. «EXIBIDORAS E DISTRIBUIDORAS TOMAM MEDIDAS PARA EXIBIR CONTEÚDO ACESSÍVEL». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  10. «"RIOFILME CRIA EDITAL PARA WEBSÉRIES». Portal Exibidorpublicado=. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  11. «"CURSOS GRATUITOS NA ÁREA AUDIOVISUAL». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  12. «RIOFILME E COLUMBIA UNIVERSITY ABREM INSCRIÇÕES PARA O TV WRITING IN RIO». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  13. «RIOFILME REALIZA SEGUNDO SEMINÁRIO EM PARCERIA COM YOUTUBE». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  14. «RIOFILME E ABPITV REALIZAM 2ª EDIÇÃO DE WORKSHOP DE PRODUÇÃO INDEPENDENTE PARA TV». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  15. «FESTIVAL VARILUX PROMOVE 4ª OFICINA FRANCO-BRASILEIRA DE ROTEIROS AUDIOVISUAIS». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  16. «RIOFILME DIVULGA REGULAMENTOS DE PROGRAMA DE FOMENTO AO AUDIOVISUAL». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  17. «RIO FILM COMMISSION, RIO FILME E MIAMI-DADE COUNTRY FECHAM ACORDO DE COOPERAÇÃO». Portal Exibidor. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  18. «LATC LANÇA LIVRO NO RIOCONTENT MARKET». Portal Exibidor. Tonks. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  19. «SECRETARIA DE CULTURA DO RJ FOMENTARÁ PROJETOS COM RIOFILME E CENTRO TÉCNICO AUDIOVISUAL». Portal Exibidor. Tonks. Consultado em 24 de outubro de 2021 
  20. «SECRETARIA DE CULTURA DO ESTADO DO RJ APOIA O MOVIMENTO #JUNTOSPELOCINEMA». Portal Exibidor. Tonks. Consultado em 24 de outubro de 2021 
  21. «SECRETARIA DE CULTURA DO RJ E RIOFILME FIRMAM PARCERIA PARA CURADORIA DE DVDOTECA». Portal Exibidor. Tonks. Consultado em 24 de outubro de 2021 
  22. «"PROJETA ROCINHA" LEVA CINEMA COM PROJEÇÃO GIGANTE PARA A FAVELA». Portal Exibidor. Tonks. Consultado em 24 de outubro de 2021 
  23. «BIBLIOTECA COM FOCO EM CINEMA É ABERTA NO RIO DE JANEIRO COM PROPOSTA COLABORATIVA». Portal Exibidor. Tonks. Consultado em 24 de outubro de 2021 
  24. «GOVERNO DO RIO DE JANEIRO ANUNCIA AÇÕES PARA REAQUECER MERCADO DE EXIBIÇÃO DO ESTADO». Portal Exibidor. Tonks. Consultado em 24 de outubro de 2021 
  25. «Investimentos Não Reembolsáveis 2013». Prefeitura do Rio de Janeiro. Consultado em 24 de outubro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]