Capitania de São Tomé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Capitania de São Tomé

Capitania

1536 – 1619 Blank.png
Continente América do Sul
Capital Não especificada
Língua oficial Português
Governo Não especificado
História
 • 1536 Fundação
 • 1619 Dissolução
Reconstituição da Vila da Rainha, fundada às margens do Rio Paraíba do sul.

A Capitania de São Tomé, também conhecida como Capitania do Paraíba do Sul, foi criada em 1536 como uma das quinze parcelas do território brasileiro entregues pelo rei de Portugal, Dom João III de Portugal, a donatários em regime de hereditariedade. A capitania foi doada a Pero de Góis e ficava compreendida entre as atuais cidades de Itapemirim (Espírito Santo) e Macaé (Rio de Janeiro). Basicamente formada pelo sul do ES e norte fluminense (baixo Paraíba).

O donatário fundou uma vila e começou um incipiente cultivo de cana-de-açúcar, mas a colonização foi muito hostilizada pelas populações autóctones. O território ficaria praticamente abandonado até que em 1619, a capitania foi renunciada a favor da Coroa portuguesa e posteriormente absorvida pela Capitania do Rio de Janeiro.

Pero de Góis era um dos 12 donatários mais confiados pelo rei D. João III, tão quanto Pero Lopes de Sousa. Apesar disso, recebeu posse de três Capitanias Hereditárias, mas nenhuma prosperou.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre História do Brasil é um esboço relacionado ao Projeto História do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.