Banco do Estado do Espírito Santo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para o extinto banco português, veja Banco Espírito Santo.
Banestes
Razão social Banco do Estado do Espírito Santo S.A.
Empresa de capital aberto
Slogan Crescemos juntos
Cotação B3BEES3, BEES4
Atividade Serviços financeiros
Gênero Sociedade de economia mista
Fundação 15 de outubro de 1937 (1937-10-15)
Sede Vitória, Espírito Santo, Brasil
Área(s) servida(s) Espírito Santo
Locais 78 municípios
Proprietário(s) Governo do estado do Espírito Santo
Presidente José Amarildo Casagrande
Pessoas-chave José Antônio Resende Alves (Presidente do Conselho de Administração)
Empregados 2.04 (31.03.2021)
Produtos Banco
Cartões de crédito
Seguros
Banco de varejo
Gestão de ativos
Carteira de investimentos
Subsidiárias Banestes Seguros
Banestes DTVM
Banestes Corretora
Valor de mercado Baixa R$ 1,65 bilhões (31.03.2021)
Ativos Aumento R$ 32,2 bilhões (31.03.2021)
Lucro Aumento R$ 232 milhões (31.12.2020)
Faturamento Baixa R$ 482 milhões (31.03.2021)
Significado da sigla Banco do
Estado do
Espírito
Santo
Website oficial banestes.com.br

O Banco do Estado do Espírito Santo S.A. (Banestes), sociedade anônima de capital aberto e de economia mista criada em 1937, é um banco múltiplo controlado pelo estado do Espírito Santo. Detém a maior rede bancária do estado do Espírito Santo[1]. Compõe, com mais três empresas (Banestes Seguros S.A., Banestes Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários S.A. e Banestes Administradora, Corretora de Seguros, Previdência e Capitalização Ltda.), o Sistema Financeiro Banestes.

Atualmente, o cargo de diretor-presidente do Banestes é preenchido por José Amarildo Casagrande.

Serviços[editar | editar código-fonte]

Rede de Atendimento[editar | editar código-fonte]

É a única instituição bancária com agências em todos os 78 municípios capixabas. Possui, ao todo, 867 pontos de atendimento, oferecendo um portfólio completo de produtos e serviços financeiros aos seus clientes pessoas físicas e jurídicas.[2]

Base de Clientes[editar | editar código-fonte]

A base de clientes do BANESTES é ampla, apresentando uma excelente oportunidade de negócios e crescimento das operações. Ao final do primeiro trimestre de 2021, nossa base era composta de 1.114.966 pessoas físicas (+1,8% em doze meses) e 69.944 pessoas jurídicas (+2,2% em doze meses), totalizando 1.184.910 clientes ativos (+1,8% em doze meses) que movimentaram 758.382 contas correntes e 611.002 contas poupança (+2,9 e +3,6% respectivamente, em doze meses).[3]

Carteira de Crédito Ampliada[editar | editar código-fonte]

A Carteira de Crédito Ampliada atingiu o montante de R$ 8,1 bilhões em março de 2021, maior 2,7% sobre a posição do trimestre anterior e superior 11,9% em doze meses. A Carteira de Crédito Comercial (conceito BACEN) alcançou R$ 5,4 bilhões, crescentes 5,3% contra o trimestre anterior e 20,2% em doze meses. A estratégia da Instituição prioriza carteiras com menor risco, utilizando adequada política de crédito.[4]

Recursos Captados e Administrados[editar | editar código-fonte]

O saldo dos Recursos de Terceiros Captados e Administrados trata-se do total dos saldos dos depósitos, da captação no mercado aberto, recursos de aceites e emissão de títulos, obrigações por empréstimos, obrigações por repasses do país e fundos administrados. Somou R$ 34,7 bilhões, avanços de 5,7% contra o quarto trimestre de 2020 e 17,9% em doze meses. Com comportamento similar, os Recursos Aplicados (Ativo Total) registraram R$ 32,1 bilhões, aumento de 5,5% contra o trimestre anterior, e na comparação de doze meses um pujante acréscimo de 18,6%.[4]

Patrimônio Líquido[editar | editar código-fonte]

O Patrimônio Líquido atingiu R$ 1,8 bilhão, maior 2,9% em relação ao quarto trimestre de 2020 e 13,4% superior à posição de março de 2020. A relação Patrimônio Líquido e Ativo Total foi de 5,5%. O Índice de Basileia alcançou 15,9% composto integralmente de capital nível I.[4]

Rating[editar | editar código-fonte]

A nota de rating em escala nacional (moeda local) para risco de crédito medida pela Fitch Ratings manteve-se em A+(bra) no período, mesmo sob efeito e impacto da deterioração do cenário macroeconômico face à pandemia da COVID-19. [5]

Cartões[editar | editar código-fonte]

No primeiro trimestre de 2021 foram mais de 5 milhões de operações - queda de 6,0% contra o primeiro trimestre de 2020. Entretanto o valor transacionado em compras e saques com os cartões de débito e crédito, atingiu R$ 467 milhões - um crescimento de 8,0% na mesma comparação anual. Os cartões de crédito e débito BANESTES Visa crescem a ritmo expressivo, tornando-se cada vez mais importantes no portfólio de produtos da Instituição. No 1º trimestre de 2021, o número de transações em compras e saques de pessoas físicas e jurídicas expandiu 13,6% em relação ao mesmo período de 2020, resultando em aumento de 21,6% no faturamento, alcançando a cifra de R$ 437 milhões no trimestre.[6]

Referências

  1. «Banestes S.A. - Visão Geral». Banestes S.A. Consultado em 30 de setembro de 2019 
  2. «Banestes S.A. - Rede de atendimento». Consultado em 30 de setembro de 2019 
  3. «Banestes S.A. - Informações Financeiras». Consultado em 30 de setembro de 2019 
  4. a b c «Banestes S.A. - Demonstrações Financeiras» (PDF). Consultado em 30 de setembro de 2019 
  5. «Banestes S.A. - Relatório de Rating». Banestes S.A. Consultado em 31 de março de 2019 
  6. «Fact Sheet 3T19» (PDF). Banestes S.A. Consultado em 30 de junho de 2019